Banca de QUALIFICAÇÃO: LUANA CAROLINE DE ASSUNÇÃO CORTEZ CORREA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LUANA CAROLINE DE ASSUNÇÃO CORTEZ CORREA
DATA : 01/09/2017
HORA: 09:30
LOCAL: FACISA
TÍTULO:

Desempenho físico em mulheres idosas e as relações com alterações uroginecológicas – uma análise do International Mobility in Aging Study (IMIAS).


PALAVRAS-CHAVES:

Saúde da mulher; força muscular; limitação da mobilidade; incontinência urinária; prolapso de órgão pélvico; envelhecimento.


PÁGINAS: 36
RESUMO:

Introdução: O envelhecimento é um processo natural, dinâmico e irreversível, caracterizado pelo declínio dos sistemas corporais, incluindo perda de massa óssea, massa muscular e força. Evidências mostram que, com o envelhecimento, mulheres apresentam pior desempenho físico comparadas aos homens, sugerindo que existem fatores relacionados ao gênero, como as variáveis de história reprodutiva, que podem explicar tais diferenças. A alta paridade e a idade precoce do primeiro filho estão relacionadas com a ocorrência de alterações uroginecológicas, tais como Incontinência Urinária (IU) e Prolapso de Órgãos Pélvicos (POP). Hipotetiza-se que tais alterações estejam relacionadas ao pior desempenho físico em mulheres, porém este é um assunto ainda pouco investigado. Objetivo: Avaliar a relação entre o desempenho físico, incontinência urinária e o prolapso de órgãos pélvicos em mulheres idosas residentes em cinco cidades distintas. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal derivado do International Mobility in Aging Study (IMIAS), realizado nas cidades de Saint–Hyacinthe (Quebec, Canadá), Kingston (Ontário, Canadá), Manizales (Colômbia), Tirana (Albânia) e em Natal (Brasil). Neste estudo, mulheres idosas (65 e 74 anos) residentes na comunidade foram avaliadas nos anos de 2012, 2014 e 2016. A presente pesquisa apresenta os dados coletados em 2014. Para avaliação foram coletados dados socioeconômicos, medidas antropométricas e história reprodutiva. O desempenho físico foi avaliado através da Short Physical Performance Battery (SPPB) seguindo um protocolo padronizado que mede o  equilíbrio, a marcha e força dos membros inferiores. O escore total da SPPB foi utilizado classificado para classificar o desempenho como bom (escore ≥8) ou ruim (<8). A incontinência urinária nos últimos 7 dias foi avaliada por meio de autorrelato, e classificada como “nenhuma vez, uma vez ou mais de uma vez”.  A presença ou não de prolapso pélvico foi avaliado por meio de autorrelato, como também o grau de incômodo causado pelo mesmo. Para análise bivariada foram utilizados os testes t de Student equi-quadrado, regressão logística binária (desfecho categórico) e linear múltipla (desfecho quantitativo) para avaliação da relação entre as variáveis uroginecológicas e o desempenho físico na SPPB ajustada pelas covariáveis (idade, cidade de estudo, renda, escolaridade, IMC, história reprodutiva). Foi considerado o nível de significância de 5% e IC de 95%. Resultados: A amostra foi composta por 915 mulheres com média de idade de 71,20 (±2,88), das quais 12,5% relataram incontinência urinária mais de uma vez na última semana e 10,6% apenas uma vez. Em relação ao POP, 8,7% relataram a sua ocorrência e destas, 11,4% relataram que ele era extremamente incômodo. Uma maior proporção de mulheres relatando IU apresentam SPPB <8, que aquelas que não referem IU (p<0,001), sendo esta ainda maior entre aquelas que relatam IU frequente (mais de uma vez por semana). Esta relação permaneceu mesmo após o ajuste pelas covariáveis. As mulheres que relataram o POP apresentam média da SPPB significativamente inferior que as demais, mesmo após ajuste pela idade e local do estudo (β = 0,476; p=0,045). Além disso, aquelas que relataram que o POP era extremamente incômodo apresentaram piores valores da SPPB comparadas às que não referem incômodo, mesmo após ajuste (β = 3.089, p = 0,002).


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 3887470 - DIEGO DE SOUSA DANTAS
Externo ao Programa - 350637 - RICARDO OLIVEIRA GUERRA
Presidente - 3885543 - SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
Notícia cadastrada em: 23/08/2017 09:18
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2017 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao