Banca de QUALIFICAÇÃO: SAMIR DOS SANTOS COSTA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : SAMIR DOS SANTOS COSTA
DATA : 27/11/2017
HORA: 08:30
LOCAL: Sala 1 PPGG
TÍTULO:

Avaliação Geoquímica de Elementos-traços em Testemunhos no Estuário do Rio Potengi – RN


PALAVRAS-CHAVES:

Elementos-traços, índices geoquímicos, estuário do rio Potengi.


PÁGINAS: 28
RESUMO:

Estuários são áreas de investigações complexas representando ambientes em constante processo evolutivo, constituindo o meio de interação entre mar, rios e atividades antrópicas. Nestas regiões, a abundância, distribuição e especiação de elementos químicos (metais, metaloides, não metais, etc) nos sedimentos, podem ser afetadas por processos hidrodinâmicos, relacionados às variações de litologia, topografia, vegetação, regime de chuvas, fluxos dos rios, correntes de marés de enchente e vazante, entre outros. Diante disto, esta pesquisa teve como objetivo principal entender os processos que controlam a variabilidade dos elementos químicos em testemunhos ao longo no estuário do rio Potengi, incluindo o possível aporte de cargas antropogênicas. Utilizou-se de ferramentas estatísticas, como por exemplo o coeficiente de variação aplicado também, às amostras em duplicatas e aos resultados analíticos obtidos em diferentes classes granulométricas (fração total e na fração menor que 0,063 mm). Os resultados também foram comparados com os limites toxicológicos estabelecidos pela National Oceanic & Atmosfheric Administration – NOAA, afim de diagnosticar a qualidade dos sedimentos e seu impacto ambeinetal no estuário. Também foram correlacionados com a média mundial dos folhelhos e arenitos, onde aplicando metodologias específicas foi possível estimar o background da região estuarina pesquisada. O Índice de Geocamulação (Igeo) também foi aplicado para se ter um diagnóstico quanto ao enriquecimento de elementos-traços para os sedimentos analisados. Foram avaliados 13 elementos (Al, As, Ba, Co, Cr, Cu, Fe, Mg, Mn, Ni, Pb, Sr e Zn) ao longo de três testemunhos distribuídos longitudinalmente no estuário do rio Potengi, sendo um mais a montante (CPOT A), um na parte intermediária (CPOT B) e outro na desembocadura do estuário (CPOT C) e os resultados preliminares indicam ação antropogênica e enriquecimento geogênico para área investigada. O testemunho coletado na região intermediária do estuário (CPOT B), apresentaou teores mais elevados do elemento cromo (Cr). A influência da proximidade da área urbanizada da cidade de Natal, que despeja dejetos sanitários sem prévio tratamento, associada a indústrias de bens manufaturados contribuíram para níveis alarmantes de contaminação nesta região de amostragem. Serão atrelados posteriormente a pesquisa, outros índices de classificação, como o Fator de Enriquecimento (FE), Índice de Carga de Poluição (ICP), Fator Antropogênico (FA) e Grau de Contaminação (GC), buscando mais subsídios para entender os processos geoquímicos atuantes na região. Além disso, os dados também serão comparados com outros estuários que usaram metodologias similares no Brasil e no Mundo.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 347608 - GERMANO MELO JUNIOR
Presidente - 2042405 - MOAB PRAXEDES GOMES
Externo ao Programa - 1298966 - RAQUEL FRANCO DE SOUZA
Notícia cadastrada em: 16/11/2017 11:01
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao