Banca de QUALIFICAÇÃO: GABRIEL BESSA DE FREITAS FUEZI OLIVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : GABRIEL BESSA DE FREITAS FUEZI OLIVA
DATA : 10/09/2020
HORA: 17:00
LOCAL: meet.google.com/gip-aipm-enk
TÍTULO:

MODELAGEM E SIMULAÇÃO DE UMA UNIDADE DE BOMBEIO MECÂNICO CONVENCIONAL UTILIZANDO O AMBIENTE SIMSCAPE MULTIBODY™


PALAVRAS-CHAVES:

Unidade de bombeio mecânico convencional, Elevação Artificial, Torque, Simscape Multibody™, Modelagem e Simulação de Sistemas Físicos.


PÁGINAS: 160
RESUMO:
 O método de elevação artificial por Bombeio Mecânico (BM) é o mais utilizado nos poços de petróleo no Brasil e no mundo. A ampla utilização do BM como método de elevação pode ser justificada em virtude da sua estrutura relativamente simples, confiável e durável, manutenção conveniente e assim por diante. A necessidade de aumentar a eficiência na produção de óleo e gás, em virtude da crescente demanda energética mundial, estimulou a indústria de petróleo a se desenvolver impulsionada pela tecnologia. Dado o tempo de existência do BM e a sua popularidade na indústria petrolífera, ao longo dos anos, muitos trabalhos foram desenvolvidos para contribuir com a evolução do método. As primeiras pesquisas realizadas tinham como enfoque principal a modificação da estrutura geométrica das unidades de bombeio (UB), a fim de que as unidades pudessem trabalhar em diversas condições operacionais, aumentando assim a flexibilidade de utilização do método. Posteriormente, com o avanço tecnológico e o advento da automação industrial, novos estudos foram realizados com o intuito de aplicar estratégias de controle ao BM, dentre as quais se destacam o controle Pump-Off e o controle VSD (Variable Speed Drive Control). Ressaltam-se também as pesquisas recentes que têm sido realizadas com o objetivo de melhorar o funcionamento da UB a partir da modificação do perfil de velocidade durante um mesmo ciclo de bombeio. Adicionalmente, os recentes avanços computacionais permitiram o desenvolvimento de simuladores de bombeio mecânico, e também de programas computacionais que permitem a modelagem e simulação dos componentes do sistema. Surge então a oportunidade de se desenvolver um modelo mais exato, capaz de refletir com acurácia a operação das unidades de bombeio mecânico instaladas em campo. Nesse contexto, essa pesquisa se propõe a modelar uma unidade de bombeio mecânico do tipo convencional, utilizando o ambiente de simulação Simscape Multibody™ (SSMB) do MATLAB. Como resultados iniciais, foram realizadas simulações com o sistema modelado para: verificar o cálculo das cartas dinamométricas implementada em linguagem de programação MATLAB; validar a cinemática da UB modelada; analisar o comportamento da curva de torque líquido com a mudança da posição dos contrapesos; comparar a curva de torque líquido obtido com o sistema desenvolvido com a curva obtida pelos procedimentos descritos na Norma API SPEC 11E (2013). De maneira geral, observou-se que os resultados alcançados inicialmente se mostraram coerentes quando comparados aos modelos de cálculo existentes na literatura ou com o próprio comportamento observado na prática na operação das unidades de bombeio mecânico.
Palavras-chave: Unidade de bombeio mecânico convencional, Elevação Artificial, Torque, Simscape Multibody™, Modelagem e Simulação de Sistemas Físicos.

MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 350693 - ANDRÉ LAURINDO MAITELLI
Interna - 6350734 - CARLA WILZA SOUZA DE PAULA MAITELLI
Externo ao Programa - 1714956 - RUTACIO DE OLIVEIRA COSTA
Externo à Instituição - FABIO SOARES DE LIMA - PETROBRAS
Notícia cadastrada em: 28/08/2020 02:03
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao