Banca de QUALIFICAÇÃO: MARCUS VINICIUS DANTAS DE ASSUNCAO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARCUS VINICIUS DANTAS DE ASSUNCAO
DATA : 22/09/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do CCET/UFRN
TÍTULO:

A EFICIÊNCIA AMBIENTAL DOS CAMPOS ONSHORE DAS BACIAS COSTEIRAS BRASILEIRAS NA PERSPECTIVA DA GERAÇÃO INDESEJÁVEL DE ÁGUA PRODUZIDA DE PETRÓLEO


PALAVRAS-CHAVES:

 Sustentabilidade ambiental. Campos de petróleo. Eficiência ambiental. Análise Bidimensional. Água produzida.


PÁGINAS: 130
RESUMO:

A indústria petrolífera possui uma significativa e importante parcela na matriz energética mundial com uma produção estimada de 1/3 da energia global. Com o elevado consumo mundial de petróleo, o gerenciamento dos recursos necessita ser melhor administrado a fim de reduzirem os impactos ambientais associados. Uma das principais preocupações ambientais associadas a exploração e produção dos campos de petróleo está relacionada a geração de água produzida de petróleo. A água produzida, a partir da produção de óleo e gás, constitui um desafio de natureza estratégica para as empresas, uma vez que gera a maior parcela dos resíduos da indústria do petróleo. Nessa perspectiva, este trabalho tem como objetivo analisar o desempenho da sustentabilidade ambiental, a partir da geração de água produzida de petróleo, dos campos onshore das bacias petrolíferas costeiras do Brasil. Os dados foram disponibilizados pela ANP (Agência nacional de Petróleo) em seu sítio eletrônico perfazendo um total de 156 campos pertencentes as bacias de Alagoas, Camamu, Espírito Santo, Potiguar e Sergipe. Os anos analisados foram 2014, 2015 e 2016. Buscando alcançar o objetivo proposto, formulou-se um modelo conceitual constituído por 12 hipóteses. Os resultados foram apresentados em quatro etapas: etapa I – apresentação dos resultados das estatísticas descritivas; etapa II – análise das regressões múltiplas; etapa III – aplicação da mediana; etapa IV – Análise da modelagem dinâmica (DDEA) e apresentação de uma análise gráfica bidimensional do DDEA; e, etapa V - análise das regressões logísticas. Utilizaram-se dois testes estatísticos para validação das hipóteses: teste T e teste de Wald. Os resultados esperados auxiliarão aos gestores nas tomadas de decisões gerenciais a partir do modelo proposto para o setor petrolífero. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 277437 - MARCELA MARQUES VIEIRA
Interno - 1679234 - JENNYS LOURDES MENESES BARILLAS
Externo ao Programa - 1777131 - MARIANA RODRIGUES DE ALMEIDA
Externo à Instituição - CARLOS ALBERTO DE JESUS MARTINHON - UFF
Externo à Instituição - KYTERIA SABINA LOPES DE FIGUEREDO - UFERSA
Notícia cadastrada em: 12/09/2017 09:57
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao