Banca de DEFESA: EDJANGO LIMA FREITAS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : EDJANGO LIMA FREITAS
DATA : 27/04/2021
HORA: 09:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO:

TERRITORIALIDADES LGBTQIA+ NA EDUCAÇÃO BÁSICA: OFICINA GEOGRÁFICA DE GÊNERO E SEXUALIDADE COMO FERRAMENTA DE LUTA E RESISTÊNCIA.


PALAVRAS-CHAVES:

Oficina, Territorialidade LGBTQIA+, Ensino de Geografia, Gênero.


PÁGINAS: 125
RESUMO:

Esta pesquisa propõe o espaço escolar como palco para a implementação de uma metodologia educacional geográfica que possibilita a articulação protagonistas dos estudantes, dando ênfase as práticas espaciais de alunos LGBTQIA+. Estes que por muitos componentes da comunidade escolar são considerados desviantes aos padrões socioculturais heteronormativos e hegemônicos e vêm enfrentando nas últimas décadas um apagamento por parte de políticas educacionais que se posicionem claramente sobre a inclusão e diversidade no âmbito das discussões de gênero e sexualidade. Para tanto, elegemos o conceito de Território (e seus derivativos: territorialidades e territórios vividos) como direcionamento para o estudo, visto que as práticas espaciais se tornam experiências “marginais” implicando na transposição de fronteiras, geração de conflitos e na construção de territorialidades a partir de relações de poder. O produto final é uma Oficina Geográfica de caráter interdisciplinar que aborda conteúdos que articulam Geografia, Gênero e Sexualidade no Ensino Fundamental II. A fundamentação teórica gravita em torno dos conceitos de Território, Gênero e Sexualidade e da concepção de Geografia Maldita, tendo como referências: SILVA, ORNAT & CHIMIN JÚNIOR (2013); TUAN (1985); RAFFESTIN (1993); SILVA et all. (2013); THIOLLENT (1986); RIBEIRO (2017); VENCATO (2014); ABRAMOVAY (2015), DE SOUZA (2013); MOORE (2000); BOURDIEU (1999); LOURO (2004); JUNQUEIRA (2009); WALTRIK (2018), além dos documentos que fundamentam a educação brasileira. A metodologia baseia-se na pesquisa-ação, presente no cotidiano de muitos professores, e se desdobra em um conjunto de práticas educativas a partir de uma realidade vivida. O resultado surge a partir da análise da oficina geográfica, apresentados por atividades, questionário, entrevistas e depoimentos. À vista disso, acreditamos que este produto educacional sirva de orientação no processo de luta por uma educação inclusiva que preze pelo respeito a diversidade no ambiente escolar e o fortalecimento das territorialidades de educandos LGBTQIA+. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1810361 - PABLO SEBASTIAN MOREIRA FERNANDEZ
Interno - 1777712 - ALESSANDRO DOZENA
Externa à Instituição - JORGEANNY DE FATIMA RODRIGUES MOREIRA
Externa à Instituição - HELANIA MARTINS DE SOUZA
Notícia cadastrada em: 13/04/2021 16:53
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao