Banca de DEFESA: PABLO LUCIO RUBIM COSTA DOS SANTOS - (Retificação)

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: PABLO LUCIO RUBIM COSTA DOS SANTOS

DATA: 01/10/2010

HORA: 09:00

LOCAL: Sala de Reuniões do CB

TÍTULO:

Respostas funcionais de diferentes tamanhos de tilápia do Nilo, Oreochromis niloticus, predando zooplâncton.


PALAVRAS-CHAVES:

Tilápia, resposta funcional, predação, zooplâncton, Oreochromis niloticus, tamanho.


PÁGINAS: 48

GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas

ÁREA: Ecologia

RESUMO:

A tilápia do Nilo, Oreochromis niloticus, é um peixe planctívoro importante nos açudes do semi-árido nordestino. No decorrer de seu crescimento este peixe passa de um predador visual do zooplâncton para um organismo filtrador, coletando partículas em suspensão, incluindo organismos planctônicos, através de bombeamento. Esta característica resulta em impactos distintos da tilápia sobre a comunidade planctônica à medida que o peixe se desenvolve. Com o objetivo de quantificar a resposta funcional de diferentes tamanhos de tilápia do Nilo sobre organismos zooplanctônicos foram realizados dois experimentos em escala de microcosmos em laboratório e um experimento em escala de mesocosmos no campo. Os dados obtidos foram ajustados a quatro diferentes modelos de resposta funcional e os melhores ajustes foram obtidos para uma equação do tipo III em todos os casos. Os resultados de um dos experimentos em laboratório revelam que tilápias do Nilo ≈ 40 mm (Comprimento padrão - CP) podem ser tanto predadores visuais como filtradores, dependendo da concentração de presas zooplanctônicas, enquanto peixes maiores (≈ 70 mm CP) são apenas filtradores. O índice alfa de Manly foi usado para verificar a seletividade alimentar da tilápia sobre os três principais grupos do zooplâncton nos experimentos em mesocosmos. Os resultados mostram que os rotíferos foram a presas preferenciais dos alevinos, os juvenis mostraram preferência por cladóceros e peixes adultos se alimentaram de forma não seletiva sobre copépodes, cladóceros e rotíferos.  Os modelos de resposta funcional obtidos nesta pesquisa poderão ajudar na modelagem das dinâmicas das interações entre a tilápia do Nilo e as comunidades planctônicas nos açudes do semi-árido nordestino.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1362202 - JOSE LUIZ DE ATTAYDE
Externo ao Programa - 1714892 - ADRIANO CALIMAN FERREIRA DA SILVA
Externo ao Programa - 1434166 - LUCIANA SILVA CARNEIRO
Externo à Instituição - ADRIANO SANCHES MELO - UFG
Notícia cadastrada em: 24/09/2010 16:39
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao