Banca de DEFESA: NICOLE GE FREIRE DANTAS AROUCA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : NICOLE GE FREIRE DANTAS AROUCA
DATA : 30/01/2021
HORA: 09:00
LOCAL: videoconferência
TÍTULO:

Distribuição de metais pesados tóxicos em Sedimento Depositado em Rodovia (SDR) numa perspectiva global: uma meta-análise


PALAVRAS-CHAVES:

Sedimento depositado em rodovia, SDR, metais pesados tóxicos, população, tráfego


PÁGINAS: 75
RESUMO:

O sedimento depositado em rodovia (SDR) é formado por um conjunto complexo de elementos acumulados na superfície do pavimento que apresentam capacidade de adsorver uma grande variedade de substâncias contaminantes provenientes das mais diversas fontes, principalmente, do tráfego. O contato desses com o ser humano pode trazer sérios riscos à saúde humana, por isso estudar a contaminação do SDR é importante para criar mecanismos de controle da poluição. Dessa forma, o objetivo desse estudo é investigar a relação entre a contaminação do SDR por metais pesados tóxicos (Cd, Pb, Hg, Cr, As, Cu, Zn) e fatores socioeconômicos do local: população, densidade populacional, uso e ocupação, Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), matriz energética e número de veículos. Para isso, foram utilizados dados publicados em periódicos de alto impacto disponíveis na literatura, além da análise de informações das localidades objeto dos estudos. A meta-análise dos dados foi realizada através das ferramentas estatísticas: Análise de componentes principais (PCA) e Regressão Multivariada. PCA revelou uma tendência ao aumento da contaminação para localidades com maiores números de habitantes e para ocupação tipo comercial e industrial. Assim, cidades com elevado índice de urbanização (Londres, Nova Iorque e Madrid) apresentaram altos níveis de contaminação. No entanto, foram observados outliers. Ou seja, algumas cidades (Shenzhen, Halifax, Huludao e Singapura) apresentaram dados de contaminação considerados anômalos, possivelmente associados a características locais (histórico de contaminação, regulação do uso do automóvel, combustível utilizado, etc.). As correlações obtidas nas análises de regressão (R²=0,30 quando aplicada para cada fator individualmente e R²=0,41 quando considerou todos os fatores simultaneamente) indicaram que apenas um fator individualmente não é suficiente para estabelecer uma forte relação com a contaminação, os fatores devem ser analisados concomitantemente, cabendo ainda a adição de novos fatores. A regressão de segunda ordem, por sua vez, gerou correlações melhores (R²=0,70). Portando, os resultados indicam alta correlação entre os níveis de contaminação do SDR por metais pesados e os fatores supracitados. Além disso, os resultados sugerem que a adição de fatores locais na análise pode aumentar os níveis de correlação, podendo ser usadas na criação de modelos que permitam prever condições de poluição a partir das características locais. Os dados obtidos revelaram que o SDR pode ser usado como um potencial indicador de poluição, apontando possíveis fontes e locais mais críticos. Os resultados obtidos na análise da contaminação podem ser usados na elaboração de políticas públicas de limpeza e controle de poluição. 


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - José Anderson do Nascimento Batista - UNICAMP
Interna - 1759777 - ADELENA GONCALVES MAIA
Externo ao Programa - 1913849 - EDGAR PERIN MORAES
Presidente - 1242829 - LUCIO FLAVIO FERREIRA MOREIRA
Notícia cadastrada em: 20/01/2021 19:16
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa25-producao.info.ufrn.br.sigaa25-producao