Banca de DEFESA: EDUARDO ALONSO CRUZ MONROY

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: EDUARDO ALONSO CRUZ MONROY
DATA: 26/02/2016
HORA: 09:00
LOCAL: SALA VII (1º ANDAR)
TÍTULO:

Análise da imunoexpressão de Oct-4 e CD44 em lesões odontogênicas epiteliais benignas


PALAVRAS-CHAVES:

Cistos odontogênicos, Tumores odontogênicos, Células-tronco, imuno-histoquímica.

.


PÁGINAS: 96
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Odontologia
SUBÁREA: Clínica Odontológica
RESUMO:

Lesões odontogênicas epiteliais benignas são entidades de grande importância clínica que se desenvolvem nos ossos maxilares a partir dos tecidos que formam os dentes. Tem sido demonstrado que em tumores benignos e malignos, estão presentes um grande número de células tronco tumorais, as quais tem grandes implicações no desenvolvimento dos tumores. Oct-4 e CD44 têm sido demostrados como importantes marcadores para células-tronco tumorais. O objetivo deste estudo foi identificar células epiteliais que expressam marcadores de células tronco através da expressão imuno-histoquímica de Oct-4 e CD44 em uma série de casos de lesões odontogênicas epiteliais benígnas. A amostra foi constituída por 20 casos de ceratocisto odontogênico (CCO), 20 caos de Ameloblastoma sólido/multicístico e 20 casos de Tumor Odontogênico Adenomatoide (TOA). A expressão de Oct-4 e CD44 foi avaliada no epitélio das lesões através do percentual de células positivas(PP) e da intensidade da expressão ( IE ), sendo realizado o somatório destes escores, resultando na Pontuação de Imunomarcação Total (PIT) que variou de 0 a 7. Os resultados do presente estudo foram analisados pelo valor da pontuação de PIT. Todos os casos apresentaram positividade para os dois marcadores e a maioria exibiu alta expressão para ambos os marcadores. A análise da expressão de Oct-4 não revelou diferenças estatisticamente significativas (p = 0,406) entre as lesões estudadas. Com relação à expressão do CD44, houve diferença estatisticamente significativa entre os casos de ameloblastoma e CCO, apresentando este último maior número de casos no score 7 (p = 0,034). Na analise da correlação da imunoexpressão de ambos os marcadores nas três lesões estudadas, não houve correlação estatisticamente significativa . Os resultados do presente estudo identificaram a presença de células com características troncais dispostas em locais variados do componente epitelial das lesões ora estudadas sugerindo a sua possível participação na histogênese e diferenciação em lesões odontogênicas epiteliais benignas contribuindo assim para o desenvolvimento destas lesões.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - CASSIANO FRANCISCO WEEGE NONAKA - UEPB
Interno - 346077 - LELIA BATISTA DE SOUZA
Interno - 344668 - LEÃO PEREIRA PINTO
Notícia cadastrada em: 17/02/2016 17:12
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao