Banca de DEFESA: MANOEL CIRÍCIO PEREIRA NETO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MANOEL CIRÍCIO PEREIRA NETO
DATA: 01/04/2013
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Geografia
TÍTULO:

Fragilidade ambiental da bacia hidrográfica do rio Seridó (RN/PB – Brasil)


PALAVRAS-CHAVES:

Ecodinâmica, fragilidade, seridó, bacia hidrográfica, desertificação.


PÁGINAS: 105
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
RESUMO:

São inúmeras as aplicações provenientes dos estudos geomorfológicos e seus diferentes elementos constituintes e inter-relacionados à implantação de políticas públicas de planejamento e gestão territorial ambiental. Esta dissertação de mestrado apresenta uma análise da fragilidade ambiental da bacia hidrográfica do Rio Seridó, localizado entre os estados da Paraíba e Rio Grande do Norte (Brasil), para a identificação de áreas potencialmente instáveis. Este estudo encontra-se apoiado na abordagem metodológica de Ecodinâmica do francês J. Tricart (1977) e em sua proposta de operacionalização defendida pelo brasileiro J. Ross (1994), referente às Unidades Ecodinâmicas de Instabilidade Potencial e Emergente, com base nos índices de dissecação do relevo ou rugosidade topográfica. Os resultados relevam que em uma perspectiva quantitativa sobre a análise da referida bacia hidrográfica, estes valores podem ser traduzidos em classes de fragilidade potencial em torno dos 2.613,0 Km² de fraca intensidade, 5.188,4 Km² de média intensidade, e dos 2.585,5 Km² de forte intensidade. No que diz respeito para a fragilidade emergente, estes se aproximam dos 2.212,0 Km² de fraca intensidade, 6.191,23 Km² de média intensidade, e 2.062,34 Km² de forte intensidade. Os dados obtidos assumem uma importância fundamental para o planejamento territorial ambiental da bacia hidrográfica em questão, uma vez que podemos ainda verificar uma intrínseca associação dos municípios componentes do núcleo de desertificação com as áreas de forte instabilidade/fragilidade ambiental. Trata-se, portanto de um importante instrumento indicativo ao entendimento da susceptibilidade potencial dos ambientes naturais e antropizados, em relação ao avanço e/ou intensificação dos processos erosivos, quedas de blocos, movimentos de massa, dentre outros fenômenos atuantes de áreas potencialmente instáveis. A continuação detalhada destes estudos torna-se, portanto objeto de extrema relevância para o entendimento e arranjo dos processos, juntamente ao engendramento e sustentabilidade do sistema em sua totalidade; em estreita correlação, pois às suas potencialidades, restrições e alternativas sobre a bacia hidrográfica do Rio Seridó, e em todo o semiárido com características semelhantes.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1692459 - ERMINIO FERNANDES
Interno - 1149364 - LUIZ ANTONIO CESTARO
Externo à Instituição - MARTA CELINA LINHARES SALES - UFC
Notícia cadastrada em: 01/04/2013 09:09
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao