Banca de DEFESA: MARCELO MOREIRA DE CARVALHO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARCELO MOREIRA DE CARVALHO
DATA : 28/09/2023
HORA: 08:30
LOCAL: https://meet.google.com/amx-bckc-tbb
TÍTULO:

Abordagens moleculares e citogenéticas na validação taxonômica de espécies da tribo Amphiprionini (Pomacentridae: Teleostei) comercializadas no Brasil.


PALAVRAS-CHAVES:

Piscicultura ornamental marinha, marcadores moleculares, DNA barcoding, citogenômica, rastreabilidade animal.


PÁGINAS: 102
RESUMO:

Os peixes-palhaços (Tribo Amphiprionini), originários do Indo-Pacífico e Mar Vermelho, estão entre os grupos taxonômicos de maior interesse comercial na indústria ornamental marinha. No Brasil, informações básicas sobre as espécies de peixes ornamentais marinhos, assim como caracterizações genômicas e citogenéticas são incipientes para estimar a atual diversidade e procedência de espécies e híbridos comercializados, inviabilizando sua rastreabilidade e manejo adequado. Este trabalho objetivou realizar um levantamento quantitativo e qualitativo das principais espécies de peixes ornamentais marinhas comercializadas no Brasil e contribuir com a prospecção da biodiversidade molecular e citogenética das principais espécies de Amphiprionini no mercado nacional. Exemplares das espécies comerciais mais representativas foram obtidas de lojas especializadas e cultivos comerciais do Brasil. As espécies foram ranqueadas quanto ao volume de indivíduos comercializados, estabelecendo-se sua origem e designação taxonômica ou nomes populares. As espécies foram validadas taxonomicamente através do sequenciamento de fitas de DNA mitocondrial (COI) e posterior comparações com sequências depositadas no GenBank. Adicionalmente, as sete espécies mais representativas foram submetidas a análises citogenéticas convencionais (coloração Giemsa, bandamento-C e Ag-RONs). A análise mercadológica do ano de 2015 a 2021, somada as informações genéticas das espécies de peixes-palhaços proporcionou uma base biotecnológica para fins de identificação taxonômica, manejo e melhoramento genético. Os dados indicaram esse grupo como o mais popular entre as espécies ornamentais marinhas no mercado brasileiro e contribuem para o fortalecimento biotecnológico da piscicultura ornamental marinha nacional. Adicionalmente, os resultados têm reflexos na conservação biológica, pela ampliação da produção em cativeiro e a consequente mitigação da exploração extrativista das espécies em ambientes naturais.


MEMBROS DA BANCA:
Interna - ***.411.623-** - DEBORAH DE MELO MAGALHÃES PADILHA - UnP
Externo ao Programa - 1221519 - DÁRLIO INÁCIO ALVES TEIXEIRA - UFRNExterno à Instituição - JONAS HENRIQUE DE SOUZA MOTTA
Externo à Instituição - RODRIGO XAVIER SOARES
Presidente - 1199139 - WAGNER FRANCO MOLINA
Notícia cadastrada em: 28/09/2023 01:13
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao