Banca de DEFESA: ZILDIANY IBIAPINA MENESES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: ZILDIANY IBIAPINA MENESES

DATA: 04/07/2011

HORA: 10:30

LOCAL: NUPPRAR

TÍTULO:

Estudo da Extração de Boro em Água de Produção Sintética por  Sistema Microemulsionado


PALAVRAS-CHAVES:

 Água produzida sintética, boro, sistemas microemulsionados, ICP OES.


PÁGINAS: 100

GRANDE ÁREA: Engenharias

ÁREA: Engenharia Química

RESUMO:

 O Boro é um semimetal presente em determinados tipos de solos e 
águas naturais. É essencial ao desenvolvimento sadio de espécies 
 vegetais e atóxico ao homem, ambos dependendo da concentração. É 
 utilizado em várias indústrias e está presente em águas de produção 
 oriundas da atividade petrolífera. Mais especificamente no Rio 
 Grande do Norte, um dos maiores produtores de petróleo on shore do 
 Brasil, a mistura água/óleo produzida em seus campos, atinge cerca 
 de 97% em água. O destino mais comum a essa água produzida é o 
 descarte em mar aberto após especificação. Com isso, o objeto a que 
 se propõe este trabalho é o estudo da extração do boro em água 
 produzida por sistema microemulsionado (SME) para seu aproveitamento 
 industrial. Nesse estudo foi levado em consideração a eficiência de 
 extração de boro quanto ao tensoativo (DDA e OCS), cotensoativo 
 (butanol e álcool isoamílico), fase orgânica (querosene e heptano) e 
 fase aquosa a pH 9,98. A razão C/T utilizada foi quatro e o 
 percentual das fases orgânica para todos os pontos de estudo foi 
 fixada em 5%. Foram escolhidos pontos com maior percentual de Fa,
  próximo ao binário C/T. Cada sistema foi montado para três pontos 
 de composições diferentes em relação aos constituintes de um 
 diagrama pseudoternário.  Estes pontos foram escolhidos de acordo 
 com estudos do comportamento de fases em diagramas pseudoternários 
 realizados em estudos anteriores. Para esse estudo os pontos 
 escolhidos localizaram-se na região de Winsor II. A solução aquosa 
 em excesso obtida nesses sistemas foi separada e analisada por ICP 
 OES. Do conjunto de dados obtidos, o sistema que apresentou melhor 
 desempenho na extração de boro foi o que utilizou DAC, álcool 
 isoamílico e heptano,  com erca de  49%. de extração numa única 
 etapa. O OCS não se mostrou favorável a extrações de boro por 
 sistema microemulsionados nessas condições do estudo. Tanto os 
 precipitados obtidos nos sistemas com OCS como os componentes dos 
 sistemas foram caracterizados por FT-IV. 
  


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 347289 - AFONSO AVELINO DANTAS NETO
Interno - 348475 - DJALMA RIBEIRO DA SILVA
Externo à Instituição - RICARDO HENRIQUE DE LIMA LEITE - UFERSA
Presidente - 347057 - TEREZA NEUMA DE CASTRO DANTAS
Notícia cadastrada em: 22/06/2011 17:58
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao