Banca de DEFESA: ALINE JARDIM DA FONSECA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ALINE JARDIM DA FONSECA
DATA : 01/11/2023
HORA: 09:00
LOCAL: Google Meet < https://meet.google.com/xvy-dvuf-wby >
TÍTULO:

A BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA COMO FOMENTADORA DA LEITURA LITERÁRIA: UM ESTUDO DE CASO NO SISTEMA DE BIBLIOTECAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE


PALAVRAS-CHAVES:

Leitura literária; Mediação da leitura; Formação de leitor; Biblioteca universitária.


PÁGINAS: 164
RESUMO:

A formação de leitores é um tema mais recorrente na Educação e nas Letras, mas na Biblioteconomia e Ciência da Informação parece ficar restrito às bibliotecas escolares. Por sua vez, os temas da mediação da informação, da mediação cultural e da mediação da leitura têm figurado em publicações acadêmicas, principalmente, relacionadas às bibliotecas comunitárias. Outra tipologia de biblioteca, as bibliotecas universitárias, carecem de discutir mais o seu papel social quanto às dimensões da mediação, em especial, da mediação literária, a qual pode ser compreendida como uma forma de mediação de leitura dentro de um conceito mais amplo de mediação cultural. Acredita- se no potencial da biblioteca universitária como local para promoção da prática da leitura literária por meio das ações de mediação. Em particular, são convocados para o referencial teórico autores como Rasteli, Almeida Júnior, Sanches e Rio, Nunes e Cavalcante, Perrotti e Pieruccini, entre outros. Esta pesquisa delineia-se a partir da aplicação de um questionário voltado para o perfil da comunidade acadêmica quanto ao comportamento e hábitos da leitura literária, bem como os usos que fazem das bibliotecas. Ademais, busca responder de que maneira as bibliotecas integrantes do Sistema de Bibliotecas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte poderiam fomentar o acesso à leitura literária de sua comunidade acadêmica. Considerou-se também de suma importância ouvir os gestores das bibliotecas, assim realizou-se uma entrevista estruturada com os bibliotecários das bibliotecas que apresentam maior quantitativo de acervos literários: a unidade central e mais sete setoriais. Dentre os principais resultados ficou registrado que mais da metade da amostra são vistos como leitores; estavam lendo livro literário no momento da pesquisa; gostam muito de ler; não costumam comprar livro literário com frequência; fazem uso das bibliotecas para finalidades acadêmicas (livros acadêmicos e estudo); a falta de tempo foi o maior impedimento para uso das bibliotecas; a maioria não faz uso da biblioteca para empréstimos do acervo literário; nunca solicitou a compra de livros literários para as bibliotecas; a exposição de livros na biblioteca e uso das redes sociais seguem para os usuários como as principais estratégias de divulgado do acervo literário das bibliotecas. Os bibliotecários entrevistados consideram-se leitores literários, apesar de a maioria não estar lendo no momento da pesquisa. O entendimento conceitual de mediação literária deixou a desejar, sendo uma prática distante dos bibliotecários das bibliotecas do sistema de bibliotecas, salvo uma exceção. Foram apontados problemas para que tal prática não se concretize, embora todos reconheçam a importância da mediação literária para a comunidade. Ao final foi proposto um conjunto de ações para fomentar a leitura e a mediação literária na busca pelo crescimento intelectual e uma formação mais plena e cidadã da comunidade acadêmica.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1132649 - GABRIELLE FRANCINNE DE SOUZA CARVALHO TANUS
Externo à Instituição - GUSTAVO TANUS CESÁRIO DE SOUZA
Interna - 1225081 - LUCIANA DE ALBUQUERQUE MOREIRA
Externa à Instituição - LUCIANE DE FATIMA BECKMAN CAVALCANTE - UFRJ
Notícia cadastrada em: 18/10/2023 14:57
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao