PMPQRN/IQ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA - REDE NACIONAL INSTITUTO DE QUÍMICA Téléphone/Extension: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/PROFQUI

Banca de DEFESA: GILLES BASTOS E SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : GILLES BASTOS E SILVA
DATA : 05/04/2024
HORA: 14:00
LOCAL: Container 2 - sala de webconferência do IQ
TÍTULO:

O ENSINO DE ESTEQUIOMETRIA NO ENSINO MÉDIO MEDIADA POR UMA UNIDADE DE ENSINO POTENCIALMENTE SIGNIFICATIVA


PALAVRAS-CHAVES:

Estequiometria; Aprendizagem Significativa; Ensino de Química


PÁGINAS: 100
RESUMO:

As dificuldades de aprendizagem sempre se constituíram como desafios inerentes ao exercício da docência. Dessa forma, muitos teóricos pesquisaram sobre como aprendemos, e propuseram metodologias, que facilitassem a compreensão dos conteúdos. Inicialmente, essas metodologias foram empregadas em todas as disciplinas, mas, percebeu-se que cada uma possui suas particularidades, e, consequentemente, viu-se a necessidade de pesquisar e desenvolver metodologias específicas por área, principalmente nas Ciências da Natureza, em particular, na Química. Vários são os conteúdos relevantes à compreensão da Química, dentre eles destacamos à Estequiometria, cujas dificuldades intrínsecas de aprendizagem podem ser explicadas pela existência de três níveis de descrição da matéria, que são: macroscópico (observacional), submicroscópico (atômico-molecular) e o representacional (símbolos, fórmulas e equações). Em Estequiometria, o aluno deve ser capaz de relacionar as transições entre os níveis, bem como fazer uso de relações matemáticas e significar tais relações, muitas vezes, por meio de alta capacidade de abstração, o que se configura como uma barreira da aprendizagem aos discentes do Ensino Médio. Diante de inúmeras dificuldades ficam alguns questionamentos relacionados ao processo de ensino-aprendizagem, que são levadas aos alunos e aos professores: Como o aprendizado em estequiometria, mediado por uma Unidade de Ensino Potencialmente Significativa (UEPS), contribui para desenvolver minha habilidade em resolver problemas do cotidiano? Como lecionar Estequiometria no Ensino Médio para promover aprendizagem significativa? A partir desses questionamentos objetivamos, de forma geral, desenvolver uma unidade didática potencialmente significativa sobre o conteúdo de estequiometria. De forma mais específica, buscamos contextualizar o assunto e sua importância, apreender o nível de conhecimento dos alunos após a aplicação da UEPS, analisar a visão que os docentes possuem acerca da utilização da UEPS para a aprendizagem de estequiometria, trabalhar as relações matemáticas e o balanceamento de equações, e utilizar instrumentos do cotidiano visando uma compreensão multidimensional da temática. Dessa forma, justificamos, então, o desenvolvimento de uma sequência didática, que seja elaborada por meio de pesquisa qualitativa e embasada nas teorias propostas por Moreira e Ausubel, que possa contribuir para a compreensão do tema proposto e que permita aos alunos aprenderem as questões conceituais, bem como venham a fazer a relação desses conceitos com situações no cotidiano. Teremos como resultado da pesquisa a produção de uma unidade didática, potencialmente significativa, que visa contribuir para a aprendizagem significativa em Estequiometria.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1530500 - ANA CRISTINA FACUNDO DE BRITO PONTES
Interno - 2525587 - CARLOS NECO DA SILVA JUNIOR
Interno - 345799 - OTOM ANSELMO DE OLIVEIRA
Externa à Instituição - FABIANA ROBERTA GONCALVES E SILVA HUSSEIN - UFBA
Notícia cadastrada em: 19/03/2024 08:55
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao