Banca de DEFESA: PAULO RICARDO COSME BEZERRA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : PAULO RICARDO COSME BEZERRA
DATA : 21/06/2017
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do CCET
TÍTULO:

Mensuração da Ecoeficiência das Micro e Pequenas Empresas da Cadeia Produtiva do Petróleo e Gás Potiguar


PALAVRAS-CHAVES:

gestão ambiental, sustentabilidade, ecoeficiência, cadeia produtiva do petróleo


PÁGINAS: 188
RESUMO:

Esta Tese pretende contribuir com os estudos sobre sustentabilidade ambiental na indústria do petróleo por meio da mensuração da ecoeficiência das Micro e Pequenas Empresas (MPEs) da cadeia produtiva do petróleo e gás no Rio Grande do Norte, buscando auxiliar para a maximização da eficiência ambiental, redução de custos, identificação de melhorias de métodos nos processos operacionais com agregação de valor e fortalecimento da competitividade empresarial na região. A ecoeficiência é uma estratégia de gestão que tem como objetivo reduzir o consumo de recursos, reduzir o impacto sobre a natureza e fornecer aos clientes produtos e serviços de maior qualidade. Para sua mensuração foi utilizado a metodologia denominada taxionomia “CE7”, sigla referindo-se às “sete competências da ecoeficiência” que adaptado as estratégias ambientais de apoio à ecoeficiência mostrará o nível de ecoeficiência em que as empresas se encontram. A pesquisa de campo adota como objeto de estudo 44 (quarenta e quatro) MPEs empresas da cadeia produtiva do petróleo e gás do Rio Grande do Norte, integrante do projeto “cadeia produtiva do petróleo, gás e energia do RN” desenvolvido pelo SEBRAE RN, que prestam serviço à Petrobrás e que fazem parte da RedePetro RN. A coleta de dados ocorreu no período de agosto a outubro de 2016, através do método survey. Ao término do estudo foi evidenciado a ausência de MPEs ecoeficientes no encadeamento produtivo e que o melhor nível de entrega ocorreu para dois empreendimentos que obtiveram nível de ecoeficiência “quase ecoeficientes”. As estratégias ambientais que promovem a ecoeficiência são eficiência energética, Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS), cuidados ambientais na seleção de fornecedores e licenciamento ambiental. Por fim, a ecoeficiência não é uma prática de gestão institucionalizada na realidade das MPEs desse encadeamento produtivo.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - CATARINA DA SILVA SOUZA - UNI-RN
Externo ao Programa - 2329932 - JULIO FRANCISCO DANTAS DE REZENDE
Presidente - 277437 - MARCELA MARQUES VIEIRA
Externo ao Programa - 2456706 - MARIO ORESTES AGUIRRE GONZALEZ
Externo à Instituição - MARLI DE FATIMA FERRAZ DA SILVA TACCONI - IFRN
Notícia cadastrada em: 06/06/2017 15:27
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao