Banca de QUALIFICAÇÃO: ARNOBIO SILVA DE SOUZA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ARNOBIO SILVA DE SOUZA
DATA : 15/12/2016
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do CCET/UFRN
TÍTULO:

Controle estratigráfico no arcabouço e evolução diagenética da Formação Tombador, Mesoproterozóico da Chapada Diamantina, Bahia


PALAVRAS-CHAVES:

Evolução diagenética, argilominerais, anquimetamorfismo, índice de cristalinidade da ilita


PÁGINAS: 101
RESUMO:

os depósitos siliciclásticos da Formação Tombador, unidade basal do Grupo Chapada diamantina, de idade mesoproterozóica, ocorrem numa faixa aproximadamente Norte-Sul ao longo da serra do Sincorá, porção central do Cráton São Francisco (CSF), Nordeste do Brasil. Esses depósitos são constituídos por uma espessa sequência de rochas siliciclásticas (meta-arenitos) de baixo grau metamórfico. Foi realizado um estudo petrográfico e petrológico de seções delgadas de rochas superficiais da Fm. Tombador, juntamente com o auxílio de técnicas especiais como a Fluorescência de Raio-X (FRX), Difratometria de Raio-X (DRX), Espectroscopia de raios-x por Dispersão de Energia (EDS) e Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV). Com base nas análises, verificou-se que essas rochas são constituídas predominantemente por meta-arenitos, variando de médio a grosso, localmente bimodais. Os seguintes eventos diagenéticos foram identificados: infiltração mecânica de argilas, compactação mecânica, compactação química, sobrecrescimento de quartzo e turmalina, película de óxido de ferro, dissolução de grãos, que refletem os estágios evolutivos da diagênese a telodiagênese. Foram identificados através da fluorescência de raios-X em amostra total os seguintes elementos químicos em ordem decrescente, Si, Al, K, Fe, Mg, Ti, Zr, Sr e Y. O elemento Silício (Si), com valores acima de 85%, indica a alta maturidade mineralógica dessas rochas. Através da técnica de DRX, foram identificados os seguintes grupos de argilominerais: Ilita, Caulinita, Esmectita, interestratificados Ilita/Caulinita e Ilita/Esmectita. Constatou-se, através índice de cristalinidade da ilita ou “índice de Kubler”, obtido pela medida da largura do pico de 10 å, medido a meia altura (full width at half maximum - FWHM) que essas rochas atingiram a zona do anquimetamorfismo, chegando a atingir a anquizona. Os eventos diagenéticos de compactação mecânica e cimentação tiveram igual importância na redução da porosidade primária dessas rochas. A ocorrência de determinados argilominerais está diretamente relacionado ao ambiente deposicional, mostrando que o controle estratigráfico e a composição do arcabouço são diretamente responsáveis pela evolução diagenética dessas rochas.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1884342 - DEBORA DO CARMO SOUSA
Presidente - 277437 - MARCELA MARQUES VIEIRA
Externo ao Programa - 347536 - NARENDRA KUMAR SRIVASTAVA
Notícia cadastrada em: 06/12/2016 15:53
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao