Banca de DEFESA: NATALIA MEIRA DE MOURA AMORIM

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: NATALIA MEIRA DE MOURA AMORIM
DATA: 02/09/2013
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do LABCIM
TÍTULO:

Estudo da formulação de pré-misturas secas para a cimentação de poços em terra


PALAVRAS-CHAVES:

Cimentação onshore, pré-misturas secas, adições minerais


PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Química
RESUMO:

UUma solução econ�?mica para a cimentação de poços de petróleo é o emprego de pré-misturas secas contendo cimento e aditivos. As misturas podem ser formuladas, preparadas e transportadas para o poço onde será adicionada a água para bombeio. Com essa metodologia, torna-se dispensável a preparação das misturas de cimento com aditivos no ato da operação de cimentação, reduzindo a possibilidade de erro. Desta forma, o objetivo desse trabalho é estudar formulações de pastas de cimento contendo aditivos sólidos para a cimentação primária de poços de petróleo onshore para profundidades típicas de 400, 800 e 1.200 metros. As formulações são constituídas de cimento Portland Classe Especial, adições minerais e aditivos químicos sólidos. As misturas formuladas possuem massa específica de 1,67 g/cm³ (14,0 lb/gal). Sua otimização foi feita a partir da análise de resultados de reologia, comportamento de perda de fluido para a formação, formação de água livre ambiente, tempo de espessamento, estabilidade da mistura e comportamento mecânico. Os resultados mostraram que as misturas se adequam às especificações para a cimentação de poços de petróleo onshore nas profundidades estudadas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1298936 - ANTONIO EDUARDO MARTINELLI
Interno - 349770 - DULCE MARIA DE ARAUJO MELO
Externo ao Programa - 1804366 - JULIO CEZAR DE OLIVEIRA FREITAS
Externo à Instituição - ULISSES TARGINO BEZERRA - IFPB
Notícia cadastrada em: 21/08/2013 11:31
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao