PMPQRN/IQ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA - REDE NACIONAL INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/124 https://posgraduacao.ufrn.br/PROFQUI

Banca de DEFESA: RAIMUNDO MARCOLINO DE MORAIS NETO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RAIMUNDO MARCOLINO DE MORAIS NETO
DATA : 30/11/2020
HORA: 14:00
LOCAL: meet.google.com/rpv-avhk-yxb
TÍTULO:

O USO DOS DIAGRAMAS DE RICH-SUTER PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM DE CONFIGURAÇÕES ELETRÔNICAS: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO


PALAVRAS-CHAVES:

Configuração Eletrônica, Diagrama de Rich e Suter, Elementos de Transição.


PÁGINAS: 139
RESUMO:

Elaborar arranjos eletrônicos de espécies atômicas e iônicas, bem como conhecer as razões determinantes dessas configurações, é de fundamental importância para compreender e explicar alguns fenômenos, assim como para fazer previsões sobre propriedades de elementos químicos. Tradicionalmente, esse tópico tem sido abordado em livros didáticos de química fazendo-se uso do diagrama de distribuição eletrônica de Linus Pauling. Apesar da simplicidade e vantagens desse diagrama para a distribuição de elétrons de átomos e íons, tal modelo apresenta algumas limitações quando buscamos representar as configurações eletrônicas de cerca de 20% dos elementos químicos; no caso dos íons desses elementos, as dificuldades ficam ainda mais evidentes. Considerando essa problemática, o presente trabalho realizou um estudo sobre o uso dos diagramas desenvolvidos por Rich e Suter (1988) para a abordagem das configurações eletrônicas de espécies químicas no contexto do ensino e aprendizagem. Para isso, foi planejada e aplicada uma sequência didática que contou com a participação de estudantes do curso de licenciatura em química da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), no município de Mossoró-RN. O objetivo deste trabalho se concentrou em analisar o uso desses diagramas no processo de ensino e aprendizagem de configurações eletrônicas dos elementos de transição, no contexto da referida sequência didática. A pesquisa tem natureza qualitativa e pode ser classificada como do tipo exploratória. Para o registro e coleta de dados, foram utilizados um questionário, uma prova pedagógica, notas de campo e captação em áudio de interações discursivas durante as atividades da sequência. Os resultados sugerem que o uso dos diagramas de Rich e Suter (1988) articulados à abordagem de aspectos fenomenológicos e submicroscópicos do conhecimento químico no contexto da sequência didática desenvolvida foi útil em favorecer e ampliar os conhecimentos dos estudantes quanto às configurações eletrônicas dos átomos e íons. Com base nas observações feitas neste trabalho, foi elaborado um produto acadêmico constituído por um material didático no formato de cartilha como sugestão para a abordagem desse tema no ensino e aprendizagem de química.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1715109 - DANIEL DE LIMA PONTES
Externa à Instituição - KESIA KELLY VIEIRA DE CASTRO - UFERSA
Interno - 2685063 - MELQUESEDEQUE DA SILVA FREIRE
Presidente - 345799 - OTOM ANSELMO DE OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 31/10/2020 17:45
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao