Banca de QUALIFICAÇÃO: GLYDIANNE MARA DIOGENES FERNANDES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : GLYDIANNE MARA DIOGENES FERNANDES
DATA : 05/08/2016
HORA: 08:00
LOCAL: Sala de seminários do LEAP
TÍTULO:

Estudo da configuração de poços no processo de drenagem gravitacional assistida por vapor (SAGD) em reservatórios do nordeste brasileiro. 


PALAVRAS-CHAVES:

configurações de poços, perda de carga, simulação numérica de reservatórios, segregação gravitacional, câmara de vapor, SAGD.


PÁGINAS: 151
RESUMO:

As empresas da área de petróleo estão à procura de novas tecnologias que possam elevar o fator de recuperação do óleo contido em seus reservatórios. Esses investimentos têm como principal objetivo aumentar o retorno econômico dos projetos de produção de petróleo, que são elevados. A injeção de vapor representa um desses métodos avançados de recuperação, em que vapor é injetado no reservatório com o objetivo de reduzir a viscosidade do óleo e torná-lo mais móvel. O processo de drenagem gravitacional assistida por vapor (SAGD) consiste em um método que utiliza a injeção de vapor em seu mecanismo, assim como dois poços horizontais paralelos. Neste processo o vapor é injetado através do poço injetor horizontal, em seguida uma câmara de vapor é formada no reservatório aquecendo o óleo e, pela ação das forças gravitacionais, este óleo é drenado para baixo onde se encontra o poço produtor. Para essas análises foram realizadas simulações numéricas através do simulador térmico STARS da CMG (Computer Modelling Group). Neste contexto, esta pesquisa teve como objetivo realizar um estudo de diferentes configurações de poços no processo SAGD, considerando os efeitos das perdas de carga e calor no poço injetor em reservatórios do nordeste brasileiro. Um planejamento estatístico foi utilizado para verificar a influência dos parâmetros estudados no fator de recuperação. Foi realizada também uma análise técnico-econômica das configurações dos poços injetores com a finalidade de analisar a rentabilidade dos projetos estudados. Os resultados mostraram que as perdas de carga no poço injetor têm uma influência significativa no processo SAGD. Foi observado também que a substituição do poço injetor horizontal, para algumas vazões de injeção de vapor, representa um aumento na produção acumulada de óleo e torna a aplicação viável de ser aplicada considerando fatores econômicos. A configuração W-SAGD, para vazões de injeção a partir de 100 ton/dia, levou a formação de uma câmara de vapor maior e mais eficiente e, finalmente, os poços injetores inclinados apresentaram uma menor produção em relação à configuração padrão.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1679234 - JENNYS LOURDES MENESES BARILLAS
Externo à Instituição - JOSÉ CLEODON DE SOUZA JÚNIOR - PETROBRAS
Interno - 1149372 - TARCILIO VIANA DUTRA JUNIOR
Notícia cadastrada em: 19/07/2016 10:25
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao