Banca de DEFESA: RAQUEL SILVA DOS ANJOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RAQUEL SILVA DOS ANJOS
DATA : 17/03/2017
HORA: 08:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Geografia
TÍTULO:

O CIRCUITO ESPACIAL DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL DE MANDIOCA NO RIO GRANDE DO NORTE


PALAVRAS-CHAVES:

Agroindústria de mandioca. Circuito espacial de produção. Território. Rio Grande do Norte. 


PÁGINAS: 165
RESUMO:

No Rio Grande do Norte, o cultivo da mandioca ocorre praticamente em todo o estado, possuindo importância, inclusive, no âmbito do seu processo de formação territorial. O beneficiamento da referida raiz nos dias atuais está diretamente associado à intensificação das relações estabelecidas entre a agricultura e a indústria, embora ainda com pouca expressividade, considerando as especificidades e a realidade do Rio Grande do Norte. Tais relações foram permeadas pelo processo de reestruturação produtiva e, diante da atual conjuntura econômica do Rio Grande do Norte, tendo em vista os rebatimentos dos processos econômicos no território, pode-se afirmar que ocorreram mudanças, sobretudo de caráter técnico e organizacional, no setor mandioqueiro do estado, condicionando assim, a reestruturação do circuito espacial de produção da mandioca. Este processo deu-se de modo difuso, com permanências e coexistências de práticas e relações sociais de produção; mas também de redefinição das possibilidades e escalas de usos do território pelo referido circuito espacial produtivo, a partir do papel que passou a ter a mecanização, sobretudo no que se refere ao beneficiamento da mandioca. Entende-se que as discussões sobre os circuitos espaciais de produção são essenciais no entendimento da centralidade da circulação bem como no encadeamento das diversas etapas produtivas. Nesse sentido, a circulação ganha destaque, demonstrando o caráter essencial dos fluxos para a realização da produção. Desse modo, o objetivo deste trabalho consistiu em investigar o circuito espacial e os círculos de cooperação da produção agroindustrial de mandioca no Rio Grande do Norte, especialmente no que concernem os processos de produção, processamento, distribuição e consumo de mandioca e seus derivados. A metodologia adotada para a elaboração deste trabalho pautou-se na realização de revisão e pesquisa bibliográfica, pesquisa documental, bem como coleta e sistematização de dados secundários, através de órgãos como IBGE, SEBRAE-RN e FIERN. A realização da pesquisa de campo também foi um importante procedimento metodológico, uma vez que permitiu conhecer, a partir da base empírica, as diferentes realidades vivenciadas pelos agentes que atuam no circuito espacial de produção agroindustrial de mandioca no Rio Grande do Norte. As análises empreendidas revelam a ausência e/ou ineficácia de políticas públicas destinadas à agricultura familiar, especialmente para o universo de produtores vinculados ao circuito espacial de produção agroindustrial de mandioca, bem como se observa fragilidades e limites nas ações que poderiam fomentar o fortalecimento e a própria dinamização do referido circuito espacial produtivo. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2346233 - FRANCISCO FRANSUALDO DE AZEVEDO
Interno - 1291544 - EDU SILVESTRE DE ALBUQUERQUE
Externo à Instituição - SÔNIA DE SOUZA MENDONÇA MENEZES - UFS
Notícia cadastrada em: 15/03/2017 15:27
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao