Banca de DEFESA: SONEIDE MOURA DA COSTA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : SONEIDE MOURA DA COSTA
DATA : 07/03/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório I do Departamento de Políticas Públicas
TÍTULO:

A ATIVIDADE COMERCIAL NAS RUAS POMPÉIA, CHEGANÇA E BOA SORTE NO CONTEXTO DA PRODUÇÃO DO ESPAÇO URBANO DA ZONA NORTE DE NATAL/RN, BRASIL


PALAVRAS-CHAVES:

Produção do espaço urbano; comércio tradicional; Ruas Pompéia, Chegança e Boa Sorte


PÁGINAS: 195
RESUMO:

Sendo o binômio, comércio e cidade, indissociável, empreende-se que a produção do espaço urbano pode ser entendida à luz da atividade comercial ao passo que este, ou seja, o espaço influencia na produção e localização do comércio. A pesquisa enveredou pela discussão do processo de expansão urbana de Natal em direção à Zona Norte e o percurso assumido pelo comércio no cenário de emergência do varejo moderno, localizado principalmente nas avenidas Bacharel Tomaz Landim e Doutor João Medeiros Filho. No entorno dessas avenidas, desenvolveu-se um comércio tradicional de lojas pouco especializadas e com a oferta de mercadorias de caráter popular, marcado principalmente pelo segmento do vestuário, espacializando-se nas Ruas Pompéia, Boa Sorte e Chegança, as quais constituem o objeto empírico da pesquisa, que tem por objetivo geral analisar a dinâmica das atividades de comércio desenvolvidas nas Ruas Pompéia, Chegança e Boa Sorte no contexto da produção do espaço urbano da Zona Norte de Natal/RN-Brasil. O trabalho está embasado em pesquisa bibliográfica, documental e pesquisa de campo. Do ponto de vista teórico-metodológico, adotou-se o método regressivo-progressivo proposto por Lefebvre (1976) cuja perspectiva de investigação está organizada em três momentos: descritivo; analítico-regressivo e histórico-genérico. Cada momento do método serviu de base para a estruturação do trabalho. Assim, na primeira seção foi realizada a descrição atual da atividade comercial em Natal/RN, por zona administrativa, em especial nas ruas estudadas, utilizando como referência a paisagem. O olhar se voltou para a descrição da paisagem comercial que em tempos de outrora foram pensadas e construídas pelas representações capitalistas materializadas através das ações hegemônicas, ou seja, o espaço concebido. Na segunda seção, o espaço percebido foi contemplado, realizando-se a datação dos momentos passados impressos na paisagem a fim de identificar as coexistências sociais, buscando evidenciar a representação daquilo que está situado entre o espaço edificado como reflexo das ações hegemônicas e aquele criado e apreendido pelas agentes sociais do/no lugar. Na terceira seção foram discutidas as tendências que se apresentam para as Ruas Pompéia, Chegança e Boa Sorte sobre o crescimento comercial. Neste caso, trata-se de um exercício de interpretação das práticas sociais sobre o espaço e a captura subjetiva dos ritmos e sentidos do cotidiano perpassado pelo comércio nas ruas estudadas. A atividade comercial na Pompéia, Chegança e Boa Sorte apresenta um caráter de proximidade física e social, uma vez que, além de atender a demanda de consumo local e de bairros próximos a estas, também mantém uma clientela fidedigna no que concernem às relações de compra com o comerciante da rua. Mesmo não se configurando como grandes corredores de passagem na Zona Norte, estas ruas se constituem em lócus de representação sócio-espacial embasada, por um lado na lógica de reprodução hegemônica e por um lado na reprodução da vida. Não obstante, mesmo no contexto da crise econômica, também vivenciada no Rio Grande do Norte e que repercute em altas taxas de desemprego, o comércio da Pompéia, Chegança e Boa Sorte apresenta perspectivas de crescimento, principalmente no tocante ao comércio informal, por se constituir numa possibilidade de garantia de renda familiar alternativa.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 350836 - IONE RODRIGUES DINIZ MORAIS
Externo à Instituição - KÁTIA CRISTINA RIBEIRO COSTA - UFCG
Presidente - 347943 - RITA DE CASSIA DA CONCEICAO GOMES
Notícia cadastrada em: 22/02/2017 11:16
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao