Banca de DEFESA: JOAO HENRIQUE KOERIG

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOAO HENRIQUE KOERIG
DATA : 29/11/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Google Meet < meet.google.com/tza-unwn-esj >
TÍTULO:

O COMBATE À DESINFORMAÇÃO NO PROCESSO ELEITORAL BRASILEIRO: UMA ANÁLISE DA ATUAÇÃO DA JUSTIÇA ELEITORAL SOB A ÓTICA DA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO E DA MEDIAÇÃO DA INFORMAÇÃO


PALAVRAS-CHAVES:

desinformação; democracia; processo eleitoral; construção de conhecimento; mediação informacional.


PÁGINAS: 133
RESUMO:

Para que o processo eleitoral se desenvolva de forma transparente, segura e eficaz, alguns pilares da democracia precisam ser preservados, como a liberdade de expressão, concebida como direito fundamental, que garante aos cidadãos a livre manifestação do pensamento. Com o advento da urna eletrônica verificou-se um aumento expressivo da segurança do processo eleitoral, se comparado com o modelo anterior, baseado no voto em papel. Por outro lado, observa-se, atualmente, no contexto das eleições um aumento também expressivo de informações falsas, tendenciosas, imprecisas, popularmente conhecidas como Fake News, colocando em xeque não apenas os avanços tecnológicos no âmbito da justiça eleitoral, mas a democracia brasileira. Nessa perspectiva, diante da relevância sobre essa temática, a pesquisa tem como objetivo geral “mapear práticas de combate à desinformação da Justiça Eleitoral, apontando procedimentos a serem adotados pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte, com foco na construção e comunicação do conhecimento voltados ao enfrentamento à desinformação.” Para atingir o objetivo geral, foram traçados os seguintes objetivos específicos: a) caracterizar a desinformação como ferramenta de desestabilização democrática; b) identificar as ações de mediação da informação praticadas pelos TRE&#39;s brasileiros, no combate a desinformação, a partir do Programa de Enfrentamento à Desinformação do TSE; c) analisar os níveis de conhecimento e confiabilidade dos servidores do TRE/RN com relação às urnas eletrônicas e ao processo eleitoral brasileiro, traçando um diagnóstico do seu perfil informacional, objetivando desenvolver canais para a criação e comunicação de conhecimento e d) propor ações educacionais de combate à desinformação voltadas aos servidores do TRE/RN, com foco na criação de conhecimento e na mediação da informação para o fortalecimento do processo eleitoral. Do ponto de vista metodológico, trata-se de uma pesquisa de natureza quali-quantitativa, com objetivos exploratórios. Foram utilizadas como técnicas de pesquisas a pesquisa bibliográfica e a pesquisa documental para a construção do referencial teórico, e levantamento de dados nos sites dos TRE&#39;s, para análise de documentos de diferentes órgãos da JE. Como instrumentos de coleta de dados, foi desenvolvido questionário com perguntas abertas e fechadas junto aos servidores do TRE/RN. Os resultados demonstram haver uma necessidade de investir em capacitação para os servidores sobre o tema, bem como potencializar a criação de conteúdo informacional de qualidade, que contribua para o combate à desinformação e o fortalecimento não apenas do processo eleitoral, mas da democracia brasileira. Quanto aos Tribunais Regionais, percebeu-se que estes atuam como mediadores da informação, priorizando a realização de eventos com a participação da sociedade. Tal característica é levada em consideração quando da proposta de intervenção no TRE/RN. A partir dos resultados da pesquisa e levantamento bibliográfico, foram elaborados indicadores para orientação de ações de combate à desinformação no âmbito do TRE/RN.


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 1132649 - GABRIELLE FRANCINNE DE SOUZA CARVALHO TANUS
Presidente - 2087429 - PEDRO ALVES BARBOSA NETO
Externo à Instituição - RODRIGO MORENO MARQUES - UFMG
Notícia cadastrada em: 18/11/2022 10:36
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao