Banca de DEFESA: ANDRÉIA FERREIRA DO CARMO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDRÉIA FERREIRA DO CARMO
DATA: 13/02/2014
HORA: 09:00
LOCAL: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PATOLOGIA ORAL
TÍTULO:

EXPRESSÃO IMUNOISTOQUÍMICA DE EGFR e PTEN EM DISPLASIAS EPITELIAIS ORAIS


PALAVRAS-CHAVES:

Receptor do fator de crescimento epidérmico. PTEN Fosfo-Hidrolase. Imunoistoquímica.

 


PÁGINAS: 52
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Odontologia
SUBÁREA: Clínica Odontológica
RESUMO:

A displasia epitelial oral (DEO) é uma desordem potencialmente maligna (DPM), cujo diagnóstico e gradação histológica se baseia nas alterações arquiteturais e citológicas baseado em critérios preconizados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que classifica a lesão em leve, moderada e severa. Acredita-se que quanto mais grave a displasia, há maior probabilidade de progressão para malignidade. A transição do epitélio normal para o carcinogênico é um processo genético complexo e multifatorial, o qual envolve um grau variável de instabilidade genética e desregulação de múltiplas vias de sinalização intracelular. O receptor do fator de crescimento epidérmico (EGFR) e o gene supressor de tumor (PTEN) podem representar um importante mecanismo no controle da proliferação celular e transformação maligna do epitélio oral. A ativação do EGFR inicia a sinalização intracelular através de múltiplas vias, incluindo a via fosfatidilinositol-3 quinase/proteína quinase B/proteína alvo da rapamicina em mamíferos (PI3K/Akt/mTOR), a qual é importante para a sobrevivência celular porque promove a progressão do ciclo celular e inibição da apoptose. Esta via é regulada negativamente pelo gene supressor de tumor PTEN (homólogo à fosfatase e tensina deletado no cromossomo 10). Logo, a perda da função deste gene resulta na proliferação incondicional e redução da apoptose, além de predispor para o desenvolvimento do câncer. Diante disso, o presente estudo tem como objetivo avaliar e comparar as expressões imunoistoquímicas de EGFR e PTEN nos diferentes graus de DEO, correlacionando-as com as características clínicas e morfológicas dos casos estudados.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 350485 - HEBEL CAVALCANTI GALVAO
Externo à Instituição - MANUEL ANTONIO GORDON NUNEZ - UEPB
Interno - 350484 - ROSEANA DE ALMEIDA FREITAS
Notícia cadastrada em: 03/02/2014 16:22
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao