Banca de QUALIFICAÇÃO: IRIS UCELLA DE MEDEIROS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IRIS UCELLA DE MEDEIROS
DATA: 18/03/2015
HORA: 10:00
LOCAL: Sala de Aula do PPgDITM - UFRN
TÍTULO:

Sinalização endógena do sistema nociceptina / orfanina FQ - receptor NOP: Envolvimento na modulação da depressão experimental induzida por Lipopolissacarídeo 


PALAVRAS-CHAVES:

.


PÁGINAS: 28
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Nos últimos 20 anos diversos estudos tem relacionado a depressão maior com a
ativação do sistema imunológico via atividade de citocinas pró-inflamatórias, como
TNF-α.  Depressão e inflamação possuem uma relação bilateral, já que pacientes
depressivos  apresentam  atividade do sistema imunológico  aumentada  e pacientes
diagnosticados com patologias caracterizadas por processos  inflamatórios crônicos são
mais susceptíveis a desenvolver depressão.  Por ser uma doença com alto grau de
morbidade, a busca por alternativas farmacoterapêuticas para o tratamento da depressão
é importante.  Os antidepressivos disponíveis na clínica basicamente têm  seus
mecanismos de ação restritos a promover o aumento da biodisponibilidade de
neurotransmissores  na fenda sináptica  e por isso possuem  eficácia limitada.
Considerando que  a explicação da neurobiologia da depressão envolve muitas outras
hipóteses que não apenas a  hipótese monoaminérgica, é necessário  buscar alvos
terapêuticos inovadores focando na participação de outros sistemas, como por exemplo
o sistema imunológico. Neste contexto, o sistema da nociceptina/orfanina FQ (N/OFQ)
e seu receptor NOP possui um grande potencial já que está envolvido em ações em nível
de  sistema imunológico, promovendo principalmente efeitos pró-inflamatórios, quanto
em nível central,  modulando comportamentos relacionados  ao humor.  A presente
proposta de projeto  tem como objetivo geral  investigar os efeitos comportamentais e
bioquímicos do tratamento com antagonistas do receptor NOP em camundongos
submetidos ao estado de depressão experimental induzido por LPS e TNF-α. A indução
do comportamento do tipo depressivo por LPS será realizada através de administração
sistêmica, pela via intraperitoneal, ou central, pela via intracerebroventricular (icv), já a
indução utilizando TNF-α será feita centralmente, por via icv. Nos diferentes modelos
será avaliado o potencial terapêutico preventivo e curativo dos antagonistas do receptor
NOP UFP-101 e SB-612111, bem como do antidepressivo tricíclico nortriptilina, do
inibidor da produção de TNF-α talidomida e do anticorpo anti-TNF-α. Ainda, ao final
dos experimentos  os níveis séricos e  encefálicos  de citocinas pró-inflamatórias serão
avaliados nos animais  submetidos aos diferentes protocolos experimentais. Os
resultados obtidos da execução desta proposta, além de estender o conhecimento sobre a
participação do sistema N/OFQ  -  receptor NOP na modulação de  distintas  funções
fisiológicas fornecerá evidências para a utilização dos antagonistas do receptor NOP no
tratamento da depressão maior. 


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1696755 - BRUNO LOBAO SOARES
Presidente - 1645202 - ELAINE CRISTINA GAVIOLI
Interno - 1544647 - MATHEUS DE FREITAS FERNANDES PEDROSA
Externo ao Programa - 1755098 - PAULA DA SILVA KUJBIDA
Notícia cadastrada em: 10/03/2015 14:11
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao