Banca de DEFESA: ANA MILENA NEMOCON ROMERO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANA MILENA NEMOCON ROMERO
DATA : 29/08/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do DGEF
TÍTULO:

Inversão simultânea de dados magnetotelúricos e sismológicos na Província Borborema Ocidental: Implicações para inversão de bacias


PALAVRAS-CHAVES:

Bacia do Araripe; inversão de bacias; dados sismológicos; dados magnetotelúricos; inversão simultânea


PÁGINAS: 215
RESUMO:

O principal objetivo das medições geofísicas é obter informações confiáveis sobre as propriedades físicas das rochas e fluidos da subsuperfície. Para alcançar este objetivo, diferentes métodos tentam determinar com a maior precisão possível a geometria dos estratos infiltrados em fluido e corpos rochosos que fazem parte da estrutura subsuperficial, enquanto outros métodos concentram seus objetivos na obtenção das propriedades físicas. Medições sismológicas ou magnetotelúricas (MT) fornecem informações incompletas quando são usadas independentemente. Embora os métodos sismológicos sejam usados geralmente para obter informações estruturais da distribuição de subsuperfície e velocidade, as técnicas de MT são uma ferramenta poderosa para distinguir entre rochas contendo hidrocarbonetos e água salina. Combinadas juntas, essas técnicas têm o potencial de melhorar consideravelmente a imagem da subsuperfície. Este trabalho aplicou duas técnicas de inversão simultânea entre conjuntos de dados geofísicos, a fim de desenvolver restrições na estrutura da Terra que melhoraram a compreensão do soerguimento da Bacia do Araripe. Como resultado, modelos de resistividade e velocidade foram obtidos revelando a presença de alta velocidade (4,1 - 4,3 km/s) interpretada como uma camada máfica na crosta inferior abaixo da Bacia do Araripe, bem como a presença de alta condutividade ( ~40 Wm) em níveis de manto ~110 km) que coincide com uma zona de baixa velocidade (4,2 km/s) baixo a Bacia do Araripe, interpretada como um material enriquecido com pequenas quantidades de material fundido, remanescente dos processos de rifteamento do Mesozóico. Ambos os modelos mostram clara evidência de menor espessura da litosfera abaixo da Bacia do Araripe, consistente com uma astenosfera de baixa profundidade reportada na região


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - CARLOS ALBERTO MORENO CHAVES - USP
Interno - 1451214 - ADERSON FARIAS DO NASCIMENTO
Presidente - 1863578 - JORDI JULIA CASAS
Externo ao Programa - 346468 - JOSE ANTONIO DE MORAIS MOREIRA
Externo à Instituição - SÉRGIO LUIZ FONTES - ON/MCT
Notícia cadastrada em: 12/08/2019 10:34
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao