Banca de QUALIFICAÇÃO: RICARDO DE SOUZA RODRIGUES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RICARDO DE SOUZA RODRIGUES
DATA : 12/07/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do LGGP I
TÍTULO:

Caracterização meso e microscópica de bandas de deformação em arenitos porosos casos análogos das bacias do Tucano (BA) e Rio do Peixe (PB)


PALAVRAS-CHAVES:

Bandas de deformação, falhas, bacia de Tucano.


PÁGINAS: 33
RESUMO:

Na Bacia do Tucano, zona de transição entre as sub-bacias Tucano Central e Norte, ocorrem várias regiões com a presença de bandas de deformação (Bds) e falhas a elas relacionadas que aparecem afetando arenitos porosos do Grupo Ilhas. As Bds apresentam-se como estruturas individuais (single) ou em conjunto (clusters) de dimensões variadas (métrica a centimétrica). A análise destas estruturas revelou que as mesmas se formaram em estágios distintos em relação a litificação das rochas hospedeiras (pré a sin-litificação e pós-litificação) bem como em relação aos eventos deformacionais que afetaram área estudada. A cataclase foi reconhecida como o principal mecanismo de formação das Bds. As falhas e as Bds mostram inter-relação evolutiva, onde as falhas representam registro final do somatório do deslocamento ao longo de planos de clusters. Essas falhas apresentam um trend principal NE-SW e
subordinadamente NNW-SSE e N-S. A análise cinemática permitiu caracterizar as falhas NE-SW como do tipo normal com estrias NW-SE associadas a um par conjugado de falhas transcorrentes (N-S dextral e NE-SW sinistral). Um segundo conjunto de estruturas compreende falhas oblíquas de trend N-S contendo estrias de rake médio a alto NNW-SSE e podem aparecer retrabalhando os planos das falhas normais precedentes, indicando uma reativação, ligada a um campo trativo NNWSSE. Um terceiro evento deformacional, mais complexo envolve o desenvolvimento
de uma população de falhas, também normal oblíquas, agora com trend NE-SW e estria com plunge ora para NE, ora para SW e adicionalmente, falhas inversas NE-SW e transcorrências dextrais NE-SW. Desse modo sugere-se que a bacia estuda foi acometida a pelo menos três eventos deformacionais, dois eventos distensionais NWSE (D1) e NNW-SSE (D2) e um compressivo NW-SE (D3). Uma outra área de estudo foi a Bacia Rio do Peixe (PB), onde bandas de deformação curva, ocorrendo em arenitos da Formação Antenor Navarro também foram alvo de estudo, do ponto de vista geométrico. Neste caso a análise meso e microscópica revelam a cataclase incipiente com movimentação dextral. O estudo destas Bds além da importância científica, tem também importância econômica, uma vez que podem desempenhar um papel significativo no que diz respeito a movimentação de fluidos no interior das rochas, podendo portar-se como barreira ou conduto ao fluxo de fluido.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1217847 - FERNANDO CESAR ALVES DA SILVA
Externo ao Programa - 346302 - JAZIEL MARTINS SA
Interno - 1149363 - VALERIA CENTURION CORDOBA
Notícia cadastrada em: 05/07/2017 10:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao