Dissertações/Teses

Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFRN

2016
Dissertações
1
  • ROBERTO JOSE VIEIRA DE SOUSA LIMA
  • A TRAJETÓRIA DO CONTROLLER E O DESENVOLVIMENTO DE SUAS COMPETÊNCIAS

  • Orientador : ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • ADILSON DE LIMA TAVARES
  • FABIO FREZATTI
  • Data: 01/02/2016

  • Mostrar Resumo
  • Visto que toda pessoa é o resultado de suas vivências passadas e atuais, torna-se possível ponderar que as competências adquiridas por um Controller estão intimamente relacionadas com sua trajetória profissional. Ante o exposto, esta pesquisa tem como objetivo investigar os aspectos da trajetória do Controller e sua contribuição para o desenvolvimento de competências e atuação profissional. Quanto aos objetivos, este estudo se caracteriza como descritivo, já com relação aos procedimentos, levantamento ou survey e, no que se refere à abordagem do problema, se caracteriza como qualitativo. O procedimento de coleta se deu através de um questionário eletrônico, estruturado em três blocos: Competência dos Controllersem escala de importância; Experiências essenciais no desenvolvimento de um Controller; e Perfil do respondente. A amostra foi formada a partir de uma rede social profissional, e obtiveram-se respostas de 208 profissionais, de diferentes níveis hierárquicos, tempos de carreira diversos e de todas as regiões do país. Os resultados apontaram que, com relação às competências indispensáveis, os respondentes indicaram a capacidade analítica, domínio de contabilidade e finanças, planejamento, trabalho em equipe e visão estratégica. Como principal vivência para o desenvolvimento das competências necessárias, estes Controllers apontaram as experiências profissionais. Com relação à trajetória profissional, observou-se uma tendência crescente entre o tempo de carreira e a quantidade de Controllers ocupando níveis hierárquicos mais elevados nas empresas. Ademais, verifica-se que para chegarem a este cargo, os profissionais devem valorizar um conjunto de experiências, tais como cursos de pós-graduação bem avaliados academicamente e atuação em áreas, para além da contabilidade, como de auditoria e finanças. Desta maneira, pode-se concluir que vivências acadêmicas e profissionais, de naturezas diversas, podem contribuir de forma incisiva para o desenvolvimento das competências essenciais as suas atividades. 


  • Mostrar Abstract
  • Since every person is a result of your past and current experiences, we can consider that the skills developed by a Controller are closely related to his professional career. Based on this, the research aims to discuss trajectory's aspects of the Controller and its contribution to the development of skills and professional performance. This is a descriptive study in its aim, a survey in respect to its procedures and a qualitative one in regard to the approach of the problem. The collection procedure was made through an electronic questionnaire, structured in three blocks: Controllers's competence in order of importance; Essential experiences in developing a Controller; and respondent profile. The sample was defined from a professional social network which provided 208 responses, in different hierarchical levels and career times and from all regions of the country. The main results points that respondents evaluate analytical skills, accounting and finance domain, planning, teamwork and strategic vision as necessary skills. Also, as main experience for developing the necessary skills, these Controllers pointed professional experiences. Regarding professional career, there was a growing trend among career time and the amount of Controllers occupying higher hierarchical levels in companies. Moreover, it turns out that to reach this position, professionals should value a set of experiences, such as qualified postgraduate courses and performance in areas other than accounting, like auditing and finance. Thus, we can conclude that different types of academic and professional experiences can contribute incisively to the development of key competencies of its activities.

2
  • LEANDRO SARAIVA DANTAS DE OLIVEIRA
  • AS DESPESAS PÚBLICAS MUNICIPAIS COMO DETERMINANTE NO DESENVOLVIMENTO HUMANO


  • Orientador : ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • ERIVAN FERREIRA BORGES
  • RICHARD MEDEIROS DE ARAÚJO
  • Data: 15/02/2016

  • Mostrar Resumo
  • Sob a ótica da teoria do mercado eficiente, que se mostra frágil devido à existência das falhas de mercado, e sobre a necessidade da intervenção do Estado na busca do bem estar social, este estudo teve como objetivo investigar se as despesas públicas municipais são eficientes quanto a proporcionar desenvolvimento humano dos municípios brasileiros. Operacionalmente, foram utilizadas as atuais despesas funcionais, adaptadas para os anos de 1997 a 2009. O desenvolvimento humano foi mensurado por meio do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal – IDHM, publicado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD, sendo composto por três dimensões: renda, longevidade e educação. Para verificar a relação existente entre as variáveis foram construídos modelos utilizando-se a regressão linear múltipla. Inicialmente foram construídos modelos para as dimensões do IDHM do ano de 2000 e, posteriormente, para o ano de 2010. Verificou-se, nos resultados em geral, que as despesas funcionais em habitação e urbanismo, saúde e saneamento, e transporte impactaram de forma positiva no desenvolvimento humano nas mais diversas dimensões durante todo o período em estudo. Já a despesa em educação e cultura impactou de forma negativa. Observa-se, ainda, que todas as despesas funcionais influenciaram de forma positiva o IDHM, em pelo menos uma das dimensões, no ano de 2000 ou 2010. Desse modo, verifica-se que as despesas públicas municipais apresentam potencial na melhoria na qualidade de vida da sociedade, no entanto, observa-se que, em geral, elas têm pequeno poder explicativo no desenvolvimento humano dos municípios, seja por uma eventual má alocação dos recursos devido a escolhas públicas inadequadas, ou pela necessidade de analisar o impacto dessas despesas junto com as dos demais entes federativos, para melhor captar o impacto do setor público no bem estar da sociedade. Por fim, observou-se que os modelos propostos apresentaram alto poder explicativo do desenvolvimento humano, principalmente devido à inserção do IDHM obtido pelo município na avaliação anterior como variável independente, pois, a pontuação atual obtida por um município no IDHM tem alta correlação com a pontuação obtida anteriormente.


  • Mostrar Abstract
  • From the perspective of efficient market theory, which presents as fragile due to the existence of market failures, and on the need of state intervention in the pursuit of social warfare, this study aimed to investigate whether municipal public spending is efficient as to provide human development of Brazilian cities. Operationally, the current funcional expenses were adapted for the years 1997 to 2009. The Municipal Human Development Index – IDHM, published by the United Nations Develpment Programme – UNDP, comprising three dimensions: income, longevity and education. To check the reletionship between variables were constructed models usng multiple linear regression. Initially were built models to the dimensions of IDHM to the year 2000 and subsequently to the year 2010. It was found in the results in general that the functional expenses in housing and urbanism, health and sanitation, and transportation impacted in a positive way in human development in different dimensions throughtout the study period. However spending on education and culture impacted negatively. It can be observed that all functional costs influencing positively the IDHM in at least one dimension in the year 2000 or 2010. Thus, it is observed that a cities’ public expenditure show potential to improve the quality of the life of the society, however, it is noted that, in general, they have little explanatory power in the human development of the cities, either by a possible misallocation of resources due to inadequate public choices or the need to analyze the impact of theses expenses together with the other state entities to better capture the impact of the public sector in the welfare of society. Finally, it was observed that the proposed models had high explanatory power of the human development, mainly because of the insertion of IDHM obtained by the city in the previous evaluation as na independent variable, because the current score obtained by a city in IDHM has high correlation with the ealier score.

3
  • VICTOR GODEIRO DE MEDEIROS LIMA
  • SOBREPREÇO E SUPERFATURAMENTO DE OBRAS PÚBLICAS E INDICADORES EDUCACIONAIS: uma análise de suas relações nos Estados brasileiros


  • Orientador : ERIVAN FERREIRA BORGES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ERIVAN FERREIRA BORGES
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • GERALDO BEZERRA CAMPOS JUNIOR
  • Data: 10/03/2016

  • Mostrar Resumo
  • Neste estudo busca-se estabelecer uma relação estatística entre os indicadores educacionais dos Estados brasileiros com uma proxy de corrupção elaborada baseada em sobrepreços/superfaturamentos auditados em obras públicas pelo Tribunal de Contas da União - TCU. Utilizou-se como base os procedimentos metodológicos utilizados por Carraro e Damé (2007), sendo a proxy de corrupção delineada a partir do proposto por Ferraz e Finan (2011). Nos aspectos metodológicos, utilizou-se 4 variáveis para captar os indicadores educacionais de cada Estado brasileiro, já a corrupção se mediu através da porcentagem de recursos sobrepreçados/superfaturados detectada em auditoria realizada pelo TCU em cada obra pública que se utilizou recursos federais. Coletou-se os dados das variáveis educacionais e de controle nos sítios do IBGE e INEP, enquanto os dados relativos à corrupção foram coletados analisando-se os acórdãos exarados pelo plenário do Tribunal de Contas da União. Pelos resultados, não se conseguiu encontrar significância estatística entre as variáveis que permitisse corroborar com nenhuma das duas correntes teóricas básicas existentes. Recomenda-se aumentar o período de análise e buscar informações diretamente com o TCU para extrair uma maior quantidade de dados que possibilite uma análise estatística mais abrangente.


  • Mostrar Abstract
  • This study seeks to establish a statistical relationship between educational indicators of the Brazilian states with a corruption proxy drafted based on overpricings/overbillings audited in public constructions conducted by the Tribunal de Contas da União - TCU. It was based on the methodological procedures used by Carraro and Damé (2007), and the corruption proxy outlined based on what was proposed by Ferraz and Finan (2011). On methodological aspects, it was used four variables to capture the educational indicators of each Brazilian state, since corruption is measured by the percentage of overpriced resources detected in audit carried out by TCU in public construction that used federal resources. The data was collected of the educational and control variables in the IBGE and INEP sites, while corruption data were collected by analyzing the judgments formally drawn up by the plenary of the TCU. From the results, we could not find statistical significance among the variables that would corroborate either of the two basic existing theoretical currents. It is recommended to increase the period of analysis and search for information directly to the TCU to extract a larger amount of data that will enable a more comprehensive statistical analysis.

4
  • FABIANA LUCENA BEZERRA DE AZEVEDO
  • Análise da influência das provas periciais produzidas por professores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte nos processos administrativos oriundos do Ministério Público do RN

  • Orientador : ERIVAN FERREIRA BORGES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ERIVAN FERREIRA BORGES
  • JOSE JAILSON DA SILVA
  • ANTONIO ERIVANDO XAVIER JÚNIOR
  • Data: 20/04/2016

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo geral desse estudo foi verificar se as provas periciais contábeis produzidas pelos professores da UFRN influenciam na efetividade da decisão administrativa nos processos oriundos do Ministério Público do RN. Para que esse objetivo fosse atingido, fez-se necessário a propositura dos seguintes objetivos específicos: (i) identificar os fundamentos teóricos da prova pericial e sua aplicação no contexto administrativo; (ii) estabelecer, a partir dos fundamentos estudados, uma métrica de avaliação da efetividade das provas periciais contábeis produzidas pelos professores da UFRN; (iii) analisar, a partir dos dados obtidos, se as provas periciais contábeis produzidas pelos professores da UFRN influenciam na efetividade da decisão administratuva nos processos oriundos do Ministério Público do RN. A pesquisa foi composta de uma amostra de 143 procedimentos administrativos do Ministério Público do RN que solicitaram a realização de perícias contábeis, nos anos de 2011, 2012, 2014 e 2015. Esses procedimentos foram classificados de acordo com o status verificado junto as Promotorias (sigiloso, tramitando, concluso para promotoria, ajuizado ação civil pública e arquivado). Em seguida, foi verificado o lapso temporal de cada procedimento. Os resultados foram obtidos através da utilização da análise descritiva e de quatro testes estatísticos utilizados, a saber: qui-quadrado, ANACOR, binomial e análise de agrupamento. Foi detectado que dos 143 procedimentos da amostra, 97 dos laudos/pareceres periciais influenciam na efetividade da decisão administrativa nos processos oriundos do Ministério Público do RN, enquanto que 46 por terem excedido o tempo de duração estabelecido, não o foram. Verificou-se ainda que 2014 foi o único ano dentre os analisados que os procedimentos que excederam o prazo médio do CNJ foram maiores dos que não excederam. Nos anos de 2011, 2012 e 2015, 68%, 57% e 95% dos procedimentos.


  • Mostrar Abstract
  • The aim of this study was to determine whether the financial expert evidence produced by UFRN teachers influence the effectiveness of the administrative decision in the proceedings from the public prosecutor RN. For this goal was reached, it became necessary to bringing the following specific objectives: (i) identify the theoretical foundations of expert evidence and its application in the administrative context; (Ii) establish, from the studied fundamentals, a metric for evaluating the effectiveness of the accounting expert evidence produced by the UFRN teachers; (Iii) analyze, from the data obtained, the accounting expert evidence produced by UFRN teachers influence the effectiveness of administratuva decision in the proceedings from the public prosecutor RN. The research consisted of a sample of 143 administrative procedures of the Public Prosecutor RN who requested the holding of financial expertise in the years 2011, 2012, 2014 and 2015. These procedures were classified according to the status checked the Prosecutor together (confidential, being processed, concluded for prosecution, filed public and filed civil action). Then, the lag time was observed for each procedure. The results were obtained through the use of descriptive analysis and four statistical tests used, namely: chi-square, ANACOR, binomial and cluster analysis. It was found that of the 143 procedures of the sample, 97 of the reports / expert opinions influence the effectiveness of the administrative decision in the proceedings from the public prosecutor RN, while 46 for exceeding the set duration of time, were not. It was also found that 2014 was the only year from the analysis that the procedures that exceeded the average term of the CNJ were higher in products not exceeded. In the years 2011, 2012 and 2015, 68%, 57% and 95% of the procedures.

5
  • CAMILA CATARINE DE ARAÚJO AZEVEDO
  • EVOLUÇÃO DA CAPACIDADE PREDITIVA DA INFORMAÇÃO CONTÁBIL: Um estudo a partir dos disclosures das Companhias listadas na BM&FBovespa após a adoção das Normas Internacionais de Contabilidade no Brasil

  • Orientador : ADILSON DE LIMA TAVARES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADILSON DE LIMA TAVARES
  • DIOGO HENRIQUE SILVA DE LIMA
  • THAISEANY DE FREITAS REGO
  • Data: 20/04/2016

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa tem o objetivo de avaliar a evolução da capacidade de classificação das empresas do mercado acionário brasileiro em grupos de melhores e piores alternativas de investimentos, a partir de informações contábeis após a adoção das Normas Internacionais de Contabilidade. Para alcançar o objetivo proposto, foram utilizados 14 índices econômico-financeiros como proxies para discriminar as empresas, os quais foram escolhidos mediante verificação dos índices mais utilizados em pesquisas científicas brasileiras no período de 2010 a 2014. A amostra desta pesquisa é composta pelas empresas do segmento de Governança Corporativa da BM&FBovespa,totalizando 98 empresas que se mantiveram constantes no período de 2010 a 2014. Inicialmente, a amostra de empresas de cada ano foi ordenada de acordo com a real variação do valor de mercado a fim de classificar as empresas com maior agregação de valor no grupo “Vencedoras” (primeiro terço da amostra), bem como aquelas com menor agregação de valor no grupo das “Perdedoras” (terceiro terço da amostra). A fim de testar a capacidade preditiva da informação contábil, foi utilizada a técnica de análise discriminante para segregar as empresas nos dois grupos propostos em cada exercício social e avaliar a evolução dos níveis de acertos a partir dos índices econômico-financeiros. Para tanto, as amostras de cada ano foram segregadas em duas subamostras: uma amostra de análise, que foi utilizada para estimar a função discriminante, e a amostra de teste, que testa as funções estimadas em casos não utilizados. A classificação prevista pela análise discriminante foi então comparada com a classificação real do valor de mercado, gerando os níveis de acertos em cada exercício. Os resultados apontaram que as funções discriminantes estimadas com o uso de índices econômico-financeiros evidenciaram uma evolução na capacidade preditiva de classificar as empresas do segmento de Governança Corporativa nos dois grupos propostos, uma vez que alcançaram níveis de acertos de 64,5%, 74,2%, 90,3%, 77,4% e 93,3% no período de 2010 a 2014, respectivamente. Adicionalmente, os índices considerados significativos para estimações das funções foram: Crescimento das vendas, Liquidez Geral, Margem Ebtida, Liquidez Corrente, Q de Tobin, Giro do Ativo, ROE, PCCT, Book-to-market.


  • Mostrar Abstract
  • This study aims to assess the evolution of the classification capacity of companies in the Brazilian stock market in the best groups and worst investment alternatives, from accounting information after the adoption of International Accounting Standards. To achieve the proposed objective, we used 14 economic and financial indicators as proxies to discriminate against companies, which were chosen by checking the most used indexes in Brazilian scientific research in the period 2010 to 2014. The sample of this research consists of the companies segment Corporate Governance of BM&FBovespa, totaling 98 companies remained constant in the period 2010 to 2014. Initially, the sample of firms each year was ordered according to the actual variation in the market value to rank companies more adding value in the group "Winning" (first third of the sample) and those with lower added value in the group of "win" (third third of the sample). In order to test the predictive ability of accounting information, we used discriminant analysis to segregate companies in the two proposed groups in each fiscal year and assess the evolution of hit levels from the economic and financial ratios. For this purpose, samples of each year were divided into two samples: an analysis sample, which was used to estimate the discriminant function, and the test sample, that test functions estimated in unused cases. The classification provided by the discriminant analysis was then compared with the actual classification of the market value, generating the hit levels each year. The results showed that the discriminant function estimated using economic and financial ratios showed an increase in predictive ability to rank companies in the segment of corporate governance in the two proposed groups, as achieved successes levels of 64.5%, 74 2%, 90.3%, 77.4% and 93.3% in the period 2010-2014, respectively. In addition, the indices considered significant for estimation of the functions are: Sales growth, overall liquidity, EBITDA margin, Current Liquidity, Tobin's Q, the Asset Turnover, ROE, PCCT, Book-to-market.

6
  • AGAMENON DA COSTA MELO SEGUNDO
  • DETERMINANTES DA FRAUDE FINANCEIRA: A relação entre os aspectos de racionalidade e a desonestidade

  • Orientador : JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • ANDERSON LUIZ REZENDE MOL
  • JOSÉ RIBAMAR MARQUES DE CARVALHO
  • Data: 13/05/2016

  • Mostrar Resumo
  • A teoria do Método Simples do Crime Racional trata das decisões acerca de uma atitude criminosa afirmando que são tomadas de forma racional, levando-se em conta o retorno obtido por esta ação, o risco de ser pego e a punição aplicável (BECKER, 1993). Entretanto, Kahneman e Tversky (1979) destacam que quando o indivíduo se depara com decisões que envolvem risco e ganhos financeiros, existem anomalias que ferem os axiomas da Teoria da Utilidade Esperada. Mead et al. (2009) evidenciam que os impulsos de obter ganhos financeiros e o auto controle de um indivíduo geram um comportamento heterogêneo quanto a sua honestidade. Diante do exporto o presente trabalho tem como objetivo geral investigar a relação entre a desonestidade financeira e a racionalidade, sob a luz da Teoria da Perspectiva entre os alunos da graduação dos cursos de Ciências Contábeis e Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Para isto, utilizou-se de um experimento similar aos propostos por Mazar e Ariely (2006) e Mazar, Amir e Ariely (2008) para medir a desonestidade financeira e o questionário de Soares e Barbedo (2013) para a racionalidade. A amostra foi composta de 114 alunos dos referidos cursos e os experimentos realizados em sala de aula com a anuência e sem a interferência do professor da disciplina. Quanto ao tratamento dos dados optou-se um por um modelo de regressão linear múltipla. Após efetuados os testes, o modelo apresentou um R² de 0,2641 e observou-se que a racionalidade influencia positivamente na desonestidade com um β de 1,7450, indicando que quanto mais racional o indivíduo é, mais desonesto ele tende a ser, dentro das condições do experimento. Além disso, houve influência significativa de outras variáveis: Assiduidade em cerimônias religiosas e o período do aluno no curso. Por fim, apresentaram-se como limitações do trabalho o tamanho da amostra e falta de controle sobre algumas variáveis, principalmente no que concerne ao ambiente institucional.


  • Mostrar Abstract
  • The theory of Simple Method of Rational Crime addresses the decisions about a criminal attitude stating that they are taken rationally, taking into account the return obtained by this action, the risk of getting caught and the applicable punishment (BECKER, 1993). However, Kahneman and Tversky (1979) points out that when the individual is faced with decisions that involve risk and financial gains, there are anomalies that hurt the axioms of the theory of expected utility. Mead et al. (2009) shows that the impulses of financial gain and self control of an individual generate a heterogeneous behavior towards his honesty. Based on the exposed, the present work have the objeticve to investigate the relationship between financial dishonesty and rationality by the light of the Prospective Theory among undergraduate students of Accounting and Administration of the Federal University of Rio Grande do Norte. In order to acomplish this, it was used a experiment similar to those proposed by Mazar and Ariely (2006) and Mazar, Amir and Ariely (2008) to measure the financial dishonesty and the survey of Soares and Barbedo (2013) for rationality. The sample consisted of 114 students of these courses and the experiments were conducted in the classroom with the consent and without the interference of the subject teacher. Regarding the processing of data, a multiple linear regression model was chosen. After the tests were performed, the model presented a R² of 0.2641 and it was observed that rationality positively influences the dishonesty with a β of 1.7450, indicating that the more rational the individual is, more dishonest it tends to be, within the experimental conditions. In addition, there was a significant influence of other variables: assiduity in religious ceremonies and the period of the student in the course. Finally, as research restrictions there are the sample size and lack of control over certain variables, especially with regard to the institutional environment.

Teses
1
  • ADRIANA ISABEL BACKES STEPPAN
  • UMA ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DO VIÉS DE OTIMISMO NO JULGAMENTO DE PROBABILIDADES DE ATIVOS E PASSIVOS CONTINGENTES

  • Orientador : CÉSAR AUGUSTO TIBÚRCIO SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CÉSAR AUGUSTO TIBÚRCIO SILVA
  • ADILSON DE LIMA TAVARES
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • LUCAS AYRES BARREIRA DE CAMPOS BARROS
  • LUIZ PAULO LOPES FÁVERO
  • Data: 28/04/2016

  • Mostrar Resumo
  • Esta tese teve como objetivo principal verificar a influência do viés otimista na avaliação das estimativas de probabilidades de ocorrência de ativos e passivos contingentes. Como objetivos secundários, têm-se a mensuração do grau de otimismo no indivíduo, a verificaçao da associação entre os fatores moderadores, controle e experiência prévias e o viés otimista, bem como a investigação acerca da influência das variáveis formas de contratação, fonte adicional de informações e existência de fiscalização de tarefas nas estimativas de probabilidades de eventos contingentes apresentadas pelos respondentes. A tipologia desse estudo se refere a um quase-experimento, tendo como técnica de coleta de dados um questionário organizado em duas partes (a primeira referente ao instrumento de medição do viés otimista e a segunda parte trata dos cenários para os quais o indivíduo faz julgamento de probabilidades). O instrumento foi aplicado de forma presencial e em quatro encontros sequenciais. Do total da amostra, optou-se por elaborar a análise a partir dos dados extremos, os quais correspondem ao primeiro e último tercil. Sendo assim, a amostra utilizada se refere a 87 profissionais da área contábil. Pelos resultados alcançados, constatou-se a presença do viés otimista em 44 indivíduos ao passo que, para 43 participantes, não houve a presença dele. Com base na análise das estimativas indicadas pelos participantes excessivamente otimistas, foi possível verificar a existência da influência do viés. Ao se fazer a regressão entre as avaliações de probabilidades de ocorrências de ativos e passivos contingentes com as variáveis independentes ora representadas pelo perfil do viés otimista e fatores moderadores de eventos como o controle e experiência prévia, foi constatada essa relação. No que se refere aos fatores moderadores Controle e Experiência prévia foi possível confirmar as associações entre eles e o viés otimista. Com relação aos julgamentos de probabilidades quanto à ocorrência dos eventos contingentes, ao se estabelecer uma análise, os achados mostraram que os indivíduos com a presença do viés otimista efetuaram julgamento de probabilidades com expectativas acima de 50% para os cenários 1(passivo), 2 e 6 (ativos), isso quando comparados com aqueles que não apresentam o viés. Contudo, os resultados da pesquisa revelaram que os indivíduos com a presença do viés apresentaram, para o cenário 3 (passivo), um julgamento que corresponde a aproximadamente 65% da estimativa de probabilidade avaliada por aqueles que não apresentavam o viés e, de 96%, para os cenários 4 e 5 (ativo e passivo). Dessa forma, ao se examinar o contexto geral desta pesquisa, pode-se dizer que o viés otimista ajuda a explicar as avaliações das estimativas de probabilidades dos eventos, as quais foram apresentadas pelos participantes da pesquisa. Entretanto, observa-se que nem sempre os impactos aconteceram da forma prevista pelas teorias que embasam o viés otimista. Para os cenários ativos, que representam eventos positivos, eram esperadas estimativas com probabilidades superiores a 50%, no entanto, não se confirmou, desse modo, para o evento 4. Para os cenários passivos, os quais representam eventos negativos, eram aguardados julgamentos de probabilidades inferiores a 50%, contudo, para o cenário 1, esse fato não se confirmou. No que se refere às variáveis acima descritas, não foi possível constatar alterações nas avaliações das estimativas de probabilidades dos eventos contingentes em decorrência delas. Esse fato pode ter decorrido do tamanho da amostra, pois, dada a dificuldade de fazer experimentos, não foi possível constituir uma amostra maior.


  • Mostrar Abstract
  • This thesis aimed to investigate the influence of optimistic bias in assessing the estimates of probabilities of contingent assets and liabilities. As secondary objectives, measure the degree of optimism of the individual; the verification of the association between the moderating factors, control and previous experience and the optimistic bias; as well as research the influence of the variables: form of hiring, additional source of information, and existence of task supervision in estimates of contingent probabilities events presented by the respondents. The typology of this study refers to a quasi-experiment, the data collection was made by a questionnaire organized into two parts: first concerning the measuring instrument optimistic bias and the second part deals with the scenarios for which the individual makes judgments of probabilities. The instrument was applied in four sequential meeting sessions. From the total sample, it was decided to prepare the analysis from extreme data, which correspond to the first and last tertile. Thus, the sample used refers to 87 professionals of accounting area. From the results achieved, it was found the presence of optimistic bias in 44 individuals whereas for 43 participants not. Based on the analysis of the estimates given by overly optimistic participants, it was possible to verify the existence of the influence of bias. This relationship was observed in the regression between assessments of probabilities of occurrences of contingent assets and liabilities with the independent variables: the optimistic bias profile and the event moderating factors such as the control and previous experience. With respect to moderating factors Control and previous experience it was possible to confirm the associations between them and the optimistic bias. With regard to judgments of probability for the occurrence of contingent events, establishing an analysis, the findings showed that individuals with the presence of optimistic bias made judgments of probabilities with expectations 50% higher for scenarios 1 (liabilities) 2 and 6 (assets) compared with those who do not exhibit the bias. However, the survey results revealed that individuals with the presence of the optimistic bias presented to scenario 3 (liabilities), a judgment which corresponds to approximately 65% of the probability estimation evaluated by those who did not have the bias and 96% for scenarios 4 e 5 (assets and liabilities). Thus, when examining the overall context of this research, it can be said that the optimistic bias helps explain the assessments of estimates of probabilities of events presented by the research participants. However, it is observed that not always the impacts occur in the manner envisaged by the theories that support the optimism bias. For assets scenarios that represent positive events were expected estimates probabilities above 50%, however for event 4 it was not confirmed. For liabilities scenarios which represent negative events were expected judgments of lower probability to 50%, however, for scenario 1, this fact was not confirmed. With regard to the above variables, it was not possible to observe changes in assessment estimates of probabilities of contingent events as a result of them. This may have resulted from the sample size, because, given the difficulty of experiments, it was not possible to constitute a larger sample.

2
  • GILMARA MENDES DA COSTA BORGES
  • DETERMINANTES DOS IMPEDIMENTOS DE CONCESSÕES E TRANSFERÊNCIAS DE RECURSOS PÚBLICOS ÀS ENTIDADES PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS NO BRASIL

  • Orientador : JOSÉ MATIAS PEREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANDERSON LUIZ REZENDE MOL
  • FERNANDO DIAS LOPES
  • GESINALDO ATAÍDE CÂNDIDO
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • JOSÉ MATIAS PEREIRA
  • Data: 08/09/2016

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho objetiva verificar quais os determinantes dos impedimentos das concessões de transferências de recursos públicos às entidades sem fins lucrativos no Brasil. Apresenta os fundamentos da Teoria dos Efeitos Perversos proposta inicialmente por Merton (1936) ao tratar dos efeitos não intencionais da ação intencional e, posteriormente, estudada por Hirschman (1988), para definir os efeitos sociais indesejados, principalmente das políticas paternalistas adotadas pelo Estado nas intervenções de políticas sociais. O referencial teórico abordado apresenta as fundamentações sobre as funções de governo, a busca do Estado pela eficiência pública, os aspectos de governança e as mudanças institucionais advindas do modelo de gestão flexibilizada adotado pelo Estado e intermediada pelas organizações do denominado terceiro setor como ator participante nas decisões de políticas públicas sociais. No aspecto metodológico, o trabalho tem característica exploratório-descritiva, considerando o aprofundamento do entendimento sobre as ineficiências relacionadas às cooperações entre entidades estatais e não estatais. A utilização da análise estatística de Regressão Logística Multinominal permitiu a confirmação da hipótese principal de que existem elementos burocráticos, sociais e políticos que influenciam os impedimentos às concessões dos financiamentos às organizações sem fins lucrativos brasileiras. Os resultados apontam que variáveis como objeto do convênio, valores aportados e adoção de instrumentos burocráticos de controle (SICONV) podem explicar ou mesmo determinar os impedimentos às concessões e transferências de recursos públicos. A pesquisa contribui para o aprofundamento das discussões que envolvem a temática terceiro setor e financiamento público, sendo não só de interesse das instituições públicas e dos beneficiários de suas ações mas também da própria sociedade que as financia, ainda que parcialmente.


  • Mostrar Abstract
  • This study aims to verify which determinants of concessions public funds transfers’ impediments to nonprofit entities in Brazil. It presents the Theory of Perverse Effects fundamentals initially proposed by Merton (1936) to deal with the unintended effects of intentional action and subsequently studied by Hirschman (1988) to define the unwanted social effects, especially the paternalistic policies adopted by the State in social policy interventions. The theoretical framework presents the foundations of government functions, the State’s pursuit for public efficiency, the aspects of governance and institutional changes resulting from the more flexible management model adopted by the State and intermediated by organizations called third sector as a participant actor in social public policy decisions. In the methodological aspect, the work is exploratory and descriptive, considering the deep understanding about the inefficiencies related to cooperation between State and non-state entities. The use of multinomial logistic regression allowed confirming the main hypothesis that there are bureaucratic, social and political elements which influence the financing concessions impediments to brazilian non-profit organizations. The results show that variables such as covenant object, contributed values and adoption of bureaucratic control instruments (SICONV) can explain and determine the impediments to concessions and transfers of public resources. The research contributes to the deepening of discussions involving the third sector theme and public financing and it is not only of interest of public institutions and beneficiaries of their actions but also of society itself that finances, even partially.

3
  • MAURICIO CORREA DA SILVA
  • AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DE GOVERNOS MUNICIPAIS BRASILEIROS NA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DA DESPESA POR FUNÇÕES DE GOVERNO

  • Orientador : JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ERIVAN FERREIRA BORGES
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • JOSÉ MATIAS PEREIRA
  • RICHARD MEDEIROS DE ARAÚJO
  • ROSSANA GUERRA DE SOUSA
  • Data: 09/09/2016

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo geral desta pesquisa é avaliar o desempenho dos gestores públicos municipais com métrica de avaliação de gestão por índices, com base na alocação de recursos financeiros por meio da execução orçamentária da despesa em funções de governo, segundo a classificação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG). A pesquisa foi desenvolvida com o suporte da Teoria da Agência (assimetria da informação), da Teoria da Escolha Pública (comportamento dos gastos públicos por ocasião das eleições e análise positiva), da Teoria dos Stakeholders (partes interessadas e medição de desempenho) e da Teoria da Medição (métrica quantitativa na avaliação de desempenho), e o método utilizado foi o empírico-analítico. O aspecto temporal para a análise de dados abrangeu o período de treze exercícios financeiros (2002 a 2014) com o critério de avaliação da eficiência alocativa. Os resultados revelaram, com base no desempenho apurado pelo Índice de Desempenho de Funções de Governo (IDFG), que os municípios de São Bernardo do Campo (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Santos (SP) se destacaram com os melhores desempenhos (mais eficientes) dos municípios avaliados (avaliação comparativa das preferências alocativas dos recursos financeiros nas 19 funções de governo de competência dos gestores públicos municipais para atender as necessidades da população) e nas últimas posições (menos eficientes) ficaram os municípios de São Gonçalo (RJ), Aparecida de Goiânia (GO), Montes Claros (MG) e Feira de Santana. As funções de menor ordem de preferência na alocação de recursos no IDFG (menos relevantes nas preferências alocativas dos gestores públicos municipais avaliados) foram: comércio e serviços; transporte; direitos da cidadania; indústria; agricultura e ciência e tecnologia. No Índice de Desempenho de Funções Sociais (IDFS), os municípios de Santos (SP) e São Bernardo do Campo (SP) ficaram nas primeiras posições (melhores desempenhos nas 9 funções de governo consideradas como sociais) e nas últimas posições (menos eficientes) ficaram os municípios de Feira de Santana (BA), Carapicuíba (SP), Aparecida de Goiânia (GO), São Gonçalo (RJ) e Belém (PA). No IDFS, as funções de menor ordem de preferência (menos relevantes) foram: gestão ambiental; urbanismo; direitos da cidadania e habitação. Conclui-se que o melhor desempenho está relacionado com a aplicação diversificada de recursos nas funções de governo e que não existe correlação entre o maior gasto na execução da despesa por funções de governo com o melhor desempenho. O desempenho relativo depende de muitos fatores e a alocação de recursos financeiros em funções de governo corresponde a um desses fatores. A avaliação de desempenho de gestores públicos municipais brasileiros na execução orçamentária da despesa por funções de governo, com base em métrica de avaliação de gestão por índices, representa um instrumento objetivo de avaliar a eficiência alocativa entre os recursos gerais da sociedade e a forma como foram aplicados. Nesse sentido, com base na pesquisa, pode-se afirmar que do ponto de vista social, os resultados podem ser utilizados como forma de reduzir as assimetrias de informação para ampliar as possibilidades do conhecimento dos cidadãos para poderem exercer um dos seus direitos: o controle social. Como principal contribuição, tem-se a elaboração de instrumentos de avaliação de desempenhos de gestores públicos por índices para medir inputs, que podem ser adaptados para medir outputs e outcomes em políticas públicas, operacionalizadas por funções de governo nas diversas áreas de intervenção.


  • Mostrar Abstract
  • The overall objective of this research is to assess the performance of municipal public managers with metrics of index-based management evaluation, based on the allocation of financial resources by means of the budgetary execution of the expenditure in government functions, according to the classification of the Ministry of Planning, Budget and Management (MPOG). The research was developed with the aid of the Agency Theory (information asymmetry), of the Public Choice Theory (behavior of public spending during elections and positive analysis), of Stakeholder Theory (interested parties and performance measurement), and of the Measurement Theory (quantitative metrics in the evaluation of performance), and the method used was the empirical-analytical one. The time aspect for the analysis of the data encompassed the period of thirteen financial exercises (from 2002 to 2014), with the criterion of evaluation of the allocative efficiency. The results revealed, based on the performance measured by the Index of Performance of Government Functions (IDFG), that the municipalities of São Bernardo do Campo (SP), Rio de Janeiro (RJ) and Santos (SP) stood out with the best performances (more efficient) amongst the municipalities that were evaluated (comparative evaluation of the allocative preferences of the financial resources in the 19 government functions under the responsibility of municipal public managers to fulfill the needs of the population) and in the last positions (less efficient) were the municipalities of São Gonçalo (RJ), Aparecida de Goiânia (GO), Montes Claros (MG) and Feira de Santana. The functions of lower order of preference in the allocation of resources in the IDFG (less relevant in the allocative preferences of the municipal public managers that were evaluated) were: commerce and services; transportation; citizenship rights; industry; agriculture and science and technology. In the Index of Performance of Social Functions (IDFS), the municipalities of Santos (SP) and São Bernardo do Campo (SP) were in the first positions (best performances in the 9 government functions that were considered as social functions) and in the last positions (less efficient) were the municipalities of Feira de Santana (BA), Carapicuíba (SP), Aparecida de Goiânia (GO), São Gonçalo (RJ) and Belém (PA). In the IDFS, the functions of lower order of preference (less relevant) were: environmental management; urban planning; citizenship rights and housing. One may conclude that the best performance is related to the diversified application of resources in the government functions and that there is no correlation between a higher spending in the execution of the expenditure per government functions and the best performance. The relative performance depends upon many factors and the allocation of financial resources in government functions corresponds to one of these factors. The performance evaluation of Brazilian municipal public managers in the budgetary execution of the expenditure per government functions, based on metrics of index-based management evaluation, represents an objective tool for assessing the allocative efficiency amongst the overall resources of society and the way they were used. Therefore, based on the research, one may state that from the social point-of-view, the results may be used as a means of reducing the information asymmetries in order to expand the possibilities of knowledge for the citizens, so that they may exercise one of their rights: the social control. As the main contribution, one may mention the development of tools for evaluating the performances of public managers by means of indexes to measure inputs, which may be adapted to measure outputs and outcomes in public policies, operationalized by government functions in the different areas of intervention.

2015
Dissertações
1
  • RAIMUNDO MARCIANO DE FREITAS NETO
  • ANÁLISE DO PAPEL DOS CONSELHOS DE ADMINISTRAÇÃO E DE SUAS DETERMINANTES EM EMPRESAS LISTADAS NO NOVO MERCADO DA BM&FBOVESPA.

  • Orientador : ANDERSON LUIZ REZENDE MOL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADILSON DE LIMA TAVARES
  • ANDERSON LUIZ REZENDE MOL
  • ERIVAN FERREIRA BORGES
  • MELQUIADES PEREIRA DE LIMA JUNIOR
  • Data: 29/01/2015

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo teve o objetivo de analisar a relação entre o papel dos Conselhos de Administração de 108 empresas listadas no Novo Mercado da BM&FBOVESPA e variáveis de governança corporativa reportadas pela literatura acadêmica que potencialmente pudessem interferir na dominância desse papel das reuniões dos Conselhos. A determinação do papel foi realizada por análise de conteúdo, adaptando o modelo de Schwartz-Ziv e Weisbach (2013), enquanto a avaliação das determinantes foi realizada por meio de Regressões Beta e Logística, utilizando-se respectivamente a proporção de tópicos gerenciais em relação ao total e uma classificação binária de acordo com a dominância. Foram avaliadas as Atas e os Formulários de Referências divulgados para os anos-base 2010 a 2013, sendo analisadas apenas empresas que apresentassem os dados referentes a todo o período. Foi detectado que os Conselhos exercem papel gerencial com mais frequência que supervisório, discutindo principalmente tópicos relacionados a Questões Financeiras, como Investimentos e Finanças e Relatórios Financeiros, havendo um destaque secundário para decisões relativas a Questões Formais. Os testes de médias emparelhados realizados ajudaram a verificar a estabilidade desses perfis de atividades. Os resultados das duas regressões foram convergentes, apontando que as variáveis significativas para a determinação do papel são a presença de um ex-CEO no Conselho de Administração e a existência de um Conselho Fiscal instalado, ambos contribuindo positivamente para a leve predominância do Gerencial sobre o Supervisório.

     

     


  • Mostrar Abstract
  • O presente estudo teve o objetivo de analisar a relação entre o papel dos Conselhos de Administração de 108 empresas listadas no Novo Mercado da BM&FBOVESPA e variáveis de governança corporativa reportadas pela literatura acadêmica que potencialmente pudessem interferir na dominância desse papel das reuniões dos Conselhos. A determinação do papel foi realizada por análise de conteúdo, adaptando o modelo de Schwartz-Ziv e Weisbach (2013), enquanto a avaliação das determinantes foi realizada por meio de Regressões Beta e Logística, utilizando-se respectivamente a proporção de tópicos gerenciais em relação ao total e uma classificação binária de acordo com a dominância. Foram avaliadas as Atas e os Formulários de Referências divulgados para os anos-base 2010 a 2013, sendo analisadas apenas empresas que apresentassem os dados referentes a todo o período. Foi detectado que os Conselhos exercem papel gerencial com mais frequência que supervisório, discutindo principalmente tópicos relacionados a Questões Financeiras, como Investimentos e Finanças e Relatórios Financeiros, havendo um destaque secundário para decisões relativas a Questões Formais. Os testes de médias emparelhados realizados ajudaram a verificar a estabilidade desses perfis de atividades. Os resultados das duas regressões foram convergentes, apontando que as variáveis significativas para a determinação do papel são a presença de um ex-CEO no Conselho de Administração e a existência de um Conselho Fiscal instalado, ambos contribuindo positivamente para a leve predominância do Gerencial sobre o Supervisório.

     

     

2
  • MARCELO DANIEL ARAUJO ERMEL
  • CONTROLE ACIONÁRIO, REMUNERAÇÃO DE EXECUTIVOS E DESEMPENHO EMPRESARIAL: EVIDÊNCIAS PARA O MERCADO BRASILEIRO

  • Orientador : PAULO AGUIAR DO MONTE
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADILSON DE LIMA TAVARES
  • PAULO AGUIAR DO MONTE
  • RAQUEL MENEZES BEZERRA SAMPAIO
  • Data: 30/06/2015

  • Mostrar Resumo
  • A remuneração de executivos atrai constante interesse da academia e do mercado. A teoria argumenta que a remuneração dos gestores deve estar atrelada ao desempenho empresarial para mitigar os custos de agências e evitar perdas a riqueza do acionista. Em 2009 a Comissão de Valores Mobiliarios tornou obrigatória a divulgação da remuneração da diretoria. Esse artigo buscou examinar como o tipo de controlador afeta a relação remuneração da diretoria nas empresas brasileiras no período de 2010 a 2013. Primeiramente, a análise demonstrou que o controle no Brasil ainda é majoritariamente exercido por firmas familiares, sendo 57% da amostra desse estudo, e que o capital também é concentrado, sendo em média 65% do capital detido pelos 5 maiores acionistas. Para atingir o objetivo desse trabalho, utilizou-se a metodologia de regressão com dados em painel. Os resultados indicaram que: 1. As empresas de controle familiar remuneram seus gestores com um valor menor, quando comparadas a empresas com os outros tipos de controle; 2. Não foi possível fazer inferência acerca da influência do controlador nas empresas institucionais; 3. As empresas sem controlador remuneram o seu gestor com um valor maior de remuneração, quando comparado com as outras empresas da amostra; 4. As empresas de controle governamental, remuneram com um valor inferior em relação as outras empresas da amostra. Por fim, quanto ao desempenho, em nenhuma das equações o ROA foi significativo, demonstrando fracos mecanismos de remuneração ou capacidade do gestor em determinar sua compensação.


  • Mostrar Abstract
  • The executive compensation attracts constant interest of academy and the market. The theory argues that the manager's remuneration must be linked to business performance to mitigate agency costs and avoid losses shareholder wealth. In 2009 the Brazilian Commission of Securities and Exchange made it mandatory disclosure of the remuneration of the CEO. This paper aims to examine how the Ownership and Control affects the relative remuneration of Brazilian CEO’s during the period of 2010 to 2013. First, the analysis showed that the control in Brazil is still largely exercised by families, they are 57% of the sample, and that the capital is also concentrated, averaging 65% of capital is held by five major shareholders. To achieve the objective of this study, we used the regression methodology with panel data. The results indicated that: 1. The family-controlled companies remunerate their managers with a lower value, as compared to companies with other types of control; 2. It was not possible to make inferences about the influence of the controller in the institutional business; 3. Companies without controller remunerate your manager with a higher amount of compensation when compared with other companies in the sample; 4. The government-controlled companies, remunerate with a lower value in relation to other companies in the sample. Finally, about performance, in any equations ROA was significant, demonstrating weak compensation mechanisms or manager's ability to determine their compensation.

Teses
1
  • EDZANA ROBERTA FERREIRA DA CUNHA VIEIRA LUCENA
  • Análise da relação entre a capacidade cognitiva e a ocorrência dos vieses cognitivos da representatividade no julgamento

  • Orientador : CÉSAR AUGUSTO TIBÚRCIO SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CÉSAR AUGUSTO TIBÚRCIO SILVA
  • ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • ADRIANO LEAL BRUNI
  • ANTÔNIO BENEDITO SILVA OLIVEIRA
  • Data: 23/02/2015

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa tem como o objetivo investigar a influência da capacidade cognitiva na incidência dos vieses cognitivos gerados pela heurística da representatividade. Em função desse alcance, foi realizado um estudo do tipo levantamento, através de um questionário, com um total de 43 questões, o qual contou com uma amostra válida de 1.064 respondentes, entre estudantes de graduação em Ciências Contábeis e contabilistas, dos quais 52,7% são do sexo do masculino, 48,3% possuem graduação completa, especialização, mestrado ou doutorado e 70% residem na região Nordeste do Brasil. Como resultado tem-se que 405 (38,1%) dos respondentes apresentam uma baixa capacidade cognitiva, 452 (42,5%) demonstram média capacidade cognitiva e 207 (19,2%) apresentam alta capacidade cognitiva. Quanto à sensibilidade dos participantes aos vieses cognitivos (quais sejam: insensibilidade à taxa base, insensibilidade ao tamanho da amostra, chance de equívocos, equívocos na regressão, ilusão de validade e insensibilidade à previsibilidade), identificou-se que, para mais de 60% da amostra, há incidência de todos esses vieses no processo de julgamento e tomada de decisão. Em se tratando da provável interferência decorrente dos diferentes níveis de instrução em que se situam os sujeitos pesquisados, atestou-se essa implicação pela variação de médias relativas aos vieses insensibilidade à taxa base e insensibilidade ao tamanho da amostra. Registro mais incisivo faz-se em relação à diferença de gênero, que, por si só, não impactou de maneira significativa nas médias do viés insensibilidade à previsibilidade. A região do país influenciou diferentemente os vieses insensibilidade à taxa base e ilusão de validade. Foi encontrada diferença entre as médias do viés insensibilidade à taxa base e ilusão de validade nos grupos com baixa, méda e alta capacidade cognitiva, indicando que quanto menor a capacidade cognitiva, maior a sensibilidade do respondente ao viés, corroborando o referencial teórico.


  • Mostrar Abstract
  • This research has as objective to investigate the influence of the cognitive ability in the incidence of the cognitive biases generated by the heuristic of representativeness. To achieve it, a study of the survey type was conducted through a questionnaire with a total of 43 questions, which featured a valid sample of 1064 respondents, among undergraduate students in Accounting and accountants, of which 52.7 % male, 48.3% have an undergraduate degree, specialization, master’s or doctoral degree and 70% live in Northeastern Brazil. As a result it considers that 405 (38.1%) respondents have a low cognitive ability, 452 (42.5%) have average cognitive ability and 207 (19.2%) have high cognitive ability. As for the sensitivity of the participants to the cognitive biases insensitivity to base rate, insensitivity to sample size, misconceptions of chance, misconceptions of regression, illusion of validity and insensitivity to predictability, it was identified that for more than 60% of the sample, there is an incidence of all in the judgment and making process. The cognitive ability influence only in the incidence of biases insensitivity to base rate and illusion of validity. In terms of the different levels of education of the respondents, it was verified a difference of averages in biases insensitivity to base rate and insensitivity to sample size in the different levels of education. Gender didn’t impact significantly only in biases insensitivity to predictability. The region of the country influenced differently to biases insensitivity to base rate and illusion of validity. It was found a difference between the biases insensitivity to base rate and illusion of validity in the groups with low, average and high cognitive ability, indicating that the lower the cognitive ability, the greater the sensitivity of the bias respondent, confirming the theoretical framework.

2
  • JOSE JAILSON DA SILVA
  • RELAÇÃO ENTRE FORMAÇÃO DOS GESTORES E EFICIÊNCIA E PRODUTIVIDADE DOS TRIBUNAIS DE JUSTIÇA BRASILEIROS

  • Orientador : JOSÉ MATIAS PEREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADILSON DE LIMA TAVARES
  • ANDERSON LUIZ REZENDE MOL
  • GESINALDO ATAÍDE CÂNDIDO
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • JOSÉ MATIAS PEREIRA
  • Data: 12/05/2015

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa trata da relação entre formação dos gestores e eficiência e produtividade do Judiciário Estadual Brasileiro. O foco da pesquisa é a primeira instância da Justiça Estadual, segmento em que estão concentrados mais de dois terços de todos os processos judiciais pendentes no país. O objetivo da pesquisa é analisar se os fatores que compõem a formação dos gestores influenciam, significativamente, em níveis diferenciados, a eficiência e a produtividade da gestão dos Tribunais de Justiça Estaduais Brasileiros, no período de 2003 a 2013. Para alcançá-lo, definiu-se um modelo teórico-empírico que permitisse explicar a relação entre a formação do gestor e a eficiência e produtividade da gestão dos Tribunais de Justiça Brasileiros. Em seguida, foi mensurado o nível de eficiência e produtividade dos Tribunais de Justiça brasileiros, no período de 2003 a 2013, a partir de variáveis endógenas e exógenas à gestão. Logo em seguida, foi demonstrada a associação dos fatores de formação dos gestores sobre o nível de eficiência e produtividade dos Tribunais de Justiça. A partir da análise dessas relações, foram identificados os fatores de formação de maior ou menor influência sobre o nível de eficiência e produtividade dos Tribunais de Justiça. Os resultados mostram que há uma relação entre os fatores externos e internos, espelhados na capacitação dos gestores e na eficiência apresentada pelo Poder Judiciário de cada Estado da Federação. Os resultados apontam que 04 Tribunais de Justiça, 17,39% (04/23), são considerados eficientes e 19 Tribunais de Justiça estão abaixo do limite de eficiência, 82,61% (16/23). Em geral, a eficiência relativa aumentou em todas as regiões, porém não na proporção da demanda. Por fim, os resultados se sustentam em ambas as metodologias: Análise Envoltória de Dados, mensurando a eficiência e a produtividade de todos os Órgãos de Justiça estaduais e a Análise de Correspondência combinada com o Teste Qui-quadrado, evidenciando o grau de relação entre as variáveis referentes ao perfil profissional dos gestores judiciais e a eficiência e produtividade de cada Tribunal de Justiça.


  • Mostrar Abstract
  • This research deals with the relationship between training of managers and efficiency and productivity of the Brazilian State Judiciary. The focus of research is the first instance of the State Court, the segment in which are concentrated over two-thirds of all pending litigation in the Country. The objective of the research is to analyze the factors that make up the training of managers influence significantly at different levels, efficiency and productivity in the management of the State Courts of Justice in Brazil from 2003 to 2013. To reach it was defined a theoretical and empirical model that allows explain the relationship between the formation of the manager and the efficiency and productivity of the management of Brazilian Justice Courts. Then, it was measured the level of efficiency and productivity of Brazilian Courts of Justice, from 2003 to 2013, from endogenous and exogenous variables management. Soon after, the association of formation factors of managers on the level of efficiency and productivity of the Courts of Justice was demonstrated. From the analysis of these relationships, the greater or lesser influence of training factors on the level of efficiency and productivity of the Courts of Justice have been identified. The results show that there is a link between external and internal factors, mirrored in the training of managers and efficiency displayed by the judiciary of each State of the Federation. The results show that 04 Courts of Justice, 17.39% (04/23), are considered efficient and 19 Courts of Justice are below the efficiency limit, 82.61% (16/23). In general, the relative efficiency increased in all regions, but not in proportion to the demand. Finally, the results are supported by both methods: Data envelopment analysis, measuring efficiency and productivity of all state Justice Bodies and the Correspondence Analysis combined with the Chi-square test, showing the degree of relationship between the variables related to the professional profile of judicial officers and the efficiency and productivity of each Court.

3
  • VALDEMIR GALVAO DE CARVALHO
  • A INFLUÊNCIA DAS INFORMAÇÕES TRIBUTÁRIAS NA PREVISÃO DOS ANALISTAS FINANCEIROS DO MERCADO DE CAPITAIS BRASILEIRO

  • Orientador : EDILSON PAULO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EDILSON PAULO
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • AMAURY JOSÉ REZENDE
  • HENRIQUE FORMIGONI
  • PAULO ROBERTO NOBREGA CAVALCANTE
  • Data: 06/11/2015

  • Mostrar Resumo
  • No ambiente empresarial, a Contabilidade e a Tributaçao têm forte relação em qualquer mercado financeiro do mundo, sendo foco de diversas pesquisas. Essa relação tem se tornado cada vez mais forte, principalmente diante das evidências da maior influência do sistema tributário sobre os procedimentos contábeis no Brasil. Adicionalmente, observa-se que os usuários da Contabilidade têm utilizado as informações contábeis reportadas nas demonstrações financeiras na tomada de decisões para alocação de recursos no mercado de capitais. Este estudo analisa a influência das informações tributárias reportadas nas demonstrações contábeis trimestrais (IANs) e anuais (ITRs), representadas por meio de proxies, sobre a previsão do lucro por ação (LPA) pelos analistas de valores mobiliários das companhias brasileiras. As informações foram coletadas no sistema I/B/E/S, entre 1999 e 2014, de 651 firmas (excluído o setor financeiro). A pesquisa é do tipo descritiva e empírica, utilizando dados em painel de efeito fixo e efeito aleatório, não balanceado, sendo que a amostra varia em número de observações e quantidade de firmas de acordo com o tipo de painel. Os resultados sugerem que as informações tributárias influenciam na previsão dos analistas, sugerindo que informações tributárias divulgadas são úteis para prever lucros futuros e retorno acionário e serve de sinal à previsão do LPA. Portanto, as informações tributárias devem ser consideradas nas tomadas de decisão acerca da avaliação de firmas no mercado de capitais. Especificamente, para níveis positivos e mais elevados das BTDs, o consenso da previsão torna-se mais elevado, sugerindo previsões mais otimistas nos períodos futuros. Grandes BTDs positivas e grandes BTDs negativas influenciam positivamente nas previsões de lucros subsequentes com previsões mais tendenciosas e otimistas. Os gastos com tributos são maiores nas companhias com previsões mais otimistas e com maiores variações nas previsões. Além disso, foi verificado a presença de agressividade tributária pelos gestores, reduzindo a qualidade informacional do lucro, sinalizando resultados menos favoráveis de ganhos futuros e menor persistência. Observa-se que os gestores gerenciam informações tributárias trimestrais para cima aumentando o erro da previsão dos analistas. A suavização de tributos afeta a qualidade da previsão dos analistas de mercado, representada pelo erro e pela acurácia, sendo o efeito mais pronunciado para a acurácia. Verifica-se que quanto maior for a suavização das proxies BTD, ETR, Cash Tax Paid e Lucro Tributável, menor o consenso da previsão dos analistas. Por fim, observa-se que as métricas desenvolvidas neste trabalho, para mensurar a suavização de tributos, baseadas em Eckel (1981) e Leuz, Nanda e Wisocky (2003), demonstraram-se mais adequadas para capturar a suavização de tributos sobre a previsão e a qualidade da previsão do LPA do que o Tax Smooth 1 e Tax Smooth 2.


  • Mostrar Abstract
  • In the corporate environment, accounting and taxation have strong relationship in any financial market of the world, becoming the focus of several studies. This relationship has become increasingly strong, mainly on the evidence of the greater influence of the tax system on accounting procedures in Brazil. Additionally, it is observed that users of accounting have used the accounting information reported in the financial statements when making decisions to allocate resources in the capital market. This study analyzes the influence of tax information reported in the quarterly financial statements (IANs) and annual (ITRs), represented by proxies on the estimates of earnings per share (EPS) by securities analysts of Brazilian companies. Information was collected on the system I/B/E/S, between 1999 and 2014, of 651 companies (excluding the financial sector). The search is an empirical and descriptive, and use the data on fixed effect panel and random effect unbalanced, the sample varies in many observations and amount of companies according to the type of panel. The results suggest that the tax information influence the forecast of analysts, suggesting that tax disclosures are useful to predict future stock returns and profits and serves as a signal to the forecast EPS. Therefore, tax information should be considered in making decisions about the valuation firms in the capital markets. Specifically, for positive and higher levels of BTDS, a consensus forecast becomes higher, suggesting most optimistic predictions in future periods. Large positive BTD and large negative BTD, positively influence on subsequent earnings with forecasts more biased and optimistic. The tax expenses are higher in companies with more optimistic forecasts and greater variations in predictions. In addition, it was verified the presence of aggressive tax by managers, reducing the informational quality of earnings, signaling less favorable results of future earnings and lower persistence. It is observed that managers manage quarterly tax information up increasing the error of the forecast of analysts. Smoothing of taxes affects the quality forecast of market analysts, represented by error and accuracy, the most pronounced effect on accuracy. It appears that the greater smoothing of proxies BTD, ETR, Cash Paid Tax and Tax Income, less the consensus forecast of analysts. Finally, it is noted that the metrics developed in this work to measure the Tax Smoothing, based on Eckel (1981) and Leuz, Nanda and Wisocky (2003), have proved more appropriate to capture the smoothing tax on forecasting and predicting the quality of LPA than the Tax Smooth 1 and Tax Smooth 2.

4
  • DIMAS BARRETO DE QUEIROZ
  • COMPOSIÇÃO DOS GASTOS PÚBLICOS E RESULTADOS ELEITORAIS: Um estudo nos municípios brasileiros

  • Orientador : ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • FERNANDO PORFIRIO SOARES DE OLIVEIRA
  • JOSÉ MATIAS PEREIRA
  • ROSSANA GUERRA DE SOUSA
  • Data: 23/11/2015

  • Mostrar Resumo
  • A literatura relacionada à teoria dos ciclos políticos aponta para a existência de manipulação fiscal em períodos eleitorais tanto no nível agregado da despesa pública quanto em determinados tipos de gastos capazes de melhorar a imagem do gestor e influenciar positivamente seu desempenho eleitoral. Baseada nessa constatação, esta pesquisa objetivou avaliar a influência da composição dos gastos públicos sobre a probabilidade de reeleição dos partidos políticos nas eleições municipais brasileiras. Mais especificamente, buscou verificar se os municípios que apresentam uma composição de gastos públicos com percentuais maiores e menores aplicados em despesas finalísticas e não finalísticas, respectivamente, possuem maiores chances de reeleição do grupo político do prefeito. Avaliou-se a composição dos gastos públicos por duas óticas: natureza e funções orçamentárias. A amostra compôs-se de 4.025, 4.389 e 4.433 municípios nas eleições de 2004, 2008 e 2012, respectivamente. A pesquisa avaliou a composição das despesas do ano eleitoral e do período sem efeito eleitoral, caracterizado pela média de gastos dos três primeiros anos de mandato. Utilizou-se a técnica de regressão logística, por fornecer outputs em termos de probabilidade. Avaliando-se a natureza dos gastos públicos, as evidências revelaram que os municípios cujos partidos foram reeleitos gastaram percentuais maiores da despesa orçamentária com investimentos (INV) e menores com pessoal e encargos sociais (PES) e outras despesas correntes (ODC). Os modelos de regressão logística revelaram que os investimentos influenciaram positivamente as chances de reeleição nas três eleições. Já as variáveis PES e ODC não foram simultaneamente significantes e com sinal negativo. Enquanto a variável PES foi significante em 2004 e 2008, a ODC apresentou significância estatística apenas em 2012. Essas constatações independem se o período tem efeito eleitoral ou não. Avaliando-se a segunda classificação dos gastos públicos, verificou-se gastos mais elevados nas funções finalísticas e mais baixos nas funções não finalísticas nos grupos de municípios cujos partidos foram reeleitos. Porém, exceto pela função agricultura (AGR), que exerceu influência positiva sobre a probabilidade de reeleição nos três períodos, as demais funções não apresentaram um comportamento uniforme, apresentando significância estatística apenas em alguns períodos. A pesquisa concluiu que, de modo geral, os municípios cujos partidos foram reeleitos aplicaram percentuais maiores da despesa orçamentária em gastos finalísticos, reduzindo as despesas administrativas. Porém, nem todos os gastos influenciaram as probabilidades de reeleição dos partidos políticos de forma significativa.


  • Mostrar Abstract
  • The literature related to the theory of political cycles points to the existence of tax manipulation during election periods both at the aggregate level of public expenditures as in certain types of expenses that can improve the manager’s image and positively influence his electoral performance. Based on this observation, this research aimed to evaluate the influence of the composition of public expenditures on the probability of re-election of political parties in Brazilian municipal elections. More specifically, it sought to verify whether municipalities with a composition of public expenditures on higher and lower rates applied in purposive and non purposive expenses, respectively, have higher chances of re-election of the mayor’s political group. The composition of public expenditures was evaluated by two points of view: nature and budgetary functions. The sample consisted of 4.025, 4.389 and 4.433 municipalities in the elections of 2004, 2008 and 2012, respectively. The research evaluated the composition of expenditures of the election year and of the period without election effect, characterized by the average of expenditures of the first three years of mandate. The logistic regression technique was used for providing outputs in terms of probability. Evaluating the nature of public expenditures, the evidence revealed that municipalities whose parties were reelected spent higher percentages of budgetary expenditure on investment (INV) and lower on staff and social charges (PES) and incidental expenses (ODC). The logistic regression models revealed that investments positively influenced the chances of reelection in three elections. The PES and ODC variables were not simultaneously significant and with negative sign. While ESP variable was significant in 2004 and 2008, the ODC was statistically significant only in 2012. These findings are independent if the period has election effect or not. Evaluating the second classification of public expenditures, there was higher expenditures on finalistic functions and lower in non-purposive functions in groups of municipalities whose parties were reelected. However, except for agriculture (AGR) function, which had a positive influence on the probability of re-election in the three periods, the other functions did not show a uniform behavior, with statistical significance only in some periods. The research concluded that, in general, municipalities whose parties were reelected applied highest percentages of budgetary expenditure in finalistics expenditures, reducing administrative costs. However, not all expenditures influenced the re-election chances of political parties significantly.

5
  • ANDERSON ROBERTO PIRES E SILVA
  • CONSERVADORISMO E HERANÇA INSTITUCIONAL DE FINANCIAMENTO DAS COMPANHIAS ABERTAS DO BRASIL

  • Orientador : JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • ADILSON DE LIMA TAVARES
  • ERIVAN FERREIRA BORGES
  • MARCIA ATHAYDE MOREIRA
  • ODILANEI MORAIS DOS SANTOS
  • Data: 18/12/2015

  • Mostrar Resumo
  • O Brasil vivencia um período de transição da forma de financiamento, que agora passa a se basear tanto no mercado de crédito de instituições financeiras quanto no financiamento via mercado de capitais (CORRÊA; ALMEIDA FILHO, 2001). Também passou a adotar, a partir da Lei Nº 11.638/2007, novas práticas contábeis no padrão IFRS, que são, em tese, menos conservadoras. No entanto, pesquisas empíricas no Brasil, como as de Santos et al. (2011), Vieira et al. (2011) e Braga (2011), evidenciaram que essa transição não reduziu, como propõe Nobes (1998), o nível de conservadorismo. Nesse contexto, esta pesquisa tem como objetivo investigar se a prática contábil conservadora depende mais da forma de financiamento das companhias ou do padrão contábil vigente. Para o alcance desse objetivo, utilizou-se uma amostra de 268 companhias abertas brasileiras, gerando 1.243 observações. O período da pesquisa compreende os anos de 2006 a 2013. Esse período permite observar os níveis de conservadorismo antes, durante (período de adoção inicial) e após a adoção completa das normas internacionais de contabilidade pelas companhias da amostra. Capturou-se a presença de conservadorismo condicional a partir do modelo dos componentes transitórios do lucro desenvolvido por Basu (1997), que tem por objetivo avaliar se as companhias estão mais propensas, em média, a reconhecer, de maneira assimétrica, as perdas econômicas. Posteriormente, optou-se em adicionar, no modelo original de Basu, a variável estrutura de capital a partir dos índices de endividamento (PC+PNC)/AT; PO/CI; PC/AT; PNC/AT e PC/PNC, com o objetivo de que a interação com a variável responsável por captar o conservadorismoevidencie a existência de efeitos entre a forma de financiamento e o conservadorismo condicional. Para a análise dos dados, utilizou-se o modelo de regressão para dados em painel. Os resultados permitem evidenciar que a forma de financiamento das companhias abertas brasileiras tem efeitos estatisticamente significativos nas práticas contábeis conservadoras. Ressalta-se que a presença de conservadorismo só se identificou a partir da interação com a forma de financiamento, pois, quando estimado o modelo original de Basu (1997), não se evidenciou a presença de conservadorismo nas três janelas temporais antes da adoção das IFRS (2006-2007), durante a adoção (2008-2009) e após a adoção (2010-2013). Essas evidências confirmam a hipótese principal do estudo, de que a herança institucional de captação das companhias abertas via mercado de crédito tem maior influência na característica conservadora da informação contábil do que o impacto da norma IFRS, indicando que as características institucionais, em especial a forma de financiamento, têm um maior poder de explicação das práticas contábeis conservadoras e respectiva qualidade da informação contábil do que o padrão IFRS adotado.



  • Mostrar Abstract
  • Brazil is experiencing a period of transition from the form of financing, which now is based both in the credit market of financial institutions and in financing via the capital market (CORRÊA; ALMEIDA FILHO, 2001). Also started to adopt, from the Law No. 11.638/2007, new accounting practices on IFRS, which are, in theory, less conservative. However, empirical researches in Brazil, such as Santos et al. (2011), Vieira et al. (2011) and Braga (2011), revealed that this transition has not reduced, as proposes Nobes (1998), the level of conservatism. In this context, this research aims to investigate whether the conservative accounting practice depends more on the form of financing of companies or the current accounting standard. To achieve this goal, we used a sample of 268 Brazilian publicly traded companies, generating 1,243 observations. The survey period covers the years 2006-2013. This period allows to observe the conservatism levels before, during (the initial adoption period) and after full adoption of international accounting standards by companies of the sample. We captured the presence of conditional conservatism from the model of transitory components of earnings developed by Basu (1997), which aims to evaluate whether companies are more likely, on average, to recognize, asymmetrically, economic losses. Later, we decided to add in the original model of Basu, the variable capital structure from debt to equity ratio (PC+PNC)/AT; PO/CI; PC/AT; PNC/AT and PC/PNC, in order that the interaction with the variable responsible for capturing conservatism evidences the existence of effects between the form of financing and conditional conservatism. For data analysis, we used regression model for panel data. Results evidenced that the form of financing Brazilian publicly traded companies has statistically significant effects on conservative accounting practices. We emphasize that the presence of conservatism was only identified through interaction with the form of financing because, when estimated the original model of Basu (1997), there was no evidence of the presence of conservatism in the three time windows before the adoption of IFRS (2006 -2007) during the adoption (2008-2009) and after the adoption (2010-2013). These evidences confirm the main hypothesis of the study, that institutional heritage of capture of publicly traded companies via credit market has greater influence in the conservative characteristic of accounting information than the impact of IFRS, indicating that institutional characteristics, in particular the form of financing, have a greater explanatory power of conservative accounting practices and their quality of accounting information than IFRS adopted.

2014
Dissertações
1
  • CÉLIO DA COSTA BARROS
  • O IMPACTO DA AUDITORIA DE GOVERNANÇA NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL BRASILEIRA: O CASO DO ACORDÃO/TCU 1.603/2008

  • Orientador : JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADILSON DE LIMA TAVARES
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • RODRIGO JOSÉ GUERRA LEONE
  • Data: 18/02/2014

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa tem como objetivo verificar o impacto da auditoria de governança realizada pelo Tribunal de Contas da União na gestão da Administração Pública Federal (APF). Foram utilizadas as pesquisas exploratória com abordagem qualitativa-quantitativa, bibliográfica, estudo de caso da auditoria de Governança de Tecnologia da Informação (GovTI) – Acórdão1.603/2008-Plenário e seus desdobramentos (Acórdãos 2.471/2008, 2.308/2010, 1.145/2011 e2.585/2012), além de uma consulta aos auditores do TCU do Rio Grande do Norte (TCU/RN).Os resultados revelaram que a auditoria de governança gerou 28 impactos na APF, o que contribui para elevar os padrões de excelência do setor público na área de Tecnologia da Informação, podendo ser considerada um agente transformador da cultura brasileira, ao apropria-se das dimensões utilizadas pelo Reino Unido, IFAC e GesPública, incluindo os princípios das auditorias de conformidade (legalidade) e da operacional - ANOp (economia, eficiência, eficácia e efetividade - 4 E’s), além de incorporar a essência do New PublicManagement, exigindo da Administração Pública a adaptação à governança corporativa, o que constitui freios e contrapesos que auxiliam na resolução dos conflitos de interesses entre gestores públicos e os direitos do cidadão, e o que favorece a busca pela excelência na qualidade dos serviços, ajuda na tomada de decisão, agrega valor aos recursos utilizados(humanos, financeiros etc.), reduz os riscos e promove o desenvolvimento nacional.

     


  • Mostrar Abstract
  • This research aims to determine the impact of governance audit conducted by the Court of Audit in the management of the Federal Public Administration (APF). The exploratory with qualitative-quantitative research was used, bibliographic, beyond the case study of the Audit Governance of Information Technology (GovTI) - Decision 1.603/2008-Plenário and its consequences (Decisions 2.471/2008, 2.308/2010, 1.145/2011 e 2.585/2012), plus a consultation with TCU auditors of Rio Grande do Norte (TCU/RN). The results revealed that the audit governance impacts generated 28 on APF, which contributes to raising the standards of excellence in the public sector in the field of Information Technology, may be regarded as a transforming agent of Brazilian culture, appropriates the dimensions used by the UK (United Kingdom), IFAC and GesPública, including the principles of compliance audits (legality) and operational - ANOP (economy, efficiency, efficacy and effectiveness - 4 E's), while incorporating the essence of New public Management, public Administration requiring adaptation to corporate governance, which is checks and balances that help in resolving conflicts of interest between public managers and citizens' rights, and that favors the pursuit of excellence in service quality, help in decision making, adds value to (human, financial etc.), resources used, reduces risk and promotes national development.

2
  • FABIA JAIANY VIANA DE SOUZA
  • PRÁTICAS DE GOVERNANÇA ELETRÔNICA: UM ESTUDO NOS PORTAIS DOS MUNICÍPIOS MAIS POPULOSOS DO BRASIL

  • Orientador : ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • MARIA ARLETE DUARTE DE ARAÚJO
  • Data: 26/02/2014

  • Mostrar Resumo
  • Nos últimos anos vêm se buscando da Administração Pública uma gestão mais eficaz e transparente, devendo os governantes apresentar ferramentas que permitam a interação entre serviços públicos e sociedade. As Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) transformaram-se em um dos elementos mais relevantes de articulação das atividades operacionais dos governos, aperfeiçoando a disponibilização de informações e a prestação de serviços à sociedade. É nesse contexto que surge a governança eletrônica, abrangendo a atuação dos cidadãos junto ao governo por meios eletrônicos, permitindo que a sociedade tenha liberdade de manifestação nas ações governamentais. Diante disso, este estudo tem como objetivo geral avaliar os índices de governança eletrônica e de divulgação de informação contábil pública dos municípios brasileiros. Para atingir esse objetivo, a metodologia adotada consistiu de pesquisas descritiva, documental e qualitativa. Os resultados revelaram que dentre os municípios pesquisados, Campo Grande foi aquele com maior pontuação para o IGMB (Índice de Governança Eletrônica dos Municípios Brasileiros), com 64,30% das práticas de governança eletrônica implantadas, seguido por Anápolis (62,83%), Vitória (62,47%), Betim (62,01|%) e São Paulo (61,02%). Por outro lado, Boa Vista foi aquele com a menor pontuação para o IGMB, com 18,76% das práticas de governança eletrônica implantadas, seguido por Jaboatão dos Guararapes (21,56%), Osasco (21,71%) e Belford Roxo (24,84%). Conclui-se que os portais dos municípios pesquisados apresentam mais características de governo eletrônico e, ainda, se encontram longe de uma governança eletrônica que seja capaz de reestruturar o Estado e permitir novas formas de interação entre governantes e cidadãos. Observou-se que falta o incentivo a participação popular nas decisões do governo, que corresponde à peça fundamental de uma boa governança eletrônica. Além disso, constatou-se que os municípios não estão evidenciando em seus portais eletrônicos informações que permitam aos cidadãos conhecer a gestão financeira de seus municípios, uma vez que foi observada a existência de entes municipais que não divulgam nenhum dos demonstrativos contábeis exigidos pela legislação vigente e que não foi possível perceber nos sítios um estímulo a participação da sociedade na gestão municipal.


  • Mostrar Abstract
  • In recent years there is a search in public administration for a more efficient and transparent management. For this, rulers must provide tools to enable the interaction between public services and society. The Information and Communication Technologies (ICTs) have become one of the most important elements to the coordination of operational activities of governments, enhancing the availability of information and the provision of services to society. It is in this context that e-governance – eletronic governance –, including the role and participation of citizens through electronical portals, shall allow society to have freedom of speech on government and take place in all its actions. Thus, this study has as its general objective to evaluate the index of e-governance and public disclosure of accounting information of municipalities. To achieve this goal, the methodology consisted of descriptive, qualitative and desk research. The results revealed that among the cities surveyed, Campo Grande was one with the highest score for IGMB Index (Electronic Governance of Brazilian Municipalities), with 64.30% of implanted electronic governance practices, followed by Annapolis (62.83%) , Victoria (62.47%), Betim (62.01 |%) and São Paulo (61.02%). Moreover, Boa Vista was the one with the lowest score for IGMB, with 18.76% of implanted electronic governance practices, followed by Jaboatão Guararapes (21.56%), Osasco (21.71%) and Belford Roxo (24.84%). We conclude that the portals of the municipalities surveyed have some characteristics of e-government yet they are far from an electronic governance, that is able to restructure the state and allow new forms of interaction between government and citizens. It was also observed that it is necessary to encourage people´s participation in special governmental decisions, which is the cornerstone of a good egovernance. Furthermore, we also found that municipalities are not showing in its electronic information portals to enable citizens to know the financial management of their cities. We also observed the existence of municipal entities that do not disclose any of the financial statements required by current legislation and we couldn´t find, either, stimlus to society's participation in the municipal management as a whole.

3
  • MARCOS ANDRÉ DA SILVA
  • CONTABILIDADE DE CUSTOS E RESULTADO ECONÔMICO: UMA ABORDAGEM DA GERAÇÃO DE VALOR PARA A SOCIEDADE À LUZ DOS INDICADORES DE GESTÃO DO IFRN


  • Orientador : ADILSON DE LIMA TAVARES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADILSON DE LIMA TAVARES
  • ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • JOSÉ RIBAMAR MARQUES DE CARVALHO
  • Data: 10/03/2014

  • Mostrar Resumo
  • A necessidade de uma administração pública de excelência, focada na geração de resultados positivos para a sociedade, faz com que os administradores utilizem informações, como os indicadores de gestão, com o objetivo de atingir esses resultados. Ao relacionar o resultado econômico e os indicadores de gestão do IFRN, esta pesquisa verificou quais indicadores de gestão têm influência significativa no resultado econômico dessa instituição. Para responder à questão de pesquisa, foram utilizados os indicadores de gestão e os resultados econômicos de 15 campi do IFRN referentes ao período de 2011 e 2012. Após a coleta dos dados, o passo seguinte foi submetê-los a tratamento estatístico, por meio da técnica de regressão múltipla com dados em painel, tratados por meio do método Mínimos Quadrados Ordinários. Baseado no procedimento estatístico, verificou-se que, dos 10 (dez) indicadores de gestão utilizados na pesquisa, 5 (cinco) deles demonstraram ser influentes no resultado econômico de forma significativa a 1% e 5%, quais sejam: Relação de Concluintes por Alunos Matriculados (RC/A), Relação Alunos por Docente em Tempo Integral (RA/DTI), Percentual de Gastos com Pessoal (PGP), Percentual de Gastos com Outros Custeios (PGOC) e Índice de Titulação do Corpo Docente (ITCD). Com exceção do RA/DTI, que demonstrou uma relação direta com o resultado econômico, todos os outros se relacionam de forma inversa com a variável dependente. Nesse caso, sempre que ocorre uma alteração para mais nesses indicadores, o resultado econômico diminui. A pesquisa também gerou informações sobre o resultado econômico dos campi, os quais, à exceção do campus Educação a Distância (EaD), tiveram resultado econômico negativo. Essa situação tem como causa provável o fato de o IFRN estar em processo de expansão e parte dos campi terem pouco tempo de atividade. A pesquisa procurou demonstrar a importância do tema estudado como apoio à gestão pública de excelência, sempre disponibilizando informações que, em muitos casos, já existem nas instituições e outras que precisam ser desenvolvidas, como é o caso do Sistema de Informação de Custos no Setor Público (SICSP).


  • Mostrar Abstract
  • The need for excellence in public management, focused on generating positive results for society, causes administrators to use information such as management indicators with the objective of attaining those results. This research relates economic results with management indicators of IFRN (Federal Institute of Education, Science, and Technology in Rio Grande do Norte) in order to verify which management indicators have significant influence on the economic result of the Institution. To answer the research question, both management indicators and economic results of 15 IFRN campuses during the period of 2011 to 2012 were used. After data collection, the next step was to submit them to statistical treatment through multiple regression analysis with panel data, and process them by using Ordinary Least Squares Method. Based on the statistical procedure, out of the 10 management indicators used in the research, 05 of them: Ratio of Graduates to Registered Students (RG/S), Ratio of Students to Full-time Lecturers (RS/FTL), Percentage of Personnel Expenses (PPE), Percentage of Expenses with Other Costs (PEOC), and Faculty Qualification Index (FQI) demonstrated significant influence over the economic result from 1% to 5%. Except for the RS/FTL indicator, which attested a direct relationship to the Economic Result, all the others are inversely correlated with the dependent variable. In this case, whenever there is an upward change in these indicators, the economic result decreases. The research has also shown that, except for the Distance Education campus, all the other campuses Economic Results were negative. The probable reason for this situation is the fact that IFRN is in the process of expansion, and part of the new campuses have started their activities recently. The investigation sought to demonstrate the importance of the topic studied as a support to public management excellence, providing information which, in many cases, already exists in institutions or need to be developed like the Costs Information System in the Public Sector (CISPS).

4
  • MARIANA MEDEIROS DANTAS DE MELO BRESSAN
  • DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES DA SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL E SUA RELAÇÃO COM OS INVESTIMENTOS SOCIOAMBIENTAIS E A GOVERNANÇA CORPORATIVA DAS EMPRESAS LISTADAS NO ÍNDICE DE SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL (ISE) DA BM&F BOVESPA

  • Orientador : ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADILSON DE LIMA TAVARES
  • AFRANIO GALDINO DE ARAUJO
  • ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • Data: 13/03/2014

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo deste estudo consiste em analisar a relação entre a divulgação sob a perspectiva da sustentabilidade empresarial com investimentos socioambientais e governança corporativa das empresas listadas no Índice de Sustentabilidade Empresarial da BM&FBOVESPA. Para isso, foi utilizada a análise de conteúdo dos relatórios anuais e de sustentabilidade com o intuito de mensurar o disclosure a partir da métrica desenvolvida por Murcia (2009). Essa métrica trata de informações voluntárias, mas pode-se aplicar nesse estudo considerando que as informações relativas à sustentabilidade também são voluntárias. As características da governança corporativa estudadas são a presença do comitê de sustentabilidade e o nível de governança em que as companhias estão incluídas. Os investimentos socioambientais foram extraídos do balanço social modelo Ibase, focando-se os investimentos sociais externos, e os investimentos ambientais foram identificados através do balanço social e também através do indicador EN30 do modelo GRI. A amostra é composta por vinte e cinco empresas que compõem a carteira do ISE, analisadas no período de 2010 a 2012. Após a análise descritiva do disclosure, dos investimentos socioambientais e das características da governança corporativa, foi utilizada a regressão com dados em painel para verificar a relação entre essas variáveis. Os resultados mostram que os investimentos socioambientais foram estatisticamente significantes, influenciando a divulgação das informações relativas à sustentabilidade empresarial. Isso reforça a associação entre a teoria da divulgação e a teoria da legitimidade, uma vez que as organizações necessitam legitimar suas atividades no ambiente em que atuam, utilizando a divulgação de informações relativas à sustentabilidade empresarial para legitimar esse processo. As características da governança corporativa analisadas não apresentaram significância estatística, ou seja, neste estudo elas não explicam a variação no disclosure das companhias analisadas. Esse assunto não foi esgotado com este estudo, apresentando como sugestões para trabalhos futuros a inclusão de outras características da governança corporativa com a finalidade de constatar sua influência no disclosure das companhias, bem como analisar o impacto dos investimentos socioambientais na divulgação considerando a sua destinação.

     

     


  • Mostrar Abstract
  • O objetivo deste estudo consiste em analisar a relação entre a divulgação sob a perspectiva da sustentabilidade empresarial com investimentos socioambientais e governança corporativa das empresas listadas no Índice de Sustentabilidade Empresarial da BM&FBOVESPA. Para isso, foi utilizada a análise de conteúdo dos relatórios anuais e de sustentabilidade com o intuito de mensurar o disclosure a partir da métrica desenvolvida por Murcia (2009). Essa métrica trata de informações voluntárias, mas pode-se aplicar nesse estudo considerando que as informações relativas à sustentabilidade também são voluntárias. As características da governança corporativa estudadas são a presença do comitê de sustentabilidade e o nível de governança em que as companhias estão incluídas. Os investimentos socioambientais foram extraídos do balanço social modelo Ibase, focando-se os investimentos sociais externos, e os investimentos ambientais foram identificados através do balanço social e também através do indicador EN30 do modelo GRI. A amostra é composta por vinte e cinco empresas que compõem a carteira do ISE, analisadas no período de 2010 a 2012. Após a análise descritiva do disclosure, dos investimentos socioambientais e das características da governança corporativa, foi utilizada a regressão com dados em painel para verificar a relação entre essas variáveis. Os resultados mostram que os investimentos socioambientais foram estatisticamente significantes, influenciando a divulgação das informações relativas à sustentabilidade empresarial. Isso reforça a associação entre a teoria da divulgação e a teoria da legitimidade, uma vez que as organizações necessitam legitimar suas atividades no ambiente em que atuam, utilizando a divulgação de informações relativas à sustentabilidade empresarial para legitimar esse processo. As características da governança corporativa analisadas não apresentaram significância estatística, ou seja, neste estudo elas não explicam a variação no disclosure das companhias analisadas. Esse assunto não foi esgotado com este estudo, apresentando como sugestões para trabalhos futuros a inclusão de outras características da governança corporativa com a finalidade de constatar sua influência no disclosure das companhias, bem como analisar o impacto dos investimentos socioambientais na divulgação considerando a sua destinação.

     

     

5
  • RODRIGO FONSECA DE ARAUJO
  • A PERCEPÇÃO DE DIFERENTES TIPOS DE CORRUPÇÃO NA ÓTICA DOS PROFISSIONAIS DA CONTABILIDADE

  • Orientador : JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ERIVAN FERREIRA BORGES
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • LUCIANO MENEZES BEZERRA SAMPAIO
  • Data: 21/03/2014

  • Mostrar Resumo
  •  A corrupção é tida como um dos fatores nocivos que permeia a sociedade causando danos ao erário público e consequentemente ao atendimento das necessidades de uma população. Está pesquisa busca avançar os estudos a partir do levantamento teórico das discussões sobre corrupção. Dessa forma, o objetivo deste trabalho consiste em verificar através de um questionário se os profissionais da Contabilidade percebem em diferentes níveis a distinção entre os diversos tipos de corrupção que possam a vir ocorrer nas instituições em que mantém algum relacionamento profissional, a partir de um referencial teórico e com o auxílio das ferramentas estatísticas consideradas na análise. Utilizou-se dos modelos estatísticos da análise fatorial e análise de clusters no tratamento dos dados. Além disso, também se utilizou a correlação de Pearson para verificar a existência ou não de influência do perfil do respondente como a idade, gênero, tempo de experiência profissional e grau de escolaridade em relação à percepção dos tipos de corrupção. Desse modo, o principal resultado evidenciou que os profissionais da Contabilidade percebem os diferentes tipos de corrupção, uma vez que a formação dos clusters se deu como segue: 22% percebem a corrupção do tipo preta, 39% percebem a corrupção do tipo cinza e os outros 39% percebem a corrupção do tipo branca. Esse resultado sinaliza uma percepção mais acentuada dos comportamentos inadequados que, por vezes, são tolerados pela sociedade, tendo em vista os agrupamentos terem tido uma maior representatividade dos tipos de corrupção branca e cinza.



  • Mostrar Abstract
  • Corruption is seen as a major harmful factors that permeates society causing damage to the treasury and thus to meet the needs of a population. Is sought to advance research studies from the theoretical survey of discussions of corruption. Thus, the aim of this work was to verify through a questionnaire if professionals at different levels Accounting realize the distinction between the various practices of corruption that may occur to come in institutions maintaining a professional relationship, from a referential theoretical and with the aid of statistical tools considered in the analysis. We used statistical models of factor analysis and cluster analysis in data processing. In addition, we also used the Pearson correlation to verify whether or not the influence of the respondent such as age, gender, length of professional experience and educational level in relation to the perception of corrupt practices profile. Thus, the main result showed that accounting professionals realize the different types of corruption, since the formation of clusters is given as follows: 22 % perceived corruption of the black type, 39 % perceived corruption of the gray type and another 39 % perceived corruption of the white type. This result indicates a greater perception of inappropriate behaviors that are sometimes tolerated by society in order groups have had a greater representation of the types of white and gray corruption.

6
  • LIS DAIANA BESSA TAVEIRA
  • CONTROLE PERCEBIDO, DESEMPENHO ACADÊMICO E RACIONALIDADE: UM ESTUDO À LUZ DA TEORIA DA PERSPECTIVA COM ESTUDANTES DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS NA UFRN.

  • Orientador : ANDERSON LUIZ REZENDE MOL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADILSON DE LIMA TAVARES
  • ANTONIO ALVES FILHO
  • ERIVAN FERREIRA BORGES
  • Data: 04/04/2014

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho teve o objetivo de identificar quais influências o desempenho acadêmico, o controle percebido e as decisões racionais, sob a ótica da teoria da perspectiva, guardam entre si em amostra de alunos de graduação de Ciências Contábeis no município de Natal – RN. A pesquisa contribui no sentido de investigar a relação do trinômio “controle, racionalidade e desempenho acadêmico”, averiguando se a amostra que apresenta maior desempenho acadêmico tende a ser mais racional, e se o controle percebido está presente nesse processo. Tal relação envolve as escolhas oriundas de aspectos financeiros, pautados pela teoria da perspectiva (KAHNEMAN; TVERSKY, 1979). A pesquisa é caracterizada como descritiva e exploratória, e utilizou a técnica de Stuctural Equation Modelling (SEM) para relacionar causa e efeito das variáveis investigadas (controle percebido, racionalidade e desempenho acadêmico). Os achados apontaram que o desempenho acadêmico foi identificado como um axioma no sentido de formar profissionais mais racionais no mercado, visto que a racionalidade apresentou um ponto de partida de grande significância para explicar essa relação. Nesse sentido, os resultados apontam a proxy racionalidade e controle como uma competência presente na formação profissional. No ambiente acadêmico, essa relação promove a geração de desvios cognitivos na percepção estudantil, bem como na tomada de decisão do aluno já no mercado de trabalho.


  • Mostrar Abstract
  • This study has as objective to identify what influences academic performance, perceived control and rational decisions, from the perspective of the theory of perspective, keep each other in a sample of undergraduate students in Accounting in Natal – RN. The research contributes to investigate the relationship of the triad “control, rationality and academic performance”, examining whether the sample has higher academic performance tends to be more rational, and if perceived control is present in the process. Such relationship involves choices arising from financial aspects, guided by the theory of perspective (KAHNEMAN; TVERSKY, 1979). The research is characterized as descriptive and exploratory, as procedure a survey was used. A theoretical model from which it is formed, in order to compare with the empirical model, the technique Stuctural Equation Modelling (SEM) to relate cause and effect of the investigated variables (perceived control, rationality and academic performance) was used. Findings indicated that academic performance was identified as an axiom in order to train more professionals in the rational market, since rational presented a starting point of great significance to explain this relationship. In this sense, the results point to the proxy rationality and control as a present competences in vocational training. In the academic environment, this relationship promote the generation of cognitive shifts in student perception and decision making student already in the labor market.

7
  • AYRON WANDERLEY MEDEIROS
  • TANGIBILIDADE E INTANGIBILIDADE NA DETERMINAÇÃO DO DESEMPENHO SUPERIOR DE COMPANHIAS ABERTAS: EVIDÊNCIAS PARA O MERCADO BRASILEIRO

  • Orientador : ANDERSON LUIZ REZENDE MOL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANDERSON LUIZ REZENDE MOL
  • DIOGO HENRIQUE SILVA DE LIMA
  • CHARLES ULISES DE MONTREUIL CARMONA
  • Data: 25/04/2014

  • Mostrar Resumo
  • Os ativos das empresas são distribuídos de forma heterogênea por setor de atuação, pois cada um apresenta suas particularidades nas atividades. Esta pesquisa investigou a estrutura de ativos, tangíveis e intangíveis, no desempenho superior e persistente em companhias abertas brasileiras associadas ao nível de governança corporativa e ao grau de responsabilidade social. Foram utilizadas variáveis propostas e adaptadas por Villalonga (2004), Daniel e Titman (2006) e Carvalho, Kayo e Martin (2010), como: tangibilidade, VarBook, intangibilidade, Q de Tobin, desempenho e lucro específico da firma (LEF), para serem inseridas nos modelos econométricos. A amostra foi constituída por empresas brasileiras de capital aberto listadas na BM&FBovespa e com informações completadas disponíveis na base de dados da consultoria Bloomberg. As ferramentas estatísticas utilizadas foram: regressões multivariadas, como método de Mínimos Quadrados Ordinários (MQO); técnicas de dados em painel por efeitos fixos (EF) e efeitos aleatórios (EA); e painel dinâmico por estimação pelo Método dos Momentos Generalizados (GMM). Os resultados corroboraram com o estudo de Carvalho, Kayo e Martin (2010), pois em vários setores da economia predominaram os recursos tangíveis como fonte de desempenho persistente, todavia, contrariamente ao referido estudo, foram encontradas evidências importantes da intangibilidade como influência no desempenho persistente. Além disso, variáveis de nível de governança corporativa e de grau de responsabilidade social auferiram relevantes coeficientes na influência da persistência dos resultados das firmas.


  • Mostrar Abstract
  • The assets of companies are distributed like heterogeneous per sector of industry, because each presents your specifications in activities. This research examined the structure of assets, tangibles and intangibles, in superior performance and persistence to open capital Brazilian enterprises with association level Corporate Governance and social responsibility. Used variables proposals and adapted by Villalonga (2004), Daniel and Titman (2006) and Carvalho, Kayo and Martin (2010), as tangibility, VarBook, intangibility, Q of Tobin, and performance, LEF, to inside in econometric models. The sample was compose of open capital Brazilian companies, whose stocks were listed in the BM&FBovespa and complete information accessed through Bloomberg. The statistic tools used were multivariate regressions through method Minimal Ordinary Squares (MQO), statistic panels with estimates non variable effects (EF), random effects (EA) and dynamic panel with estimates by the Generalizated Moments Method (GMM). The results contributed with study Carvalho, Kayo and Martin (2010), because sectors of economy predominate the resource tangibles as importance to persistence performance, but, contrary that study, were find important evidences to intangibility like influence in persistence performance. Including, variables of level Corporate Governance and social responsibility get coefficients in influence of persistence results.

8
  • ROBERTO SILVA DA PENHA
  • NÍVEL DE DISCLOSURE DAS EMPRESAS COM PERDA DE RECUPERABILIDADE DE ATIVOS À LUZ DO CPC 01 E O IMPACTO DA PERDA NOS INDICADORES ECONÔMICO-FINANCEIROS NO PERÍODO DE 2009 A 2012

  • Orientador : ADILSON DE LIMA TAVARES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADILSON DE LIMA TAVARES
  • HELIO ROBERTO HEKIS
  • MÁRCIA REIS MACHADO
  • Data: 15/07/2014

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo deste trabalho foi verificar o nível de disclosure das empresas com perda de recuperabilidade de ativos à luz do CPC 01 e o impacto da perda nos indicadores econômico financeiros no período de 2009 a 2012. A fim de atingir esse objetivo, foi elaborada uma listade quesitos que as empresas devem divulgar nas notas explicativas a partir do CPC 01 (R1).Após analisadas as notas explicativas, foi atribuído um índice de disclosure para cada uma das empresas de 2009 a 2012. Para verificar o impacto da perda nos indicadores econômico financeiros,foram utilizados os seguintes indicadores: participação de capitais de terceiros(PCT); imobilização do patrimônio líquido (IPL); imobilização dos recursos não correntes(IRNC); giro do ativo (GA); margem líquida (ML); retorno sobre o ativo (RSA); retorno sobre o patrimônio líquido (RSPL) e lucro por ação (L/A). A partir desses indicadores, os cálculos levaram em consideração os valores com impacto da perda (CIP) e sem impacto da perda (SIP). Com esses indicadores levantados, aplicou-se o teste não paramétrico deWilcoxon, a fim de verificar diferenças estatisticamente significativas de um indicador CIP em relação ao SIP. Este teste leva em consideração a magnitude das diferenças dos dois grupos e os resultados do teste têm um nível de 95% de confiabilidade. Os resultados do nível dedisclosure apontaram para um baixo índice de conformidade, salvo exceções, visto, no ano de 2010, das 9 empresas analisadas, apenas 2 tiveram atendimento integral aos quesitos, em 2011 repetiu-se tal situação e, em 2012, das 12 empresas analisadas, apenas 2 atenderam plenamente ao proposto pelo CPC 01 (R1). Apesar desse baixo nível de disclosure, foi constatada uma melhora do nível de 2009 até 2012. Quanto ao impacto nos indicadores econômico-financeiros, houve diferenças estatisticamente significantes ao nível de 5% no indicador ML em 2009 e nos indicadores PCT, GA, ML, RSA, RSPL e L/A em 2012.Levando-se em consideração que foram executados 32 testes, pois foram 8 indicadores analisados durante 4 anos, dos quais apenas 7 tiveram diferenças estatísticas significativas ao nível de 5%, representando apenas 21,88% do total dos testes, esses resultados sugerem, que para as empresas analisadas no período, o reconhecimento dos valores recuperáveis dos ativos nas demonstrações financeiras não trouxe impactos relevantes na análise, a partir dos indicadores econômico-financeiros.


  • Mostrar Abstract
  • This study aimed to verify the disclosure level of companies with impairment of assets loss in the light of CPC 01 and the impact of loss on economic and financial indicators in the period 2009-2012. To achieve this goal, a list of questions that companies should disclose in the explanatory notes from the CPC 01 (R1) was created. After analyzed the explanatory notes, an index of disclosure was assigned for each one of the companies from 2009 to 2012. To verify the impact of the loss on economic and financial indicators, the following indicators were used: participation of third party capital; immobilization in equity; immobilization of non-current resources; asset turnover; net margin; return on assets; return on equity and earnings per share. From these indicators, the calculations took into account the values with loss impact (CIP) and without loss impact (SIP). With these raised indicators, the Wilcoxon test was applied in order to verify statistically significant differences in a CIP indicator in relation to the SIP. This test takes into account the magnitude of the differences of the two groups and the test results have a 95% level of confidence. The results of the disclosure level indicated a low level of compliance, with some exceptions, as in the year 2010, from the 9 companies analyzed, only 2 had full compliance to the questions, in 2011 this situation was repeated and, in 2012, from the 12 companies analyzed, only 2 fully met the proposed by CPC 01 (R1). Despite this low disclosure level, an improvement in the level of 2009 until 2012 was found. Regarding the impact on economic and financial indicators, there were statistically significant differences at the 5% level in the indicator ML in 2009 and in the indicators PCT, GA, ML, RSA, RSPL and L/A in 2012. Taking into account that 32 tests were performed, as were 8 indicators analyzed over 4 years, of which only 7 were statistically significant differences at 5%, representing only 21.88% of total tests, these results suggest that for the companies analyzed in the period, the recognition of the recoverable amounts of the assets in the financial statements did not bring significant impacts in the analysis, from the economic and financial indicators.

Teses
1
  • CLAYTON LEVY LIMA DE MELO
  • DETERMINANTES DA AVERSÃO À PERDA EM DECISÕES FINANCEIRAS: uma investigação por meio de modelos de equações estruturais

  • Orientador : ANDERSON LUIZ REZENDE MOL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANDERSON LUIZ REZENDE MOL
  • ADILSON DE LIMA TAVARES
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • CLAUDIA EMIKO YOSHINAGA
  • WILSON TOSHIRO NAKAMURA
  • Data: 30/05/2014

  • Mostrar Resumo
  • Este estudo tem por objetivo principal propor um modelo estrutural por meio da modelagem de equações estruturais que represente os determinantes da aversão à perda em decisões financeiras. Os objetivos específicos são investigar se o modelo estrutural se mantém invariante na comparação entre grupos separados por clusters de área de formação acadêmica, ocupação, gênero, idade e região de origem. A revisão bibliográfica conduziu ao desenvolvimento de um modelo estrutural de aversão à perda com treze variáveis latentes e sessenta e cinco variáveis manifestas. A amostra deste estudo é não probabilística, formada por estudantes de graduação e profissionais de todo o Brasil. O questionário desenvolvido foi abrigado em um site e enviado para os estudantes de graduação e profissionais por intermédio das pró-reitorias de graduação e associações profissionais que se dispuseram a contribuir com a pesquisa. Foram coletadas 9.612 respostas que, após o tratamento dos dados, resultaram em 9.308 dados válidos para a análise. Optou-se por utilizar a técnica estatística de validação cruzada e a amostra foi dividida em duas subamostras com 4.654 observações cada, denominadas amostra de treinamento e amostra de teste. O modelo teórico proposto foi aplicado junto à amostra 1 e testado frente à amostra 2, o que resultou na exclusão de três variáveis latentes. Com as alterações realizadas, o modelo empírico de aversão à perda mostrou-se estável e adequado, quando testado frente às amostras 1 e 2. Além disso, a análise dos objetivos específicos mostrou que o gênero, a região de origem (proxy para cultura) e a ocupação foram características que causaram divergência na percepção dos construtos que compõem a aversão à perda. Já a análise por área de conhecimento evidenciou que os participantes da área de Ciências Humanas, Ciências Sociais Aplicadas e Linguística, Letras e Artes percebem os construtos que formam a aversão à perda de forma divergente que os da área de Ciências Exatas e da Terra, Engenharias e Ciências Agrárias.

     


  • Mostrar Abstract
  • Este estudo tem por objetivo principal propor um modelo estrutural por meio da modelagem de equações estruturais que represente os determinantes da aversão à perda em decisões financeiras. Os objetivos específicos são investigar se o modelo estrutural se mantém invariante na comparação entre grupos separados por clusters de área de formação acadêmica, ocupação, gênero, idade e região de origem. A revisão bibliográfica conduziu ao desenvolvimento de um modelo estrutural de aversão à perda com treze variáveis latentes e sessenta e cinco variáveis manifestas. A amostra deste estudo é não probabilística, formada por estudantes de graduação e profissionais de todo o Brasil. O questionário desenvolvido foi abrigado em um site e enviado para os estudantes de graduação e profissionais por intermédio das pró-reitorias de graduação e associações profissionais que se dispuseram a contribuir com a pesquisa. Foram coletadas 9.612 respostas que, após o tratamento dos dados, resultaram em 9.308 dados válidos para a análise. Optou-se por utilizar a técnica estatística de validação cruzada e a amostra foi dividida em duas subamostras com 4.654 observações cada, denominadas amostra de treinamento e amostra de teste. O modelo teórico proposto foi aplicado junto à amostra 1 e testado frente à amostra 2, o que resultou na exclusão de três variáveis latentes. Com as alterações realizadas, o modelo empírico de aversão à perda mostrou-se estável e adequado, quando testado frente às amostras 1 e 2. Além disso, a análise dos objetivos específicos mostrou que o gênero, a região de origem (proxy para cultura) e a ocupação foram características que causaram divergência na percepção dos construtos que compõem a aversão à perda. Já a análise por área de conhecimento evidenciou que os participantes da área de Ciências Humanas, Ciências Sociais Aplicadas e Linguística, Letras e Artes percebem os construtos que formam a aversão à perda de forma divergente que os da área de Ciências Exatas e da Terra, Engenharias e Ciências Agrárias.

     

2013
Dissertações
1
  • SAULO JOSÉ DE BARROS CAMPOS
  • CONHECIMENTOS NECESSÁRIOS À IMPLEMENTAÇÃO EFICAZ DO SPED: Percepção dos operadores da Contabilidade no RN

  • Orientador : JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • ADILSON DE LIMA TAVARES
  • DJALMA FREIRE BORGES
  • Data: 19/02/2013

  • Mostrar Resumo
  • CONHECIMENTOS NECESSÁRIOS À IMPLEMENTAÇÃO EFICAZ DO SPED: Percepção dos operadores da Contabilidade no RN


  • Mostrar Abstract
  • CONHECIMENTOS NECESSÁRIOS À IMPLEMENTAÇÃO EFICAZ DO SPED: Percepção dos operadores da Contabilidade no RN

2
  • RENATO HENRIQUE GURGEL MOTA
  • CAPACIDADE PREDITIVA DAS INFORMAÇÕES CONTÁBEIS COM A ADOÇÃO DAS IFRS: um estudo em empresas não financeiras do setor regulado brasileiro com ações listadas na BM&Fbovespa

  • Orientador : ADILSON DE LIMA TAVARES
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADILSON DE LIMA TAVARES
  • ANDERSON LUIZ REZENDE MOL
  • MARIANA RODRIGUES DE ALMEIDA
  • Data: 25/02/2013

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa tem o objetivo de analisar se a adoção das Normas Internacionais de Contabilidade (IFRS) pelas empresas não financeiras do setor regulado brasileiro com ações listadas na BM&FBOVESPA proporcionou variação significativa na capacidade de segregação entre alternativas de investimento a partir da análise de Índices Econômico-Financeiros (IEF). Para alcançar o objetivo proposto, foram utilizados 31 IEF referentes aos períodos pré e pós-adoção das IFRS, representados por dados de dezembro de 2006 e dezembro de 2010, respectivamente, para segregar alternativas de investimento nos anos imediatamente posteriores. A amostra da presente pesquisa é composta por 64 casos no exercício de 2007 e 66 em 2011. Inicialmente, a amostra de empresas de cada ano foi segregada em duas partes iguais quanto a real variação de valor de mercado: aquelas que apresentaram maior crescimento de valor de mercado foram classificadas como empresas “vencedoras” e aquelas com menor crescimento e maiores reduções no valor de mercado foram classificadas como empresas “perdedoras”. A fim de testar a capacidade preditiva da informação contábil, foram utilizados 31 IEF em uma regressão logística para estimar a classificação de cada caso a compor o grupo das empresas “vencedoras” ou das “perdedoras”, formando assim, alternativas de investimento. Para tanto, a amostra da pesquisa foi segregada em duas subamostras, uma amostra com aproximadamente 60% dos casos foi utilizada para estimar os parâmetros da equação logística e outra com 40% para testar a equação em casos não utilizados no processo de estimação. Cada subamostra manteve a proporção inicial de 50% de empresas “vencedoras” e 50% de empresas “perdedoras”. A classificação prevista foi, então, comparada com a classificação real, gerando, assim, o percentual de acerto em cada período. Os resultados da pesquisa apontam que é possível fazer previsões de alternativas de investimento entre empresas do setor regulado brasileiro. Os índices considerados significativos em cada ano foram: Alavancagem Financeira e Índice Preço/Patrimônio Líquido em 2007, e Retorno sobre o Patrimônio Líquido em 2011. Para validar os resultados da presente pesquisa, utilizou-se do teste de igualdade de proporções populacionais, o qual indicou que não houve alteração significativa na capacidade preditiva das informações contábeis das empresas não financeiras do setor regulado brasileiro.

     


  • Mostrar Abstract
  • A presente pesquisa tem o objetivo de analisar se a adoção das Normas Internacionais de Contabilidade (IFRS) pelas empresas não financeiras do setor regulado brasileiro com ações listadas na BM&FBOVESPA proporcionou variação significativa na capacidade de segregação entre alternativas de investimento a partir da análise de Índices Econômico-Financeiros (IEF). Para alcançar o objetivo proposto, foram utilizados 31 IEF referentes aos períodos pré e pós-adoção das IFRS, representados por dados de dezembro de 2006 e dezembro de 2010, respectivamente, para segregar alternativas de investimento nos anos imediatamente posteriores. A amostra da presente pesquisa é composta por 64 casos no exercício de 2007 e 66 em 2011. Inicialmente, a amostra de empresas de cada ano foi segregada em duas partes iguais quanto a real variação de valor de mercado: aquelas que apresentaram maior crescimento de valor de mercado foram classificadas como empresas “vencedoras” e aquelas com menor crescimento e maiores reduções no valor de mercado foram classificadas como empresas “perdedoras”. A fim de testar a capacidade preditiva da informação contábil, foram utilizados 31 IEF em uma regressão logística para estimar a classificação de cada caso a compor o grupo das empresas “vencedoras” ou das “perdedoras”, formando assim, alternativas de investimento. Para tanto, a amostra da pesquisa foi segregada em duas subamostras, uma amostra com aproximadamente 60% dos casos foi utilizada para estimar os parâmetros da equação logística e outra com 40% para testar a equação em casos não utilizados no processo de estimação. Cada subamostra manteve a proporção inicial de 50% de empresas “vencedoras” e 50% de empresas “perdedoras”. A classificação prevista foi, então, comparada com a classificação real, gerando, assim, o percentual de acerto em cada período. Os resultados da pesquisa apontam que é possível fazer previsões de alternativas de investimento entre empresas do setor regulado brasileiro. Os índices considerados significativos em cada ano foram: Alavancagem Financeira e Índice Preço/Patrimônio Líquido em 2007, e Retorno sobre o Patrimônio Líquido em 2011. Para validar os resultados da presente pesquisa, utilizou-se do teste de igualdade de proporções populacionais, o qual indicou que não houve alteração significativa na capacidade preditiva das informações contábeis das empresas não financeiras do setor regulado brasileiro.

     

3
  • MARIA APARECIDA DO NASCIMENTO CAVALCANTI
  • Análise da similaridade entre distribuidoras do setor elétrico brasileiro: um estudo dos indicadores econômico-financeiros e sua relação com as ganhadoras do Prêmio ABRADEE no período de 2008 a 2011

  • Orientador : ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • KLEBER CAVALCANTI NÓBREGA
  • Data: 12/05/2013

  • Mostrar Resumo
  • Análise da similaridade entre distribuidoras do setor elétrico brasileiro: um estudo dos indicadores econômico-financeiros e sua relação com as ganhadoras do Prêmio ABRADEE no período de 2008 a 2011


  • Mostrar Abstract
  • Análise da similaridade entre distribuidoras do setor elétrico brasileiro: um estudo dos indicadores econômico-financeiros e sua relação com as ganhadoras do Prêmio ABRADEE no período de 2008 a 2011

4
  • MARKE GEISY DA SILVA DANTAS
  • FATORES DETERMINANTES DA EFICIÊNCIA FINANCEIRA E ESPORTIVA DE CLUBES DE FUTEBOL DO BRASIL

  • Orientador : MARCIO ANDRÉ VERAS MACHADO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALDO LEONARDO CUNHA CALLADO
  • ERIVAN FERREIRA BORGES
  • MARCIO ANDRÉ VERAS MACHADO
  • Data: 12/12/2013

  • Mostrar Resumo
  • Existe hoje uma preocupação dos clubes de futebol em aliar gastos com o desempenho da organização, tanto na questão econômico-financeira, quanto na maximização das conquistas esportivas. Portanto, conhecer a eficiência dos investimentos tornou-se um dos objetivos dos estudiosos do futebol. A literatura atual já reconheceu a importância de combinar esportes e resultados financeiros como parte dos objetivos da gestão esportiva, concentrando-se na eficiência. O objetivo desta pesquisa é avaliar quais os fatores determinantes das eficiências financeira e esportiva dos clubes de futebol no Brasil, já que algumas pesquisas já trazem em seu escopo o uso de variáveis além dos indicadores de eficiência, como Barros, Assaf e Sá- Earp (2010) e Halkos e Tzeremes (2013). A Revisão da literatura trata das questões econômicas do esporte e os estudos anteriores que subsidiam esta pesquisa. A pesquisa em questão se utiliza das demonstrações contábeis de 28 clubes de futebol brasileiros no período de 2010 a 2012. No caso deste estudo, o modelo escolhido será Super-efficency DEA. A eficiência será dividida em três: financeira (output-receita), esportiva (output-pontuação da CBF) e a combinação das duas, sendo os Inputs a despesa operacional e o custo dos jogadores. Os Retornos Variáveis de Escala (BCC) foram escolhidos, com orientação ao output. Com o cálculo dos indicadores de eficiência, os mesmos serão considerados como variável dependente de um modelo de regressão truncada. As variáveis escolhidas são tamanho do clube, representado pelo Ativo Total, Composição do Endividamento, Grau de Endividamento e o ROA. Duas variáveis dummy serão adicionadas aos modelos: divisão, para evidenciar quais clubes estão na primeira divisão (valor 1) e aqueles que estão em divisões inferiores do campeonato brasileiro (valor 0); e título, para os clubes que conquistaram algum (valor 1) em determinado ano. Em relação aos resultados, o Fluminense é o clube com mais citações de referências para outros clubes no aspecto financeiro, com 16 citações, e no aspecto esportivo, com 35. Pode-se considerar então, dentre os clubes, nos anos analisados, é o mais eficiente da amostra. Já as regressões mostram que apenas o ROA influencia os indicadores de eficiência financeira de forma positiva. Para o modelo DEA esportivo, a variável Ativo Total se mostrou significante. De acordo com o sinal do coeficiente, que se mostrou negativo, quanto maior o tamanho do clube, menos eficiente ele é. A variável dummy “título” também se mostrou significante, com o coeficiente de sinal positivo. Entende-se então, quando o título é conquistado, a eficiência aumenta. Para a terceira regressão realizada, nenhuma das variáveis se mostrou significante, ao nível de 10%. Os resultados desta pesquisa podem ser um “pontapé” inicial para o desenvolvimento de novos estudos que tenham como objetivo a análise financeira dos clubes de futebol do Brasil, que é ainda escassa ao nível nacional. Além disso, resultados de trabalhos de eficiência podem auxiliar os clubes no controle de gastos, como também indicar o aumento de receitas para atingir a eficiência.


  • Mostrar Abstract
  • Today, there is a concern for professional football clubs in combining spending with organization performance, as in economic and financial issue, as the maximization of sporting achievements. Therefore, researchers has studied the efficiency of football investment. Current literature has recognized the importance of combining sports and financial results as part of the objectives of sports management, focusing on efficiency. The objective of this research is to evaluate the factors determining financial and sporting efficiency of Brazilian football clubs, because some investigations bring within its scope the use of variables in addition to efficiency indicators, as Barros, Assaf and Sá-Earp (2010) and Halkos and Tzeremes (2013). The Theoretical Framework addresses the economic issues of the sport and previous studies that support this research. We uses the financial statements of 28 Brazilian football clubs in the period from 2010 to 2012. The chosen model was DEA Super-efficiency. The Efficiency was divided into three models: financial (revenue - output), sporting (output - CBF score) and the combined, and the inputs are operating expense and cost of players. The Variable Returns to Scale (BCC) was chosen, with output orientation. With the calculation of efficiency indicators, the same will be considered as a dependent variable of a truncated regression model. The variables chosen was size of the club, represented by Total Assets, current liabilities/total liabilities, liabilities/total assets and ROA (Return on Assets). In addition, two dummy variables are added to the models: division, it show what are clubs in the first division (value 1) and those in the lower divisions of the Brazilian championship (value 0); and championships, for clubs that have won (value 1) in a specific year. Regarding the results, the Fluminense is the club with the most benchmarkings citations to other clubs in the financial aspect, with 16 citations, and the sporting aspect, with 35. We may consider the club, in the years analyzed, is more efficient of the sample. The regressions show that only ROA influences financial efficiency indicators. DEA model for sports, the variable Total Assets prove significant. According to the sign of the coefficient that was negative, the larger the club size, the less efficient it is. The dummy variable "championship" was also significant, with the positive coefficient sign. We understood the efficiency increases when the club wins the championship. The third truncated regression model shows none of these variables was significant at the 10% level. The results of this research can be a first "kick" to development of new studies that aim financial analysis of Brazilian football clubs, which is still scarce nationally. In addition, results of efficiency researches can help clubs to spending control, but indicate the increase revenue achieve efficiency.

     

Teses
1
  • ANAILSON MARCIO GOMES
  • Fatores determinantes do custo do tratamento ambulatorial de pessoas vivendo com HIV/AIDS na cidade de Natal

  • Orientador : CÉSAR AUGUSTO TIBÚRCIO SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANDERSON LUIZ REZENDE MOL
  • CÉSAR AUGUSTO TIBÚRCIO SILVA
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • KENIO COSTA DE LIMA
  • Data: 28/02/2013

  • Mostrar Resumo
  • Um dos maiores desafios em saúde pública é o financiamento das atividades de combate e controle de doenças graves, especialmente a AIDS pelas notificações de novos casos e do elevado valor de tratamento. No Brasil, o Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais do Ministério da Saúde concentra ações de combate dessa doença, de registro de novos casos, bem como garantir a todas as pessoas infectadas com HIV/AIDS o acesso universal e gratuito ao tratamento. Os cuidados ambulatoriais consistem praticamente de consultas médicas para aconselhamento e acompanhamento do estado clínico do paciente, exames laboratoriais e dispensação de medicamentos antirretrovirais (ARVs) prestados pelos Serviços de Atendimento Especializado (SAE) espalhados por todo o país. Todas essas atividades consomem recursos, todavia os ARVs apresentam custos mais elevados. O tratamento segue um protocolo que prescreve o esquema de medicamentos para cada paciente. Quando não houver resposta para esse tratamento, novo esquema é formulado. A mudança de conduta com admissão de novos ARVs para pacientes pode elevar os custos do tratamento. O presente trabalho teve como objetivo discorrer sobre os fatores determinantes do custo do tratamento ambulatorial anual de pessoas vivendo com HIV/AIDS na cidade do Natal para o ano de 2009. As principais variáveis incorporadas no estudo foram: variáveis sócio-demográficas, estado clínico do paciente, se o paciente iniciou o tratamento com ARVs e o tempo em que é cadastrado no SAE. As informações relacionadas a cada variável foram extraídas dos prontuários médicos dos pacientes, dos relatórios do sistema de laboratório e dos sistemas de registro da dispensação de medicamentos da farmácia. Inicialmente, foi programado coletar dados de 250 pessoas, contudo a amostra foi reduzida para 219 observações, pois alguns prontuários apresentaram ausência de dados. Para analisar os dados, o estudo utilizou o modelo econométrico de regressão robusta por Mínimos Quadrados Ordinários (MQO). Como o resíduo da regressão não mostrou normalidade, todos os dados foram transformados em raiz cúbica. Assim, com a normalidade dos residuais da regressão, os resultados indicaram que quanto maior o tempo de cadastro no SAE, maiores os custos do tratamento ambulatorial. Também, a variável “se o paciente iniciou o tratamento com ARVs” apresentou influência positiva nos custos de tratamento ambulatorial. As demais variáveis não apresentaram influência significativa. Considerando que os protocolos de tratamento são aplicados de maneira uniforme no Brasil, acredita-se que os resultados da pesquisa são compatíveis para as demais regiões do País.

     

     


  • Mostrar Abstract
  • Um dos maiores desafios em saúde pública é o financiamento das atividades de combate e controle de doenças graves, especialmente a AIDS pelas notificações de novos casos e do elevado valor de tratamento. No Brasil, o Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais do Ministério da Saúde concentra ações de combate dessa doença, de registro de novos casos, bem como garantir a todas as pessoas infectadas com HIV/AIDS o acesso universal e gratuito ao tratamento. Os cuidados ambulatoriais consistem praticamente de consultas médicas para aconselhamento e acompanhamento do estado clínico do paciente, exames laboratoriais e dispensação de medicamentos antirretrovirais (ARVs) prestados pelos Serviços de Atendimento Especializado (SAE) espalhados por todo o país. Todas essas atividades consomem recursos, todavia os ARVs apresentam custos mais elevados. O tratamento segue um protocolo que prescreve o esquema de medicamentos para cada paciente. Quando não houver resposta para esse tratamento, novo esquema é formulado. A mudança de conduta com admissão de novos ARVs para pacientes pode elevar os custos do tratamento. O presente trabalho teve como objetivo discorrer sobre os fatores determinantes do custo do tratamento ambulatorial anual de pessoas vivendo com HIV/AIDS na cidade do Natal para o ano de 2009. As principais variáveis incorporadas no estudo foram: variáveis sócio-demográficas, estado clínico do paciente, se o paciente iniciou o tratamento com ARVs e o tempo em que é cadastrado no SAE. As informações relacionadas a cada variável foram extraídas dos prontuários médicos dos pacientes, dos relatórios do sistema de laboratório e dos sistemas de registro da dispensação de medicamentos da farmácia. Inicialmente, foi programado coletar dados de 250 pessoas, contudo a amostra foi reduzida para 219 observações, pois alguns prontuários apresentaram ausência de dados. Para analisar os dados, o estudo utilizou o modelo econométrico de regressão robusta por Mínimos Quadrados Ordinários (MQO). Como o resíduo da regressão não mostrou normalidade, todos os dados foram transformados em raiz cúbica. Assim, com a normalidade dos residuais da regressão, os resultados indicaram que quanto maior o tempo de cadastro no SAE, maiores os custos do tratamento ambulatorial. Também, a variável “se o paciente iniciou o tratamento com ARVs” apresentou influência positiva nos custos de tratamento ambulatorial. As demais variáveis não apresentaram influência significativa. Considerando que os protocolos de tratamento são aplicados de maneira uniforme no Brasil, acredita-se que os resultados da pesquisa são compatíveis para as demais regiões do País.

     

     

2012
Dissertações
1
  • GIOVANNA TONETTO SEGANTINI
  • Análise da relação entre condutas ambientais das empresas listadas no Índice de Sustentabilidade Empresarial e o seu desempenho econômico

  • Orientador : ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • MARCELLE COLARES OLIVEIRA
  • RENATA PAES DE BARROS CAMARA
  • Data: 06/07/2012

  • Mostrar Resumo
  • Este estudo tem por objetivo analisar a relação entre as condutas ambientais e o desempenho econômico das empresas listadas no Índice de Sustentabilidade Empresarial da BM&FBOVESPA. Para isso, foram verificadas, através da análise de conteúdo dos relatórios anuais e de sustentabilidade, as condutas ambientais das empresas que representavam o conjunto de estratégias traduzidas no modelo de gestão ambiental adotado pelas organizações. O desempenho econômico das empresas foi representado por quatro indicadores: retorno sobre ativo, retorno sobre patrimônio líquido, valor de mercado e variação da receita, obtidos no banco de dados da Economática. A amostra é constituída por 10 empresas que compõem a carteira do ISE, desde sua criação (2005 – 2010). Após a análise descritiva das condutas ambientais foi aplicado os modelos de regressão múltiplo e misto para analisar a relação entre essas e o desempenho econômico. Os resultados demonstram que as condutas ambientais desenvolvidas pelas empresas estão sendo evidenciadas em seus relatórios anuais e de sustentabilidade, sendo, na maioria, informações de natureza qualitativa, porém na análise dos modelos observou-se baixa causalidade entre as variáveis. Observou-se, também, uma ausência de padrões de evidenciação das informações, dificultando a análise entre períodos e entre as empresas.

     


  • Mostrar Abstract
  • Este estudo tem por objetivo analisar a relação entre as condutas ambientais e o desempenho econômico das empresas listadas no Índice de Sustentabilidade Empresarial da BM&FBOVESPA. Para isso, foram verificadas, através da análise de conteúdo dos relatórios anuais e de sustentabilidade, as condutas ambientais das empresas que representavam o conjunto de estratégias traduzidas no modelo de gestão ambiental adotado pelas organizações. O desempenho econômico das empresas foi representado por quatro indicadores: retorno sobre ativo, retorno sobre patrimônio líquido, valor de mercado e variação da receita, obtidos no banco de dados da Economática. A amostra é constituída por 10 empresas que compõem a carteira do ISE, desde sua criação (2005 – 2010). Após a análise descritiva das condutas ambientais foi aplicado os modelos de regressão múltiplo e misto para analisar a relação entre essas e o desempenho econômico. Os resultados demonstram que as condutas ambientais desenvolvidas pelas empresas estão sendo evidenciadas em seus relatórios anuais e de sustentabilidade, sendo, na maioria, informações de natureza qualitativa, porém na análise dos modelos observou-se baixa causalidade entre as variáveis. Observou-se, também, uma ausência de padrões de evidenciação das informações, dificultando a análise entre períodos e entre as empresas.

     

2
  • JOSÉLIA MARIA RODRIGUES DE ANDRADE
  • ECOEFICIÊNCIA COMO FERRAMENTA CONTÁBIL: um estudo da rede hoteleira do estado do Rio Grande do Norte

  • Orientador : RENATA PAES DE BARROS CAMARA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ALDO LEONARDO CUNHA CALLADO
  • GESINALDO ATAÍDE CÂNDIDO
  • RENATA PAES DE BARROS CAMARA
  • Data: 30/07/2012

  • Mostrar Resumo
  • No atual ambiente competitivo, existe uma preocupação com os efeitos que o consumo desenfreado dos recursos naturais podem causar ao meio ambiente. Tal visão é uma realidade do setor de hotelaria, setor de grande relevância financeira e econômica para a região metropolitana de Natal o estado do Rio Grande do Norte, com larga perspectiva de crescimento, gerando desta forma inquietação aos seus gestores, na busca do desenvolvimento sustentável. Nesse sentido, o objetivo deste estudo é avaliar a Sustentabilidade Empresarial das empresas hoteleiras da região metropolitana de Natal na percepção dos seus gestores, utilizando o modelo proposto por Callado (2010). A fim de atender esse objetivo, foi utilizada a seguinte estratégia: mensuração da sustentabilidade dos hotéis, a partir de uma perspectiva empresarial por meio das três dimensões de sustentabilidade do Grid de Sustentabilidade Empresarial (GSE). A pesquisa caracteriza-se, quanto aos objetivos, como bibliográfica, por se utilizar também de outros estudos já elaborados; e exploratória, porque tem a finalidade de conhecer as contribuições científicas que se efetuaram sobre a sustentabilidade dos hotéis em estudo. Acerca da abordagem, a mesma é quantitativa, por se utilizar de instrumentos estruturados, questionário aplicado pelo pesquisador, como também de técnicas estatísticas. Como resultados, a pesquisa revelou que a maioria dos hotéis investigados são sustentáveis nas três dimensões (ambiental, econômica e social). Por fim, acredita-se que a pesquisa pode ter contribuído com importantes informações sobre o perfil da gestão hoteleira, tanto para o desenvolvimento sustentável nos aspectos ambiental, econômico e social, quanto para a eficiência na gestão ambiental de seus empreendimentos em busca da Sustentabilidade Empresarial.

     


  • Mostrar Abstract
  • No atual ambiente competitivo, existe uma preocupação com os efeitos que o consumo desenfreado dos recursos naturais podem causar ao meio ambiente. Tal visão é uma realidade do setor de hotelaria, setor de grande relevância financeira e econômica para a região metropolitana de Natal o estado do Rio Grande do Norte, com larga perspectiva de crescimento, gerando desta forma inquietação aos seus gestores, na busca do desenvolvimento sustentável. Nesse sentido, o objetivo deste estudo é avaliar a Sustentabilidade Empresarial das empresas hoteleiras da região metropolitana de Natal na percepção dos seus gestores, utilizando o modelo proposto por Callado (2010). A fim de atender esse objetivo, foi utilizada a seguinte estratégia: mensuração da sustentabilidade dos hotéis, a partir de uma perspectiva empresarial por meio das três dimensões de sustentabilidade do Grid de Sustentabilidade Empresarial (GSE). A pesquisa caracteriza-se, quanto aos objetivos, como bibliográfica, por se utilizar também de outros estudos já elaborados; e exploratória, porque tem a finalidade de conhecer as contribuições científicas que se efetuaram sobre a sustentabilidade dos hotéis em estudo. Acerca da abordagem, a mesma é quantitativa, por se utilizar de instrumentos estruturados, questionário aplicado pelo pesquisador, como também de técnicas estatísticas. Como resultados, a pesquisa revelou que a maioria dos hotéis investigados são sustentáveis nas três dimensões (ambiental, econômica e social). Por fim, acredita-se que a pesquisa pode ter contribuído com importantes informações sobre o perfil da gestão hoteleira, tanto para o desenvolvimento sustentável nos aspectos ambiental, econômico e social, quanto para a eficiência na gestão ambiental de seus empreendimentos em busca da Sustentabilidade Empresarial.

     

3
  • IZABEL DE MEDEIROS COELHO
  • A UTILIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO CONTÁBIL NA GESTÃO ORGANIZACIONAL: um estudo nas Fundações de Apoio às Instituições Federais de Ensino 

  • Orientador : JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • ADILSON DE LIMA TAVARES
  • Data: 12/12/2012

  • Mostrar Resumo
  • O Terceiro Setor é composto por organizações que visam a benefícios coletivos e são de natureza privada, embora não objetivem auferir lucros. As Fundações de Apoio são instituições legalmente habilitadas e credenciadas para dar apoio ao desenvolvimento de projetos de pesquisa, ensino e extensão e de desenvolvimento institucional, científico e tecnológico, prestando serviços de gerenciamento administrativo e financeiro para execução desses projetos. Para uma gestão eficaz, essas entidades precisam de um suporte de informações disponibilizadas no tempo necessário à sua utilização. Nesse sentido, a Contabilidade tem papel relevante, quando contribui para o aprimoramento dos procedimentos administrativos e, consequentemente, para a forma de gestão, a partir da efetiva estruturação de instrumentos de controle que possibilitem uma maior integração dessas entidades com o sistema econômico e social. Diante desse cenário, tem-se o seguinte problema de pesquisa: Qual a utilização das informações contábeis pelos gestores das Fundações de Apoio as Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) e as demais Instituições Científicas e Tecnológicas (ICTs)? Para compor a amostra da presente pesquisa, do universo composto pelas 102 fundações filiadas ao Conselho Nacional das Fundações de Apoio às Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa Científica e Tecnológica (CONFIES), foram selecionadas, de forma aleatória, 50 fundações para serem estudadas. O resultado da pesquisa aponta que a maior parte dos gestores entendem que utilizam as informações contábeis num nível entre 8 e 10, em uma escala que vai de 1 a 10, e que mesmo aqueles que não a utilizam de forma satisfatória entendem que essas informações são sempre ou quase sempre úteis no processo decisório. Além disso, verifica-se que os relatórios mais disponibilizados pelos contadores aos gestores são o Balanço Patrimonial e a Demonstração do Superávit ou Déficit, mas que os relatórios não estruturados, como os Relatórios de Receita e Despesa e o Orçamento, são amplamente utilizados quando disponibilizados, o que sugere que estes reflitam as necessidades dos gestores. Constata-se também que o fator que mais influencia a utilização da informação contábil é a oportunidade de obtê-la.

     


  • Mostrar Abstract
  • O Terceiro Setor é composto por organizações que visam a benefícios coletivos e são de natureza privada, embora não objetivem auferir lucros. As Fundações de Apoio são instituições legalmente habilitadas e credenciadas para dar apoio ao desenvolvimento de projetos de pesquisa, ensino e extensão e de desenvolvimento institucional, científico e tecnológico, prestando serviços de gerenciamento administrativo e financeiro para execução desses projetos. Para uma gestão eficaz, essas entidades precisam de um suporte de informações disponibilizadas no tempo necessário à sua utilização. Nesse sentido, a Contabilidade tem papel relevante, quando contribui para o aprimoramento dos procedimentos administrativos e, consequentemente, para a forma de gestão, a partir da efetiva estruturação de instrumentos de controle que possibilitem uma maior integração dessas entidades com o sistema econômico e social. Diante desse cenário, tem-se o seguinte problema de pesquisa: Qual a utilização das informações contábeis pelos gestores das Fundações de Apoio as Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) e as demais Instituições Científicas e Tecnológicas (ICTs)? Para compor a amostra da presente pesquisa, do universo composto pelas 102 fundações filiadas ao Conselho Nacional das Fundações de Apoio às Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa Científica e Tecnológica (CONFIES), foram selecionadas, de forma aleatória, 50 fundações para serem estudadas. O resultado da pesquisa aponta que a maior parte dos gestores entendem que utilizam as informações contábeis num nível entre 8 e 10, em uma escala que vai de 1 a 10, e que mesmo aqueles que não a utilizam de forma satisfatória entendem que essas informações são sempre ou quase sempre úteis no processo decisório. Além disso, verifica-se que os relatórios mais disponibilizados pelos contadores aos gestores são o Balanço Patrimonial e a Demonstração do Superávit ou Déficit, mas que os relatórios não estruturados, como os Relatórios de Receita e Despesa e o Orçamento, são amplamente utilizados quando disponibilizados, o que sugere que estes reflitam as necessidades dos gestores. Constata-se também que o fator que mais influencia a utilização da informação contábil é a oportunidade de obtê-la.

     

Teses
1
  • ERIVAN FERREIRA BORGES
  • EDUCAÇÃO FISCAL E EFICIÊNCIA PÚBLICA: um estudo das suas relações a partir da gestão de recursos pela administração municipal

  • Orientador : JOSÉ MATIAS PEREIRA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JOSÉ MATIAS PEREIRA
  • Data: 14/03/2012

  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho aborda-se a temática da educação fiscal como variável influente sobre a eficiência pública municipal medida através da relação entre despesas com funções de governo e receitas tributárias próprias. São apresentados os fundamentos da educação fiscal a partir dos pressupostos apontados pela Escola de Administração Fazendária (ESAF) e da Teoria da Educação Tributária (Sain de Bujanda, 1967), associada aos fundamentos de natureza pedagógica preconizados por Saviane (1980; 2008) e Chaves (2007). Apresenta-se um apanhado de estudos que tratam da temática, descrevendo-se ainda a maneira como alguns países tratam o tema em termos de gestão pública. No que tange a eficiência, são apresentados alguns trabalhos que consideram sua importância a partir da mensuração por indicadores sociais e de natureza contábil. No aspecto metodológico, o trabalho propôs a mensuração do nível de educação fiscal dos cidadãos, através da instrumentalização de um questionário eletrônico, aplicado a uma amostra de 2326 respondentes. Os dados municipais foram obtidos da base Finanças Brasil (FINBRA), coletados diretamente do sítio da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), e compreendem informações relativas aos exercícios 2004 a 2010, sendo a amostra final definida para análise da eficiência de 689 municípios. Esses dados foram tratados por Análise Envoltória de dados (DEA), a fim de obter a variável dependente ao modelo de regressão múltipla, tendo como principal variável independente o nível de educação fiscal dos cidadãos, mensurado a partir da media das respostas por município pela média aritmética das respostas e pela aplicação confirmatória de uma análise fatorial. Das hipóteses delineadas para o trabalho, as quatro primeiras não podem ser rejeitadas, tendo em vista que a educação fiscal possui fundamentos legítimos que podem ser mensurados por múltiplas dimensões, o mesmo ocorrendo com a eficiência pública, que previa-se, pode ser medida em função da relação entre despesas e receitas . Por outro lado, rejeita-se a hipótese principal da pesquisa de que o nível de educação fiscal do cidadão se reveste num instrumento de controle social que influencia a eficiência da gestão de recursos públicos e aumenta o nível de transparência e accountability da administração pública municipal. Esses resultados evidenciam que a educação fiscal e seus fundamentos são entendidos pela população, que reconhecem a sua importância, mas esse conhecimento não se traduz na capacidade de pressionar o poder público na busca pela eficiência na gestão de recursos. Recomenda-se a realização de estudos numa perspectiva confirmatória dos achados, envolvendo outras variáveis não abordadas no estudo, como indicadores sociais, bem como utilizando outros grupos de indivíduos não alcançados pela pesquisa.

     



  • Mostrar Abstract
  • Neste trabalho aborda-se a temática da educação fiscal como variável influente sobre a eficiência pública municipal medida através da relação entre despesas com funções de governo e receitas tributárias próprias. São apresentados os fundamentos da educação fiscal a partir dos pressupostos apontados pela Escola de Administração Fazendária (ESAF) e da Teoria da Educação Tributária (Sain de Bujanda, 1967), associada aos fundamentos de natureza pedagógica preconizados por Saviane (1980; 2008) e Chaves (2007). Apresenta-se um apanhado de estudos que tratam da temática, descrevendo-se ainda a maneira como alguns países tratam o tema em termos de gestão pública. No que tange a eficiência, são apresentados alguns trabalhos que consideram sua importância a partir da mensuração por indicadores sociais e de natureza contábil. No aspecto metodológico, o trabalho propôs a mensuração do nível de educação fiscal dos cidadãos, através da instrumentalização de um questionário eletrônico, aplicado a uma amostra de 2326 respondentes. Os dados municipais foram obtidos da base Finanças Brasil (FINBRA), coletados diretamente do sítio da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), e compreendem informações relativas aos exercícios 2004 a 2010, sendo a amostra final definida para análise da eficiência de 689 municípios. Esses dados foram tratados por Análise Envoltória de dados (DEA), a fim de obter a variável dependente ao modelo de regressão múltipla, tendo como principal variável independente o nível de educação fiscal dos cidadãos, mensurado a partir da media das respostas por município pela média aritmética das respostas e pela aplicação confirmatória de uma análise fatorial. Das hipóteses delineadas para o trabalho, as quatro primeiras não podem ser rejeitadas, tendo em vista que a educação fiscal possui fundamentos legítimos que podem ser mensurados por múltiplas dimensões, o mesmo ocorrendo com a eficiência pública, que previa-se, pode ser medida em função da relação entre despesas e receitas . Por outro lado, rejeita-se a hipótese principal da pesquisa de que o nível de educação fiscal do cidadão se reveste num instrumento de controle social que influencia a eficiência da gestão de recursos públicos e aumenta o nível de transparência e accountability da administração pública municipal. Esses resultados evidenciam que a educação fiscal e seus fundamentos são entendidos pela população, que reconhecem a sua importância, mas esse conhecimento não se traduz na capacidade de pressionar o poder público na busca pela eficiência na gestão de recursos. Recomenda-se a realização de estudos numa perspectiva confirmatória dos achados, envolvendo outras variáveis não abordadas no estudo, como indicadores sociais, bem como utilizando outros grupos de indivíduos não alcançados pela pesquisa.

     


2011
Dissertações
1
  • ERIVALDO MATIAS FERREIRA
  • EVIDENCIAÇÃO POR SEGMENTO DE NEGÓCIO: Uma análise das companhias integradas de óleo e gás listadas na NYSE (Bolsa de Valores de Nova York)

  • Orientador : JORGE KATSUMI NYIAMA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANDERSON LUIZ REZENDE MOL
  • CARLA RENATA SILVA LEITAO
  • JORGE KATSUMI NYIAMA
  • Data: 18/05/2011

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo do trabalho é analisar se, diante das normas para a divulgação de informações por segmento de negócio e da espontaneidade na evidenciação oferecida pela população de companhias do setor de petróleo, é possível aplicar os modelos de avaliação de investimentos que considerem os riscos em bases geográficas por país na sua composição. Evidenciação por segmento de negócio – uma análise das companhias integradas de óleo e gás listadas na NYSE (Bolsa de Valores de Nova York) é uma dissertação de mestrado que procura avaliar qual o nível de disclosure apresentado pelas empresas do setor petrolífero, quanto aos lucros ou prejuízos do exercício obtidos por país, através das informações segmentadas. Para confirmar a relevância da informação por segmento geográfico, o trabalho identificou o ROE das empresas, segregando a sua composição por país e junto com a tabela de classificação de risco-país divulgada pela revista Euromoney. O trabalho teve como coleta de dados a utilização das demonstrações contábeis das companhias integradas de óleo e gás para o exercício 2009, listadas na Bolsa de Valores de Nova York, devido à relevância desse setor de atividades (extrativista) para as economias mundiais e a coexistência, no mercado americano, de duas normas de divulgação das informações segmentadas pelas empresas (FAS 131 e IFRS 8). Com a análise dos dados, pode-se afirmar que não existe uma divulgação clara nos relatórios por segmentos de negócios que favoreça uma análise da empresa, tendo como variável o risco-país. O estudo concluiu que as empresas, de um modo geral, por apresentarem apenas as receitas em bases regionais, limitaram a capacidade do usuário de verificar os retornos auferidos frente aos riscos associados aos países de origem.


  • Mostrar Abstract
  • O objetivo do trabalho é analisar se, diante das normas para a divulgação de informações por segmento de negócio e da espontaneidade na evidenciação oferecida pela população de companhias do setor de petróleo, é possível aplicar os modelos de avaliação de investimentos que considerem os riscos em bases geográficas por país na sua composição. Evidenciação por segmento de negócio – uma análise das companhias integradas de óleo e gás listadas na NYSE (Bolsa de Valores de Nova York) é uma dissertação de mestrado que procura avaliar qual o nível de disclosure apresentado pelas empresas do setor petrolífero, quanto aos lucros ou prejuízos do exercício obtidos por país, através das informações segmentadas. Para confirmar a relevância da informação por segmento geográfico, o trabalho identificou o ROE das empresas, segregando a sua composição por país e junto com a tabela de classificação de risco-país divulgada pela revista Euromoney. O trabalho teve como coleta de dados a utilização das demonstrações contábeis das companhias integradas de óleo e gás para o exercício 2009, listadas na Bolsa de Valores de Nova York, devido à relevância desse setor de atividades (extrativista) para as economias mundiais e a coexistência, no mercado americano, de duas normas de divulgação das informações segmentadas pelas empresas (FAS 131 e IFRS 8). Com a análise dos dados, pode-se afirmar que não existe uma divulgação clara nos relatórios por segmentos de negócios que favoreça uma análise da empresa, tendo como variável o risco-país. O estudo concluiu que as empresas, de um modo geral, por apresentarem apenas as receitas em bases regionais, limitaram a capacidade do usuário de verificar os retornos auferidos frente aos riscos associados aos países de origem.

2
  • AMANDA BORGES DE ALBUQUERQUE ASSUNCAO
  • COMPORTAMENTO DOS CONTADORES DIANTE DE UMA VISÃO OTIMISTA OU PESSIMISTA DE UM AMBIENTE ECONÔMICO SIMULADO

  • Orientador : JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • Data: 30/05/2011

  • Mostrar Resumo
  • Com o desenvolvimento da Ciência Contábil, aliado à sua importância como instrumento para representação das entidades, a procura por informações contábeis cada vez mais próximas da realidade tem sido alvo de estudos para os profissionais da área. Sabe-se, ainda, que aspectos comportamentais estão presentes nas mais diversas atividades, a exemplo da contabilidade. Portanto pode-se dizer que estudar aspectos comportamentais relacionados com a contabilidade é imprescindível para o avanço da Ciência Contábil. Desta feita, questiona-se: será que a visão otimista ou pessimista do contador em relação a determinado ambiente econômico poderá interferir no resultado das suas avaliações econômico-financeiras? Buscando resolver esse problema de pesquisa o objetivo do trabalho é investigar como se comportam os contadores de escritórios na cidade de Natal/RN, quando estimulados a perceber um ambiente econômico otimista ou pessimista, antes de efetivarem avaliações econômico-financeiras. Foram analisados formulários respondidos por contadores de escritórios de Natal, cadastrados no Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Norte (CRC-RN) sob a forma de sociedade, dos 111 escritórios cadastrados foi retirada uma amostra intencional de 30 escritórios. Os resultados apontam a existência de uma tendência: os indivíduos, quando inseridos em ambientes econômicos diferentes, tendem a apresentar respostas igualmente diferentes ao mesmo questionamento. Quando realizada a análise discriminante, buscando avaliar quanto essas diferenças eram significativas, as variáveis “estabilidade em relação a família e saúde” e “o texto inicial pode ter influenciado suas escolhas” apresentaram-se como variáveis discriminantes para os grupos, sinalizando que a visão otimista ou pessimista do contador poderá impactar suas avaliações econômico-financeiras.


  • Mostrar Abstract
  • Com o desenvolvimento da Ciência Contábil, aliado à sua importância como instrumento para representação das entidades, a procura por informações contábeis cada vez mais próximas da realidade tem sido alvo de estudos para os profissionais da área. Sabe-se, ainda, que aspectos comportamentais estão presentes nas mais diversas atividades, a exemplo da contabilidade. Portanto pode-se dizer que estudar aspectos comportamentais relacionados com a contabilidade é imprescindível para o avanço da Ciência Contábil. Desta feita, questiona-se: será que a visão otimista ou pessimista do contador em relação a determinado ambiente econômico poderá interferir no resultado das suas avaliações econômico-financeiras? Buscando resolver esse problema de pesquisa o objetivo do trabalho é investigar como se comportam os contadores de escritórios na cidade de Natal/RN, quando estimulados a perceber um ambiente econômico otimista ou pessimista, antes de efetivarem avaliações econômico-financeiras. Foram analisados formulários respondidos por contadores de escritórios de Natal, cadastrados no Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Norte (CRC-RN) sob a forma de sociedade, dos 111 escritórios cadastrados foi retirada uma amostra intencional de 30 escritórios. Os resultados apontam a existência de uma tendência: os indivíduos, quando inseridos em ambientes econômicos diferentes, tendem a apresentar respostas igualmente diferentes ao mesmo questionamento. Quando realizada a análise discriminante, buscando avaliar quanto essas diferenças eram significativas, as variáveis “estabilidade em relação a família e saúde” e “o texto inicial pode ter influenciado suas escolhas” apresentaram-se como variáveis discriminantes para os grupos, sinalizando que a visão otimista ou pessimista do contador poderá impactar suas avaliações econômico-financeiras.

3
  • JOSE EMERSON FIRMINO
  • ASPECTOS COMPORTAMENTAIS NO JULGAMENTO PROFISSIONAL DOS AUDITORES INDEPENDENTES

  • Orientador : EDILSON PAULO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • EDILSON PAULO
  • PAULO ROBERTO NOBREGA CAVALCANTE
  • Data: 30/05/2011

  • Mostrar Resumo
  • ASPECTOS COMPORTAMENTAIS NO JULGAMENTO PROFISSIONAL DOS AUDITORES INDEPENDENTES


  • Mostrar Abstract
  • ASPECTOS COMPORTAMENTAIS NO JULGAMENTO PROFISSIONAL DOS AUDITORES INDEPENDENTES

4
  • ANTONIO ERIVANDO XAVIER JÚNIOR
  • PERCEPÇÃO DE OPERADORES DA CONTABILIDADE QUANTO À RELEVÂNCIA DAS MUDANÇAS INTRODUZIDAS PELA ADOÇÃO DAS NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE APLICADAS AO SETOR PÚBLICO: Um estudo em instituições vinculadas ao Ministério da Educação

  • Orientador : JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADILSON DE LIMA TAVARES
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • MARIA ARLETE DUARTE DE ARAÚJO
  • Data: 02/06/2011

  • Mostrar Resumo
  • PERCEPÇÃO DE OPERADORES DA CONTABILIDADE QUANTO À RELEVÂNCIA DAS MUDANÇAS INTRODUZIDAS PELA ADOÇÃO DAS NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE APLICADAS AO SETOR PÚBLICO: Um estudo em instituições vinculadas ao Ministério da Educação


  • Mostrar Abstract
  • PERCEPÇÃO DE OPERADORES DA CONTABILIDADE QUANTO À RELEVÂNCIA DAS MUDANÇAS INTRODUZIDAS PELA ADOÇÃO DAS NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE APLICADAS AO SETOR PÚBLICO: Um estudo em instituições vinculadas ao Ministério da Educação

5
  • CLAUDIO BEZERRA DANTAS
  • ANÁLISE DA UTILIZAÇÃO DE INDICADORES DE DESEMPENHO PELO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PARA O FINANCIAMENTO DOS HOSPITAIS UNIVERSITÁRIOS FEDERAIS NO PERÍODO DE 2004 A 2008

  • Orientador : ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ADILSON DE LIMA TAVARES
  • ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • RODRIGO JOSÉ GUERRA LEONE
  • Data: 09/08/2011

  • Mostrar Resumo
  • O Ministério da Educação mantém um Programa Interministerial de Reforço à Manutenção dos Hospitais Universitários Federais, para financiamento complementar das atividades assistenciais e acadêmicas realizadas nestes hospitais. Esta pesquisa objetiva analisar se o financiamento das ações dos HU´s, através de recursos do Programa Interministerial de Reforço à Manutenção dos Hospitais Universitários Federais, no período de 2004 a 2008, pode ser explicado pelos seus desempenhos operacional, financeiro e acadêmico. A pesquisa é classificada como descritiva – quanto aos objetivos, bibliográfica e documental – quanto aos procedimentos, e quantitativa – quanto à abordagem do problema. A amostra contempla 22 dos 45 hospitais universitários. A pesquisa utilizou-se do banco de dados do Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle do Ministério da Educação, compreendendo o período de 2004 a 2008. Todas as variáveis observadas neste estudo são utilizadas como indicadores para avaliar os Hospitais Universitários em seus desempenhos operacional, financeiro e acadêmico. A análise estatística foi realizada através de Dados em Painel – que combina características de dados em corte transversal com séries temporais – utilizando-se os modelos Pooled, Efeitos Fixos e Efeitos Aleatórios. Foi constatado que apenas duas – das sete – variáveis estudadas ajudam a explicar a variação no financiamento dos hospitais pelo Programa Interministerial. São elas: 1) densidade de alunos de graduação e 2) produção acadêmica. Desta forma, não é possível rejeitar por completo a hipótese de que o financiamento das ações dos HU´s, através de recursos do Programa Interministerial de Reforço à Manutenção dos Hospitais Universitários Federais, no período de 2004 a 2008, pode ser explicado através de seus desempenhos operacional, financeiro e acadêmico.

     


  • Mostrar Abstract
  • O Ministério da Educação mantém um Programa Interministerial de Reforço à Manutenção dos Hospitais Universitários Federais, para financiamento complementar das atividades assistenciais e acadêmicas realizadas nestes hospitais. Esta pesquisa objetiva analisar se o financiamento das ações dos HU´s, através de recursos do Programa Interministerial de Reforço à Manutenção dos Hospitais Universitários Federais, no período de 2004 a 2008, pode ser explicado pelos seus desempenhos operacional, financeiro e acadêmico. A pesquisa é classificada como descritiva – quanto aos objetivos, bibliográfica e documental – quanto aos procedimentos, e quantitativa – quanto à abordagem do problema. A amostra contempla 22 dos 45 hospitais universitários. A pesquisa utilizou-se do banco de dados do Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle do Ministério da Educação, compreendendo o período de 2004 a 2008. Todas as variáveis observadas neste estudo são utilizadas como indicadores para avaliar os Hospitais Universitários em seus desempenhos operacional, financeiro e acadêmico. A análise estatística foi realizada através de Dados em Painel – que combina características de dados em corte transversal com séries temporais – utilizando-se os modelos Pooled, Efeitos Fixos e Efeitos Aleatórios. Foi constatado que apenas duas – das sete – variáveis estudadas ajudam a explicar a variação no financiamento dos hospitais pelo Programa Interministerial. São elas: 1) densidade de alunos de graduação e 2) produção acadêmica. Desta forma, não é possível rejeitar por completo a hipótese de que o financiamento das ações dos HU´s, através de recursos do Programa Interministerial de Reforço à Manutenção dos Hospitais Universitários Federais, no período de 2004 a 2008, pode ser explicado através de seus desempenhos operacional, financeiro e acadêmico.

     

6
  • ANTONIO CLAUDIO NOBERTO PAIVA
  • EFEITOS DE SOBRERREAÇÃO E SUB-REAÇÃO NO MERCADO DE AÇÕES BRASILEIRO: Um estudo com companhias que concedem tag along

  • Orientador : ANDERSON LUIZ REZENDE MOL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANDERSON LUIZ REZENDE MOL
  • ADILSON DE LIMA TAVARES
  • RODRIGO JOSÉ GUERRA LEONE
  • Data: 20/09/2011

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo tem como objetivo identificar, através de testes de diferença de médias de excessos de retornos, com posterior confirmação através do teste t de Student, indícios de sobrerreação e/ou sub-reação em ações de companhias listadas na hoje BM&FBovespa que detêm a característica de conceder tag along aos seus acionistas minoritários. A pesquisa em foco pode ser considerada de natureza descritiva, com ênfase quantitativa, e foi realizada através da coleta de séries históricas diárias das ações de companhias listadas na BM&FBovespa que concedem tag along. Na primeira fase do desenvolvimento da pesquisa, foram coletadas as séries históricas das ações anteriormente descritas; logo após essa etapa foram identificadas as ações que possuíam a característica de apresentar, pelo menos, uma negociação efetuada em cada semana, e tal procedimento foi adotado com a intenção de reduzir possíveis vieses de sobrevivência. Adaptando-se à metodologia inicialmente proposta por De Bondt e Thaler (1985) e replicada através de diversos estudos internacionais, como Jegadesh e Titman (1993; 2001), e nacionais, como os realizados por Kimura (2003), Yoshinaga (2004), Fonte Neto e Carmona (2005) e Piccoli et al. (2009), foram realizados os cálculos de retornos semanais de cada uma das ações da amostra, utilizando a capitalização contínua, com a posterior classificação desses retornos acumulados em diferentes períodos passados, de modo a compor carteiras vencedoras (detentoras dos melhores retornos) e perdedoras (detentoras dos piores retornos). Para tanto, as referidas carteiras foram formadas em horizontes de 24 semanas (aproximadamente 6 meses), 52 semanas (aproximadamente 1 ano) e 76 semanas (aproximadamente 1 ano e seis meses), com o posterior acompanhamento destas em janelas de 24, 52 e 76 semanas respectivamente, sendo utilizado logo em seguida o teste t de Student para verificar a significância estatística dos resultados obtidos através da diferença das médias de excessos de retornos acumulados das carteiras perdedoras e vencedoras. Os resultados obtidos através dos testes de diferença de média e t de Student apontam para indícios de sub-reação em todos os períodos colocados sob análise. Contudo os testes estatísticos efetuados não apresentaram significância estatística em qualquer dos períodos analisados, o que vem a culminar com a rejeição da existência de sobrerreação, para a amostra analisada, mostrando-se os resultados em conformidade com a teoria da eficiência de mercado proposta por Fama (1970).

     


  • Mostrar Abstract
  • O presente estudo tem como objetivo identificar, através de testes de diferença de médias de excessos de retornos, com posterior confirmação através do teste t de Student, indícios de sobrerreação e/ou sub-reação em ações de companhias listadas na hoje BM&FBovespa que detêm a característica de conceder tag along aos seus acionistas minoritários. A pesquisa em foco pode ser considerada de natureza descritiva, com ênfase quantitativa, e foi realizada através da coleta de séries históricas diárias das ações de companhias listadas na BM&FBovespa que concedem tag along. Na primeira fase do desenvolvimento da pesquisa, foram coletadas as séries históricas das ações anteriormente descritas; logo após essa etapa foram identificadas as ações que possuíam a característica de apresentar, pelo menos, uma negociação efetuada em cada semana, e tal procedimento foi adotado com a intenção de reduzir possíveis vieses de sobrevivência. Adaptando-se à metodologia inicialmente proposta por De Bondt e Thaler (1985) e replicada através de diversos estudos internacionais, como Jegadesh e Titman (1993; 2001), e nacionais, como os realizados por Kimura (2003), Yoshinaga (2004), Fonte Neto e Carmona (2005) e Piccoli et al. (2009), foram realizados os cálculos de retornos semanais de cada uma das ações da amostra, utilizando a capitalização contínua, com a posterior classificação desses retornos acumulados em diferentes períodos passados, de modo a compor carteiras vencedoras (detentoras dos melhores retornos) e perdedoras (detentoras dos piores retornos). Para tanto, as referidas carteiras foram formadas em horizontes de 24 semanas (aproximadamente 6 meses), 52 semanas (aproximadamente 1 ano) e 76 semanas (aproximadamente 1 ano e seis meses), com o posterior acompanhamento destas em janelas de 24, 52 e 76 semanas respectivamente, sendo utilizado logo em seguida o teste t de Student para verificar a significância estatística dos resultados obtidos através da diferença das médias de excessos de retornos acumulados das carteiras perdedoras e vencedoras. Os resultados obtidos através dos testes de diferença de média e t de Student apontam para indícios de sub-reação em todos os períodos colocados sob análise. Contudo os testes estatísticos efetuados não apresentaram significância estatística em qualquer dos períodos analisados, o que vem a culminar com a rejeição da existência de sobrerreação, para a amostra analisada, mostrando-se os resultados em conformidade com a teoria da eficiência de mercado proposta por Fama (1970).

     

2010
Dissertações
1
  • RICARDO BIALI RIBEIRO
  • ECOEFICIÊNCIA COMO FERRAMENTA CONTÁBIL: um estudo da rede hoteleira do estado do Rio Grande do Norte

  • Orientador : JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • RODRIGO JOSÉ GUERRA LEONE
  • Data: 21/06/2010

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho propôs a discutir a seguinte questão social: como a adequação da legislação societária brasileira aos padrões internacionais , qual o estágio de divulgação das informações contábeis em empresas do setor de Petróleo, Gás e Biocombustíveis listadas na Bovespa? Como etapas para atingir as respostas e os objetivos do trabalho foram elencados os seguintes objetivos específicos: analisar o estágio de adequação da nova legislação societária brasileira às normas internacionais de Contabilidade; avaliar as informações Contábeis divulgadas pelas empresas do setor de Petróleo, Gás e Biocombustíveis relativas as exercício social de 2007; avaliar as informações Contábeis divulgadas pelas empresas do setor de Petróleo, Gás e Biocombustíveis relativas as exercício social de 2008; com base no comparativo, elencar quais evoluções a nova legislação societária conferiu às informações Contábeis divulgadas. A metodologia utilizada foi de natureza descritiva com abordagem indutiva cujo sítio eletrônico da Bovespa foi à fonte da pesquisa. Os sujeitos foram as empresas atuantes no setor de Petróleo, Gás e Biocombustíveis listadas na Bovespa. Os períodos analisados foram de 2007 e 2008, de forma a obter comparativo das 20 (vinte) práticas contábeis alteradas na Lei das S.A. ‘ s. Os principais resultados encontrados apontam que houve uma adequação antes das leis 11.638/07 e 11.941/09 na ordem de 18% com relação ao total das práticas. A Petrobrás  realizou adequação das normas na ordem de 44%, enquanto as demais companhias representaram uma média de 15% de adequação. Após a emissão das referidas leis, houve adequação na ordem de 70%. Conclui-se assim que, apesar de a lei não esgotar o direito, as empresas precisaram de substanciais adequações após as Leis 11.638/07 e 11.941/09, com exceção da Petrobrás, para se adequarem ao processo de convergência das normas internacionais de Contabilidade.

     


  • Mostrar Abstract
  • O presente trabalho propôs a discutir a seguinte questão social: como a adequação da legislação societária brasileira aos padrões internacionais , qual o estágio de divulgação das informações contábeis em empresas do setor de Petróleo, Gás e Biocombustíveis listadas na Bovespa? Como etapas para atingir as respostas e os objetivos do trabalho foram elencados os seguintes objetivos específicos: analisar o estágio de adequação da nova legislação societária brasileira às normas internacionais de Contabilidade; avaliar as informações Contábeis divulgadas pelas empresas do setor de Petróleo, Gás e Biocombustíveis relativas as exercício social de 2007; avaliar as informações Contábeis divulgadas pelas empresas do setor de Petróleo, Gás e Biocombustíveis relativas as exercício social de 2008; com base no comparativo, elencar quais evoluções a nova legislação societária conferiu às informações Contábeis divulgadas. A metodologia utilizada foi de natureza descritiva com abordagem indutiva cujo sítio eletrônico da Bovespa foi à fonte da pesquisa. Os sujeitos foram as empresas atuantes no setor de Petróleo, Gás e Biocombustíveis listadas na Bovespa. Os períodos analisados foram de 2007 e 2008, de forma a obter comparativo das 20 (vinte) práticas contábeis alteradas na Lei das S.A. ‘ s. Os principais resultados encontrados apontam que houve uma adequação antes das leis 11.638/07 e 11.941/09 na ordem de 18% com relação ao total das práticas. A Petrobrás  realizou adequação das normas na ordem de 44%, enquanto as demais companhias representaram uma média de 15% de adequação. Após a emissão das referidas leis, houve adequação na ordem de 70%. Conclui-se assim que, apesar de a lei não esgotar o direito, as empresas precisaram de substanciais adequações após as Leis 11.638/07 e 11.941/09, com exceção da Petrobrás, para se adequarem ao processo de convergência das normas internacionais de Contabilidade.

     

2
  • DANIELE DA ROCHA CARVALHO
  • CUSTOS NO TRATAMENTO AMBULATORIAL DA AIDS: Um Estudo no caso do Hospital Dia - Natal/RN

  • Orientador : CÉSAR AUGUSTO TIBÚRCIO SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CÉSAR AUGUSTO TIBÚRCIO SILVA
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • KENIO COSTA DE LIMA
  • Data: 25/10/2010

  • Mostrar Resumo
  • CUSTOS NO TRATAMENTO AMBULATORIAL DA AIDS: Um Estudo no caso do Hospital Dia - Natal/RN


  • Mostrar Abstract
  • CUSTOS NO TRATAMENTO AMBULATORIAL DA AIDS: Um Estudo no caso do Hospital Dia - Natal/RN

3
  • DARLENE LEITE SILVA
  • A INFLUÊNCIA DO AMBIENTE SOCIAL DA EMPRESA SOBRE SEUS INDICADORES ECONÔMICO-FINANCEIROS: Uma análise com base no ranking das melhores empresas para se trabalhar no Brasil

  • Orientador : PAULO ROBERTO NOBREGA CAVALCANTE
  • MEMBROS DA BANCA :
  • PAULO ROBERTO NOBREGA CAVALCANTE
  • GESINALDO ATAÍDE CÂNDIDO
  • RENATA PAES DE BARROS CAMARA
  • Data: 26/11/2010

  • Mostrar Resumo
  • As mudanças ocorridas nas ultimas décadas com a globalização influenciaram o desempenho e o processo de gestão das organizações. Na realidade, as organizações buscam combinar oportunidade de desenvolvimento com um estilo de liderança próprio, buscando atingir boa relação com empregados, que, consequentemente, obterão melhores performances, por razões como: alta qualidade do ambiente de trabalho, além do aumento de sua vantagem competitiva. Esta pesquisa consiste em analisar se existe diferença significante no desempenho econômico-financeiro das melhores empresas para se trabalhar (MET) indicadas pela Revista Exame – Você S/A de 2007, 2008 e 2009, e as não integrantes deste ranking, no tocante a: liquidez corrente (LC), margem bruta (MB), margem liquida (ML), retorno sobre os ativos (ROA) e produtividade (PROD). Este estudo buscou basear-se no estudo de Fulmer, Gearhart e Scott (2003), que testaram as “100 melhores empresas para se trabalhar no EUA”, publicado na Revista Fortune. Para tanto, a metodologia adotada constitui-se de um estudo empírico-analítico, realizado com empresas brasileiras selecionadas a partir do banco de dados da Revista Exame – Você S/A, sendo selecionadas apenas as empresas de capital aberto e o mesmo quantitativo de empresas não integrantes deste ranking para o grupo de controle, que tiveram seus demonstrativos contábeis publicado na CVM. Na análise dos dados foram utilizadas medidas de tendências central: média e desvio padrão. Na decisão da aceitação ou rejeição das hipóteses, foi utilizado o teste de Mann-Whitney para amostras independentes. Como resultado, comprovou-se não haver diferença significante entre os dois grupos de empresas: ranqueadas (R) e não ranqueadas (NR), o que conduz à conclusão de que as melhores empresas para se trabalhar no Brasil, com ênfase nas boas práticas de RH, não apresentam desempenho econômico-financeiro superiores às empresas não integrantes do ranking.

     

     


  • Mostrar Abstract
  • As mudanças ocorridas nas ultimas décadas com a globalização influenciaram o desempenho e o processo de gestão das organizações. Na realidade, as organizações buscam combinar oportunidade de desenvolvimento com um estilo de liderança próprio, buscando atingir boa relação com empregados, que, consequentemente, obterão melhores performances, por razões como: alta qualidade do ambiente de trabalho, além do aumento de sua vantagem competitiva. Esta pesquisa consiste em analisar se existe diferença significante no desempenho econômico-financeiro das melhores empresas para se trabalhar (MET) indicadas pela Revista Exame – Você S/A de 2007, 2008 e 2009, e as não integrantes deste ranking, no tocante a: liquidez corrente (LC), margem bruta (MB), margem liquida (ML), retorno sobre os ativos (ROA) e produtividade (PROD). Este estudo buscou basear-se no estudo de Fulmer, Gearhart e Scott (2003), que testaram as “100 melhores empresas para se trabalhar no EUA”, publicado na Revista Fortune. Para tanto, a metodologia adotada constitui-se de um estudo empírico-analítico, realizado com empresas brasileiras selecionadas a partir do banco de dados da Revista Exame – Você S/A, sendo selecionadas apenas as empresas de capital aberto e o mesmo quantitativo de empresas não integrantes deste ranking para o grupo de controle, que tiveram seus demonstrativos contábeis publicado na CVM. Na análise dos dados foram utilizadas medidas de tendências central: média e desvio padrão. Na decisão da aceitação ou rejeição das hipóteses, foi utilizado o teste de Mann-Whitney para amostras independentes. Como resultado, comprovou-se não haver diferença significante entre os dois grupos de empresas: ranqueadas (R) e não ranqueadas (NR), o que conduz à conclusão de que as melhores empresas para se trabalhar no Brasil, com ênfase nas boas práticas de RH, não apresentam desempenho econômico-financeiro superiores às empresas não integrantes do ranking.

     

     

Teses
1
  • ADILSON DE LIMA TAVARES
  • A EFICIÊNCIA DA ANÁLISE FINANCEIRA FUNDAMENTALISTA NA PREVISÃO DE VARIAÇÕES NO VALOR DA EMPRESA.

  • Orientador : ANDERSON LUIZ REZENDE MOL
  • MEMBROS DA BANCA :
  • CÉSAR AUGUSTO TIBÚRCIO SILVA
  • ELISEU MARTINS
  • ILSE MARIA BEUREN
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • OTÁVIO RIBEIRO DE MEDEIROS
  • Data: 20/12/2010

  • Mostrar Resumo
  • AS PESQUISAS QUE RELACIONAM INFORMAÇÕES CONTÁBEIS E MERCADO DE AÇÕES TÊM CRESCIDO NOS ÚLTIMOS ANOS. UMA DAS METODOLOGIAS MAIS COMUMENTE DESTACADAS NA LITERATURA CONTÁBIL E FINANCEIRA É A ANÁLISE FUNDAMENTALISTA. ENTRETANTO, TAL METODOLOGIA NÃO TEM ACEITAÇÃO UNÂNIME ENTRE ANALISTAS E PESQUISADORES QUANTO À SUA UTILIDADE COMO INSTRUMENTAL EFICAZ NO AUXÍLIO À TOMADA DE DECISÕES SOBRE INVESTIMENTOS. ESTE TRABALHO INVESTIGA SE A ANÁLISE FINANCEIRA FUNDAMENTALISTA - AFF - É CAPAZ DE PREVER VARIAÇÕES DO VALOR DE MERCADO DAS EMPRESAS NÃO-FINANCEIRAS LISTADAS NA BOLDA DE VALORES DE SÃO PAULO (BOVESPA).


  • Mostrar Abstract
  • AS PESQUISAS QUE RELACIONAM INFORMAÇÕES CONTÁBEIS E MERCADO DE AÇÕES TÊM CRESCIDO NOS ÚLTIMOS ANOS. UMA DAS METODOLOGIAS MAIS COMUMENTE DESTACADAS NA LITERATURA CONTÁBIL E FINANCEIRA É A ANÁLISE FUNDAMENTALISTA. ENTRETANTO, TAL METODOLOGIA NÃO TEM ACEITAÇÃO UNÂNIME ENTRE ANALISTAS E PESQUISADORES QUANTO À SUA UTILIDADE COMO INSTRUMENTAL EFICAZ NO AUXÍLIO À TOMADA DE DECISÕES SOBRE INVESTIMENTOS. ESTE TRABALHO INVESTIGA SE A ANÁLISE FINANCEIRA FUNDAMENTALISTA - AFF - É CAPAZ DE PREVER VARIAÇÕES DO VALOR DE MERCADO DAS EMPRESAS NÃO-FINANCEIRAS LISTADAS NA BOLDA DE VALORES DE SÃO PAULO (BOVESPA).

2009
Dissertações
1
  • VALDERIO FREIRE DE MORAES JUNIOR
  • A interdisciplinaridade no curso de Ciências Contábeis: prática docentes nas universidades do estado do Rio Grande do Norte

  • Orientador : ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • JORGE KATSUMI NYIAMA
  • Data: 17/04/2009

  • Mostrar Resumo
  • Na década de 60, começaram as discussões sobre o que seria interdisciplinaridade. No Brasil, os primeiros estudos começaram na década de 70, com o intuito de investigar a intensidade de trocas entre os especialistas e o nível de integração das disciplinas em um projeto de pesquisa. Inicialmente, a interdisciplinaridade se propõe a diminuir a fragmentação do ensino nas universidades, fortalecendo as competências e habilidades nos discentes. Para tanto, a literatura se apóia emconceitos, formas e significados de interdisciplinaridade e o relacionamento entre as disciplinas. Já as práticas interdisciplinares com relação ao professor de Ciências Contábeis são fundamentadas com base na pesquisa bibliográfica. A presente pesquisa tem como objetivo identificar, nas universidades do Rio Grande do Norte, as práticas docentes em relação à interdisciplinaridade no curso de Ciências Contábeis. A metodologia utilizada tem como alicerce um questionário com dez perguntas abertas e cinco fechadas; portanto, por meio da análise de conteúdo conseguiu-se chegar aos termos mais citados pelos respondentes e com a escala Likert obter a correlação entre as questões. O trabalho de campo foi realizado junto aos docentes de Contabilidade das universidades do Estado do Rio Grande do Norteque atuaram efetivamente no segundo semestre do ano de 2008, por meio de questionário aplicado. A partir dos dados tabulados, pode-se afirmar que os professores das universidades potiguares realizam práticas interdisciplinares parcialmente, a partir dos seguintes elementos respondidos: relação do conteúdo com a realidade social e o mercado de trabalho, realização de pesquisa, aprendizagem de novos conhecimentos, vinculação de disciplinas, atividade de extensão, trabalhos integrados, foco em áreas diversas, fortalecimento da grade, áreas priorizadas e consolidação de conhecimentos adquiridos.



  • Mostrar Abstract
  • Na década de 60, começaram as discussões sobre o que seria interdisciplinaridade. No Brasil, os primeiros estudos começaram na década de 70, com o intuito de investigar a intensidade de trocas entre os especialistas e o nível de integração das disciplinas em um projeto de pesquisa. Inicialmente, a interdisciplinaridade se propõe a diminuir a fragmentação do ensino nas universidades, fortalecendo as competências e habilidades nos discentes. Para tanto, a literatura se apóia emconceitos, formas e significados de interdisciplinaridade e o relacionamento entre as disciplinas. Já as práticas interdisciplinares com relação ao professor de Ciências Contábeis são fundamentadas com base na pesquisa bibliográfica. A presente pesquisa tem como objetivo identificar, nas universidades do Rio Grande do Norte, as práticas docentes em relação à interdisciplinaridade no curso de Ciências Contábeis. A metodologia utilizada tem como alicerce um questionário com dez perguntas abertas e cinco fechadas; portanto, por meio da análise de conteúdo conseguiu-se chegar aos termos mais citados pelos respondentes e com a escala Likert obter a correlação entre as questões. O trabalho de campo foi realizado junto aos docentes de Contabilidade das universidades do Estado do Rio Grande do Norteque atuaram efetivamente no segundo semestre do ano de 2008, por meio de questionário aplicado. A partir dos dados tabulados, pode-se afirmar que os professores das universidades potiguares realizam práticas interdisciplinares parcialmente, a partir dos seguintes elementos respondidos: relação do conteúdo com a realidade social e o mercado de trabalho, realização de pesquisa, aprendizagem de novos conhecimentos, vinculação de disciplinas, atividade de extensão, trabalhos integrados, foco em áreas diversas, fortalecimento da grade, áreas priorizadas e consolidação de conhecimentos adquiridos.


2
  • THAISEANY DE FREITAS REGO
  • O perfil dos egressos do curso de graduação em Ciências Contábeis da UFRN: a relação entre o Projeto político-pedagógico e o campo de atuação.

  • Orientador : ERIKA DOS REIS GUSMAO ANDRADE
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • ERIKA DOS REIS GUSMAO ANDRADE
  • Data: 22/05/2009

  • Mostrar Resumo
  • O Ministério da Educação, Cultura e Desportos (MEC) tem se mostrado preocupado com a qualidade do ensino oferecido aos egressos dos cursos de graduação das universidades públicas e privadas do Brasil, propondo condições de igualdade entre os conteúdos ministrados. A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), como uma dessas Instituições de Ensino Superior (IES), tem se preocupado em seguir as resoluções emitidas pelo órgão, de modo a adequar o processo de ensino-aprendizagem as necessidades da sociedade e ao campo de atuação profissional. Diante disso, o objetivo do estudo consistiu em evidenciar qual o perfil dos egressos do curso de graduação em Ciências Contábeis da UFRN, em relação ao que determina o Projeto Político-pedagógico (PPP) e o campo de atuação desses profissionais, que obtiveram junto à referida IES o título de Bacharel em Ciências Contábeis entre os anos de 2003 e 2007. Para tanto, o presente estudo configura-se como um levantamento, baseado em uma pesquisa do tipo exploratória, descritiva e bibliográfica, que se utiliza de elementos relacionados à pesquisa do tipo quantitativa e qualitativa, haja vista a aplicação de um questionário de caracterização via correio eletrônico, que utilizou de ferramentas estatísticas (descritiva, correlação e regressão múltipla) para sua análise, e a realização de uma entrevista semi-estruturada, sob a qual se fez necessário proceder com uma análise de conteúdo. Constatou-se com o estudo que 57,42% dos egressos do curso de graduação em Ciências Contábeis da UFRN são do gênero masculino, bem como que 50,58% dos respondentes possuem de 21 a 28 anos de idade, que 50% dos egressos escolheram o curso devido às perspectivas de empregabilidade oferecida pela área, que 58,14% afirmaram que dentre as maiores dificuldades vivenciadas no exercício da profissão se deu em relação à baixa remuneração e a falta de valorização profissional. No que diz respeito à análise de correlação, observou-se que há uma forte relação entre o exercício profissional e campo de atuação (0,7049), bem como que há uma relação negativa entre o mercado de trabalho e a carga-horária (-0,6784). Com a realização da análise descritiva e o cálculo das correlações, procurou-se ainda verificar quais das variáveis estudadas poderiam estar influenciando nas mudanças ocorridas na renda mensal dos egressos, por meio da adoção da análise de regressão, sob o qual se constatou que 61,50% das mudanças ocorridas são justificadas com o modelo matemático constituído, que observam variáveis tais como: gênero, ano de formação, faixa etária, inserção de novos cursos, mercado de trabalho, tipo de instituição em que trabalha e carga-horária semanal. Por fim, com as respostas obtidas nas entrevistas realizadas e a utilização da análise de conteúdo, verificou-se que 28,89% dos egressos entendem que a formação inicial recebida deixa a desejar em relação ao exercício profissional, haja vista a predominância de conteúdos teóricos junto às disciplinas ministradas no curso, o que acaba por demonstrar a necessidade dos cursos de graduação em se adequar ao campo de atuação.

     


  • Mostrar Abstract
  • O Ministério da Educação, Cultura e Desportos (MEC) tem se mostrado preocupado com a qualidade do ensino oferecido aos egressos dos cursos de graduação das universidades públicas e privadas do Brasil, propondo condições de igualdade entre os conteúdos ministrados. A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), como uma dessas Instituições de Ensino Superior (IES), tem se preocupado em seguir as resoluções emitidas pelo órgão, de modo a adequar o processo de ensino-aprendizagem as necessidades da sociedade e ao campo de atuação profissional. Diante disso, o objetivo do estudo consistiu em evidenciar qual o perfil dos egressos do curso de graduação em Ciências Contábeis da UFRN, em relação ao que determina o Projeto Político-pedagógico (PPP) e o campo de atuação desses profissionais, que obtiveram junto à referida IES o título de Bacharel em Ciências Contábeis entre os anos de 2003 e 2007. Para tanto, o presente estudo configura-se como um levantamento, baseado em uma pesquisa do tipo exploratória, descritiva e bibliográfica, que se utiliza de elementos relacionados à pesquisa do tipo quantitativa e qualitativa, haja vista a aplicação de um questionário de caracterização via correio eletrônico, que utilizou de ferramentas estatísticas (descritiva, correlação e regressão múltipla) para sua análise, e a realização de uma entrevista semi-estruturada, sob a qual se fez necessário proceder com uma análise de conteúdo. Constatou-se com o estudo que 57,42% dos egressos do curso de graduação em Ciências Contábeis da UFRN são do gênero masculino, bem como que 50,58% dos respondentes possuem de 21 a 28 anos de idade, que 50% dos egressos escolheram o curso devido às perspectivas de empregabilidade oferecida pela área, que 58,14% afirmaram que dentre as maiores dificuldades vivenciadas no exercício da profissão se deu em relação à baixa remuneração e a falta de valorização profissional. No que diz respeito à análise de correlação, observou-se que há uma forte relação entre o exercício profissional e campo de atuação (0,7049), bem como que há uma relação negativa entre o mercado de trabalho e a carga-horária (-0,6784). Com a realização da análise descritiva e o cálculo das correlações, procurou-se ainda verificar quais das variáveis estudadas poderiam estar influenciando nas mudanças ocorridas na renda mensal dos egressos, por meio da adoção da análise de regressão, sob o qual se constatou que 61,50% das mudanças ocorridas são justificadas com o modelo matemático constituído, que observam variáveis tais como: gênero, ano de formação, faixa etária, inserção de novos cursos, mercado de trabalho, tipo de instituição em que trabalha e carga-horária semanal. Por fim, com as respostas obtidas nas entrevistas realizadas e a utilização da análise de conteúdo, verificou-se que 28,89% dos egressos entendem que a formação inicial recebida deixa a desejar em relação ao exercício profissional, haja vista a predominância de conteúdos teóricos junto às disciplinas ministradas no curso, o que acaba por demonstrar a necessidade dos cursos de graduação em se adequar ao campo de atuação.

     

3
  • PEDRO LOPES DE ARAUJO NETO
  • Percepção da utilização dos conhecimentos em auditoria contábil: um estudo na ótica dos auditores fiscais do Rio Grande do Norte

  • Orientador : JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • RAIMUNDO NONATO RODRIGUES
  • Data: 29/05/2009

  • Mostrar Resumo
  • Os principais tributos brasileiros em termos de arrecadação possuem como hipótese de incidência a atividade econômica das empresas, ou seja, suas receitas e despesas. Em 2006, o recolhimento do Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ), da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS), do Programa de Integração Social (PIS), do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) e do Imposto sobre Serviços (ISS) representou 50,96 % da arrecadação nacional, no montante de R$ 405 bilhões, equivalendo a 17,44 % do Produto Interno Bruto. A contabilidade, por ser a ciência que tem por objeto o patrimônio das entidades econômico-administrativa, estudando os atos por elas praticados de natureza econômica, passa a ser uma área de conhecimento fértil para os auditores fiscais realizarem as fiscalizações de empresa relativas aos tributos citados. O presente estudo busca identificar a percepção dos auditores fiscais sobre os conhecimentos de auditoria contábil que os mesmos consideram importantes para a realização dos seus trabalhos. Para isso foi estudado o perfil acadêmico dos servidores, o tempo de serviço no fisco e o tempo de atuação na área de auditoria de empresa. Foi verificada a sua percepção sobre o grau de orientação do órgão tributário para utilização da auditoria contábil como ferramenta de fiscalização, assim como sobre treinamentos proporcionados neste campo de conhecimento. Além disso, foi identificado o grau de utilização de livros contábeis, demonstrativos contábeis e procedimentos de auditoria contábil durante a realização das fiscalizações de empresas. O estudo foi realizado sobre os auditores fiscais do Estado do Rio Grande do Norte vinculados à Delegacia da Receita Federal do Brasil em Natal/RN, à Secretaria de Estado da Tributação do Rio Grande do Norte e a Secretaria Municipal de Tributação de Natal, que atuam no departamento de fiscalização de tributos incidentes sobre a atividade econômica das empresas. Foram aplicados questionários na forma da escala de likert, sendo os dados coletados sumarizados e analisados através de técnicas de estatística descritiva e distribuição amostral qui-quadrado. A pesquisa demonstrou uma maior utilização da auditoria contábil pelos servidores da Receita Federal do Brasil, seguido dos servidores da Secretaria Municipal de Tributação de Natal e, por último, dos servidores da Secretaria de Estado da Tributação do Rio Grande do Norte. Observou-se que durante as fiscalizações de empresas a grande maioria dos auditores analisa os livros Diário, Razão e Caixa, além do balancete de verificação, Balanço Patrimonial e Demonstração do Resultado do Exercício. Entre os procedimentos de auditoria, os mais utilizados pelos servidores são o conhecimento do cliente e do seu negócio, a revisão analítica, o questionamento e o rastreamento.

     



  • Mostrar Abstract
  • Os principais tributos brasileiros em termos de arrecadação possuem como hipótese de incidência a atividade econômica das empresas, ou seja, suas receitas e despesas. Em 2006, o recolhimento do Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ), da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS), do Programa de Integração Social (PIS), do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) e do Imposto sobre Serviços (ISS) representou 50,96 % da arrecadação nacional, no montante de R$ 405 bilhões, equivalendo a 17,44 % do Produto Interno Bruto. A contabilidade, por ser a ciência que tem por objeto o patrimônio das entidades econômico-administrativa, estudando os atos por elas praticados de natureza econômica, passa a ser uma área de conhecimento fértil para os auditores fiscais realizarem as fiscalizações de empresa relativas aos tributos citados. O presente estudo busca identificar a percepção dos auditores fiscais sobre os conhecimentos de auditoria contábil que os mesmos consideram importantes para a realização dos seus trabalhos. Para isso foi estudado o perfil acadêmico dos servidores, o tempo de serviço no fisco e o tempo de atuação na área de auditoria de empresa. Foi verificada a sua percepção sobre o grau de orientação do órgão tributário para utilização da auditoria contábil como ferramenta de fiscalização, assim como sobre treinamentos proporcionados neste campo de conhecimento. Além disso, foi identificado o grau de utilização de livros contábeis, demonstrativos contábeis e procedimentos de auditoria contábil durante a realização das fiscalizações de empresas. O estudo foi realizado sobre os auditores fiscais do Estado do Rio Grande do Norte vinculados à Delegacia da Receita Federal do Brasil em Natal/RN, à Secretaria de Estado da Tributação do Rio Grande do Norte e a Secretaria Municipal de Tributação de Natal, que atuam no departamento de fiscalização de tributos incidentes sobre a atividade econômica das empresas. Foram aplicados questionários na forma da escala de likert, sendo os dados coletados sumarizados e analisados através de técnicas de estatística descritiva e distribuição amostral qui-quadrado. A pesquisa demonstrou uma maior utilização da auditoria contábil pelos servidores da Receita Federal do Brasil, seguido dos servidores da Secretaria Municipal de Tributação de Natal e, por último, dos servidores da Secretaria de Estado da Tributação do Rio Grande do Norte. Observou-se que durante as fiscalizações de empresas a grande maioria dos auditores analisa os livros Diário, Razão e Caixa, além do balancete de verificação, Balanço Patrimonial e Demonstração do Resultado do Exercício. Entre os procedimentos de auditoria, os mais utilizados pelos servidores são o conhecimento do cliente e do seu negócio, a revisão analítica, o questionamento e o rastreamento.

     


4
  • IVAN ALVES DO NASCIMENTO
  • Análise do comportamento das ações das empresas integradas de petróleo.

  • Orientador : ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • MEMBROS DA BANCA :
  • ANEIDE OLIVEIRA ARAUJO
  • JOSE DIONISIO GOMES DA SILVA
  • Data: 08/06/2009

  • Mostrar Resumo
  • O petróleo tem importância vital no modo de vida da sociedade moderna e, apesar de ser um produto finito, suas reservas ainda abastecerão o planeta por várias décadas. A indústria do petróleo representa 12% do PIB mundial. Tamanha representatividade e a grande necessidade de capital para operações de alto risco fazem das empresas petrolíferas importantes personagens do mercado de capital, envolvendo elevados riscos bem como grandes retornos cobiçados pelos investidores. Este trabalho teve como objetivo principal investigar o impacto no valor das ações de empresas de petróleo de informações sobre rentabilidade, reservas petrolíferas estimadas e cotações diárias do petróleo. Trata-se de uma pesquisa descritiva, cujas informações foram extraídas dos demonstrativos contábeis das empresas petrolíferas integradas listadas na Bolsa de Nova York, a NYSE, da PETROBRAS, listada na BOVESPA e nos dados diários da cotação do petróleo, do período de 2000 à 2008. Por meio das ferramentas SPSS e XLSTAT, foram realizados os testes estatísticos que suportam a análise e os resultados apresentados. O estudo demonstra que os investidores reagem às informações sobre desempenho operacional medido através do CFROI e às informações sobre a quantidade de reservas petrolíferas provadas, mas não encontrou-se evidência significativa da existência de influência na tomada de decisão do investidor frente à informação diária do preço do petróleo.

     

     



  • Mostrar Abstract
  • O petróleo tem importância vital no modo de vida da sociedade moderna e, apesar de ser um produto finito, suas reservas ainda abastecerão o planeta por várias décadas. A indústria do petróleo representa 12% do PIB mundial. Tamanha representatividade e a grande necessidade de capital para operações de alto risco fazem das empresas petrolíferas importantes personagens do mercado de capital, envolvendo elevados riscos bem como grandes retornos cobiçados pelos investidores. Este trabalho teve como objetivo principal investigar o impacto no valor das ações de empresas de petróleo de informações sobre rentabilidade, reservas petrolíferas estimadas e cotações diárias do petróleo. Trata-se de uma pesquisa descritiva, cujas informações foram extraídas dos demonstrativos contábeis das empresas petrolíferas integradas listadas na Bolsa de Nova York, a NYSE, da PETROBRAS, listada na BOVESPA e nos dados diários da cotação do petróleo, do período de 2000 à 2008. Por meio das ferramentas SPSS e XLSTAT, foram realizados os testes estatísticos que suportam a análise e os resultados apresentados. O estudo demonstra que os investidores reagem às informações sobre desempenho operacional medido através do CFROI e às informações sobre a quantidade de reservas petrolíferas provadas, mas não encontrou-se evidência significativa da existência de influência na tomada de decisão do investidor frente à informação diária do preço do petróleo.

     

     


SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao