Banca de QUALIFICAÇÃO: DANIELLE LOBO MONTENEGRO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANIELLE LOBO MONTENEGRO
DATA: 13/06/2013
HORA: 08:00
LOCAL: Auditório do 2o. andar do NUPRAR
TÍTULO:

REFORMA A SECO DE METANO COM CATALISADORES Ni/MCM-41 SINTETIZADOS A PARTIR DE FONTES ALTERNATIVAS DE SÍLICA


PALAVRAS-CHAVES:

Ni/MCM-41, fontes de sílica, reforma a seco, gás de síntese, energias renováveis


PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Química
RESUMO:

A produção de gás de síntese tem ganhado importância devido a procura por fontes de energias renováveis para reduzir as emissões dos gases responsáveis pelo aumento do efeito estufa. Este trabalho foi realizado com o objetivo de sintetizar, caracterizar e avaliar a aplicação dos catalisadores de níquel sobre MCM-41, em reaçoes de reforma a seco de metano. As peneiras moleculares mesoporosas foram sintetizadas pelo método hidrotérmico utilizando como fontes de sílica o Tetraetil Ortosilicato (TEOS) e o resíduo de pó de vidro (PV) como fonte alternativa para redução dos custos e obtenção de uma síntese ambientalmente favorável. As peneiras foram impregnadas com 10% de níquel pelo método de impreganação pós-síntese para formação dos catalisadores metálicos (Ni/MCM-41). Esses materiais foram calcinados a 450oC sob fluxo de N2 e caracterizados por Termogravimetria (TG), Espectroscopia na Região do Infravermelho por Transformada de Fourier (FTIR), Difratometria do raios X (DRX), Redução de Temperatura Programada (TPR), Adsorção e Dessorção de N2 (BET) e Absorção na região de UV visível (UV-Vis). As propriedades catalíticas das amostras foram avaliadas na reforma a seco do metano, tendo como objetivo a produção de gás de síntese para utilização na indústria petroquímica. Os materiais caracterizados apresentaram estrutura hexagonal característica do material mesoporoso tipo MCM-41, sendo mantida após a impregnação com níquelAs amostras apresentaram variações quanto à área superficial específica, diâmetro e volume médio de poros em função do tipo de interação existente entre o níquel e o suporte mesoporoso. Os resutados dos testes catalíticos mostraram que os dois catalisadores são ativos e, que, tanto o material sintetizado com TEOS quanto com PV apresentaram o mesmo desempenho, comprovando que o TEOS pode ser substituído por um material menos nobre.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 348475 - DJALMA RIBEIRO DA SILVA
Presidente - 349770 - DULCE MARIA DE ARAUJO MELO
Externo ao Programa - 347420 - MARCUS ANTONIO DE FREITAS MELO
Notícia cadastrada em: 04/06/2013 10:17
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao