Banca de DEFESA: RAFAEL FRANÇA DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RAFAEL FRANÇA DA SILVA
DATA : 16/03/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 520 do CCHLA - Departamento de Geografia
TÍTULO:

O COMÉRCIO TRADICIONAL DO AGLOMERADO URBANO CRAJUBAR/CE NO CONTEXTO DA REESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA: MUDANÇAS E PERMANÊNCIAS


PALAVRAS-CHAVES:

Comércio Tradicional; Redes Globais de Comércio; Mudanças e Permanências, Crajubar/CE


PÁGINAS: 180
RESUMO:

A presente pesquisa contempla o comércio tradicional de gênero alimentício do Aglomerado Urbano Crajubar, localizado na porção Sul do Estado do Ceará. Esse segmento atravessa um período de transformações decorrentes do novo cenário concorrencial que se delineou com a chegada dos estabelecimentos das redes globais de comércio em Juazeiro do Norte. Frente ao papel desempenhado pelas unidades globais, os pequenos comerciantes varejistas do setor alimentício reafirmam novas facetas e revelam mudanças e permanências nas suas novas formas de atuação. Nesse sentido, o trabalho objetivou analisar o comércio tradicional de gênero alimentício do Crajubar, no contexto em que os hipermercados (Atacadão Distribuidora, Maxxi Atacado, Hiper Bompreço e Assaí Atacadista) pertencentes às grandes redes globais redefinem as relações estabelecidas entre pequenos comerciantes e os fornecedores locais. Debruçou-se sobre a importância da atividade comercial na dinâmica histórico-espacial de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha e na atual configuração espacial do aglomerado, realçando as implicações decorrentes e promovidas pelas redes globais de comércio. Realizou-se estudo bibliográfico, documental, historiográfico e pesquisa de campo, com aplicação de entrevistas junto aos proprietários de estabelecimentos varejistas e aos principais órgãos envolvidos na dinâmica comercial do Crajubar. A expansão do comércio no aglomerado, principalmente, de Juazeiro do Norte, revela a importância desse segmento que abrange uma escala mesorregional. A década de 1990 constitui-se um marco do crescimento do número de estabelecimentos varejistas e atacadistas no Crajubar e da consolidação de Juazeiro do Norte como maior empório comercial do aglomerado. Com a introdução das redes globais de comércio, na primeira década do século XXI, os mercadinhos, mercearias, bodegas e mercantis do Crajubar veem-se sob a necessidade de inovar-se, adotando estratégias de mudança para permanecer no mercado. O cenário atual do segmento comercial nas cidades de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha é marcado pela resistência dos pequenos varejistas diante das grandes grupos globais de comércio. Concomitantemente, as novas relações concorrenciais estabelecidas entre os pequenos varejistas, fornecedores locais e as grandes redes globais de comércio demonstram que, no bojo do avanço técnico e da modernização desse segmento econômico, formas antigas e novas de comércio convivem e se relacionam, (re)configurando e (re)definindo a dinâmica espacial das cidades.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 350836 - IONE RODRIGUES DINIZ MORAIS
Interno - 347943 - RITA DE CASSIA DA CONCEICAO GOMES
Externo à Instituição - IVAN DA SILVA QUEIROZ - URCA
Notícia cadastrada em: 15/03/2017 14:02
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao