Projeto Pedagógico do Curso

Tratando-se de um curso de formação de professores em Geografia, é fundamental a construção de competências que ultrapassem os domínios específicos dos conteúdos da área, mobilizando saberes para a resolução de problemas diversos. O espaço de formação docente deve propiciar a vivência de situações que tenham simetria entre a formação oferecida e a prática do professor. Assim, espera-se que o professor de Geografia adquira competências e habilidades para lidar, de forma articulada, com os saberes pedagógicos e de natureza geográfica. A formação do professor deve considerar aspectos que primem por uma atuação ética, crítica, autônoma e criativa; pelo respeito à pluralidade; por uma postura propositiva ante os desafios e problemas inerentes à sociedade.

O professor no seu cotidiano deve saber lidar com a organização e orientação de situações de aprendizagem envolvendo os alunos em atividades individuais e coletivas; selecionar didáticas pertinentes à natureza do conteúdo; trabalhar em equipe participando da administração escolar e servir de elo entre a escola, a família e a comunidade; utilizar novas tecnologias; conduzir processos de investigação e primar por uma formação continuada.

Como especificidade do perfil do professor de Geografia, está o desenvolvimento da capacidade de ler o espaço de forma contextualizada, levando em conta as múltiplas variáveis que o conformam; de analisar criticamente as transformações espaciais e suas implicações junto à sociedade.

Entende-se que o profissional formado por este curso deve estar instrumentalizado teórica e metodologicamente para o ensino e a pesquisa geográfica, e apto a produzir material didático-metodológico para os níveis de ensino, nos quais está inserido. Dessa forma, contribuindo para o cotidiano de um novo modo de ensinar Geografia na educação básica na escola pública.

Órgãos públicos e privados, instituições de pesquisa e de ensino

• Exercer atividades de docência, coordenação de projetos e consultorias na área de educação geográfica;

• Aplicar metodologia científica na realização de atividades de planejar, executar e avaliar o processo de ensino e aprendizagem;

• Interpretar representações ou tratamentos gráficos e matemático-estatísticos;

• Desenvolver investigações científicas sobre os aspectos sócio-econômicos, políticos e ambientais, e os processos deles resultantes;

• Utilizar, produzir e disseminar conhecimentos voltados para o ensino de Geografia no Ensino Fundamental II e no Ensino Médio;

• Estimular a análise crítica do espaço a partir de um compromisso ético com a sustentabilidade sócio-ambiental.

- Linguagens e mídias compatíveis com o projeto e com o contexto sócioeconômico do público alvo

Compreende-se a educação a distância como um diálogo mediado por objetos de aprendizagem, os quais são projetados para substituir a presencialidade do professor. Nesse sentido, os materiais e objetos didáticos adquirem uma importância fundamental no planejamento de cursos a distância. A escolha das mídias a serem utilizadas pode interferir no aprendizado do aluno, se não for levada em consideração a sua realidade sócio-econômica. O perfil do aluno que ingressará no proposto curso de licenciatura é o daquele que reside no interior dos estados nordestinos. Partindo dessa realidade, compreendemos que o material impresso será o material mais indicado e melhor aproveitado se articulado a  outros materiais de áudio e vídeo. No entanto, não se pode deixar de ter em conta o avanço dos meios informáticos e digitais, sobretudo, como uma tecnologia que facilita em grande medida a comunicação, a troca e a aquisição de informação. É nesse sentido que, mesmo investindo preferencialmente em materiais impressos, não se pode abrir mão de projetar também a elaboração de materiais para web ou a utilização de mídias digitais, como o CD-ROM.

- Convergência e integração das diferentes mídias

Serão utilizados vários meios específicos, que se complementam entre si, para mediar os conteúdos e propiciar interação entre os participantes do curso e seus tutores. O material impresso será a base principal para o aluno, entretanto, serão utilizados materiais específicos tais como: vídeo e material digital a serem utilizados durante as visitas presenciais aos pólos. Essas mídias audiovisuais serão utilizadas conforme a necessidade específica do conteúdo para melhor poder de ilustração e dinâmica da imagem em movimento. Cada material produzido levará em consideração a linguagem específica de cada tecnologia utilizada. Durante as leituras do material impresso, o aluno será convidado e estimulado a buscar outros materiais indicados em diferentes mídias, como sugestões de filmes, sites da internet e programas televisivos. Ele também será estimulado a relacionar os conteúdos propostos com experiências do dia-a-dia. Uma plataforma de aprendizagem online será adotada como referência para o curso, no sentido de disponibilizar outros materiais complementares aos materiais impressos e, sobretudo, proporcionar ao aluno a experiência de conhecer e interagir com os colegas por meio de ferramentas especiais de comunicação como: os fóruns de discussão, os chats e o correio eletrônico. Essa interação pode dinamizar e enriquecer os contatos dos alunos entre si e dos alunos com os tutores.

Recursos a serem utilizados, a quem se destinam e em que suportes (impresso, digital, vídeo e outros) serão disponibilizados

O presente projeto pedagógico pressupõe um curso de graduação a distância, utilizando prioritariamente materiais impressos, suportado por um sistema pedagógico e 84 de tutoria que articule, organize e estimule o trabalho grupal, cooperativo, mais do que o individual. Isso, sem abrir mão de uma das características mais básicas da Educação a distância, que é a autonomia do aluno e sua liberdade de aprender. Dentre os meios e recursos didáticos possíveis, planeja-se utilizar basicamente:

 materiais impressos - guias de estudos, cadernos de exercícios, unidades didáticas, textos, livros, etc;  materiais instrumentais - seja para utilização em aulas práticas de laboratório, seja para observações individuais domésticas a partir de elementos da própria realidade do aluno. Importante aqui é ressaltar a grande quantidade de objetos de aprendizagem já disponíveis nos diversos sites da Internet.

 materiais audiovisuais - fitas de áudio, vídeo, transmissões de programas por televisão;

 suporte informático - sistemas multimeios (CD-ROM), videoconferência e Internet. O meio impresso será o suporte básico. Concordando com Garcia Aretio , observa-se nesse meio algumas vantagens que o faz, ainda, o mais utilizado em todo o mundo: trata-se de um meio acessível, fácil de usar e que não necessita de equipamentos especiais; possui maior portabilidade, sendo transportado facilmente a todos os lugares; permite releitura e leitura seletiva com aprofundamento de pontos importantes. Por outro lado, é necessário que o aluno tenha a capacidade de interpretar adequadamente os construtos simbólicos presentes no texto, o que nem sempre acontece.

A utilização de materiais audiovisuais será bastante facilitada na sua produção pela existência na UFRN de dois importantes setores: a Oficina de Tecnologia Educacional, tradicional produtora de vídeos educativos, que também dispõe de uma videoteca com cerca de 5000 vídeos educativos dos mais diversos conteúdos; e a Televisão Universitária, pioneira em transmissão no estado do Rio Grande do Norte.

O conteúdo dos materiais didáticos será elaborado pelos professores responsáveis pelas disciplinas. Será constituída uma equipe de profissionais (de artes gráficas, 85 multimídia e web) para transpor o conteúdo para os formatos apropriados, de acordo com a concepção do professor da disciplina.

Os materiais a serem utilizados pelos alunos para apoio e desenvolvimento do aprendizado -

guias para alunos, tutoriais e afins. Além do material didático do curso, o aluno receberá um guia específico que o orientará para ser um aluno na modalidade de educação a distância. Esse material também traz todas as informações sobre a instituição na qual ele está ingressando, sua estrutura física e administrativa.

 a produção, edição e distribuição de material didático

Todo o processo de produção, edição e distribuição de material didático será gerenciado por uma coordenação geral. Serão as seguintes as equipes que comporão esse sistema.

Equipe de professores autores – responsável pelos conteúdos dos materiais, sejam impressos, sejam para outras mídias. Esta equipe será composta por dois professores por disciplina, respeitada a especificidade de sua formação, que será previamente capacitada para respeitar o formato de escrita de materiais para EaD. Haverá uma coordenação de conteúdo para esta equipe.

Equipe de revisores – responsável pela avaliação do formato de escrita para EaD e pela revisão gramatical. Será formada, inicialmente, por 06 profissionais de nível superior e competência na área, sendo 4 para revisão de formato e 2 para revisão gramatical. Haverá uma coordenação de revisão.

Equipe de edição – responsável pela formatação gráfica dos materiais impressos e dos materiais para Web e CD-ROM. Será composta por 03 profissionais de artes gráficas (editor e ilustrador), 01 designer instrucional, 03 profissionais de arte web e mídias eletrônicas. Haverá uma coordenação de edição.

Nenhum conteúdo disponível até o momento Nenhum conteúdo disponível até o momento Baixar Arquivo
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2018 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao