Banca de QUALIFICAÇÃO: GLAUCO SOARES BRAGA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: GLAUCO SOARES BRAGA

DATA: 16/12/2010

HORA: 09:00

LOCAL: Auditório do Nuprar

TÍTULO:

Formulação de cimentos de oxicloreto de magnésio solúveis em ácido para aplicação em zonas produtoras de petróleo


PALAVRAS-CHAVES:

Cimento oxicloreto de magnésio, plug temporário, cimento solúvel


PÁGINAS: 100

GRANDE ÁREA: Engenharias

ÁREA: Engenharia Química

SUBÁREA: Tecnologia Química

ESPECIALIDADE: Petróleo e Petroquímica

RESUMO:

O setor petrolífero e suas atividades têm impulsionado o desenvolvimento de materiais cimentícios específicos às diversas necessidades encontradas desde a perfuração, completação e produção de petróleo. Dentre estes materiais, podemos destacar o cimento oxicloreto magnesiano para produção de plugs temporários de perfuração a partir de matérias-primas e tecnologia de preparação nacional. Atualmente produtos para esta finalidade não são encontrados no mercado brasileiro. O cimento oxicloreto magnesiano é normalmente constituído de misturas estequiométricas de óxido de magnésio (MgO) e soluções aquosas de cloreto de magnésio (MgCl2.6H2O). Juntos, eles formam cimentos oxicloreto magnesianos, também conhecidos por cimento Sorel (MgO.MgCl2.6H2O). Este tipo de cimento é empregado para realizar operações quando se precisa (I) desviar uma perfuração e/ou iniciar uma operação direcional; (II) tamponar uma zona ou um poço; (III) resolver um problema de perda de circulação durante as fases de perfuração; (IV) prover uma âncora para testes de poço aberto. Cimentos solúveis a base de magnésio são uma alternativa para poços que necessitem do uso do plug que posteriormente não empreguem sonda de perfuração para sua remoção, já que a proposta é dissolvê-lo em ácido, gerando menor volume de inventários, menor custo de perfuração. Neste trabalho, foram preparadas composições de cimento de oxicloreto de magnésio, submetidas a testes segundo as normas API para cimentação de poços, tais como, reologia e parâmetros reológicos, resistência a compressão mecânica e por ultrassom, teste de consistometria e filtrado. Ainda neste sentido, o cimento foi caracterizado pela técnica de raios-x (DRX), análise térmica TG/DTA e FTIR. Investigou-se, em especial, o processo de pega desses cimentos em função de sua composição e aditivos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1298936 - ANTONIO EDUARDO MARTINELLI
Externo ao Programa - 1804366 - JULIO CEZAR DE OLIVEIRA FREITAS
Externo ao Programa - 347420 - MARCUS ANTONIO DE FREITAS MELO
Notícia cadastrada em: 03/12/2010 09:45
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao