Banca de QUALIFICAÇÃO: ANA KEILA QUEIROZ DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANA KEILA QUEIROZ DA SILVA
DATA : 30/09/2022
HORA: 08:30
LOCAL: Sala 5 da Escola de Ciências e Tecnologia
TÍTULO:

TATA: Filtro à base de biomassa vegetal biodegradável com monitoramento remoto do tratamento da água residuária industrial


PALAVRAS-CHAVES:

Tratamento de efluentes; Contaminação; Biomassa vegetal biodegradável


PÁGINAS: 90
RESUMO:

O desenvolvimento econômico, o crescimento populacional, a urbanização nas cidades, tem o ocasionado aumento na produção de poluente, diante disso, resultando em impactos no meio ambiente. Diante desses fatores, que foram decorrentes da poluição sendo notada nos interiores de rios, que dificulta na qualidade da água potável para a população, esses problemas são decorrentes da escassez de água, contaminação da água ou da produção de combustíveis. Com base nessas informações, o presente trabalho tem por objetivo desenvolver um filtro à base de biomassa vegetal biodegradável (Curcuma longa L) com monitoramento remoto para o tratamento de efluente da água residual de industrial. A metodologia envolve a obtenção e o processamento de dados com a aplicação das técnicas de Data Mining através da mineração com a utilização do software WEKA, onde os dados serão computados antes e após os tratamentos dos efluentes envolvendo o uso da combinação de diferentes técnicas e outros processos, que se tornam cada vez mais favoráveis. Os resultados que foram obtidos com as análises das biomassas (comercial; casca; rizoma; e casca + rizoma), no qual obtendo-se o padrão de cada parâmetro pH (pH1), condutividade (cond1), TDS (TDS 1), temperatura e turbidez (Turb 1)) e após decorrido o tempo de tratamento com as mesmas, aferiu-se novamente os mesmos. Em relação a análise físico-química na análise da água residual de girassol na concentração [0,1] houve mudança de todos os parâmetros analisados quando comparamos os resultados com o controle. Isso acontece quando temos a ação da biomassa no processo de tratamento de efluente. Já a análise bacteriológica nas concentrações 0,1, 0,04, 0,16, 0,2 e 0,4, apresentaram de forma ascendente nos parâmetros analisados cond, TDS e Turb, mas também o pH mostrou uma pequena mudança nas concentrações citadas. Em relação a análise bacteriológica, a água residual de biodiesel no qual foram obtidos os resultados da ação sobre o meio com o intuito de observar se houve contaminação das amostras por presença ou ausência de bactérias patogênicas analisadas. Quando analisamos a concentração [0,04] mostrou contaminação para as amostras analisadas para as biomassas do açafrão (rizoma), biomassa do açafrão casca +rizoma), biomassa do açafrão comercial presença coliformes totais (EC), Escherichia coli e sem alteração Salmonella shigella. A análise biológica, observou-se que a concentração [0,04] que mostraram o resultado favorável com a clarificação dos resíduos oriundos da água residual do biodiesel de girassol com o tratamento das biomassas do açafrão em pó - rizoma e o açafrão comercial. Isso mostra, que a ação da biomassa sobre água residual de girassol, conseguiu deixar clara o efluente analisado. Em relação as informações das análises físico-químicas da água residual de biodiesel da soja, onde, nota-se que nas  0,1, 0,04, 0,16, 0,2 e 0,4, que foram analisadas após o período de tratamento, tiveram alterações quando confrontadas com o controle (pH1, cond1, TDS 1 e Turb1) e efluente bruto. a água residual de biodiesel de Soja, as amostras analisadas das concentrações 0,1, 0,04, 0,16, 0,2  e 0,4 do açafrão (rizoma), biomassa do açafrão (casca), biomassa do açafrão casca +rizoma), biomassa do açafrão comercial. Obtivemos que em todas as concentrações mencionadas a biomassa do açafrão (casca) não mostraram nenhuma contaminação na sua característica para coliformes totais (EC), Escherichia coli e Salmonella shigella. Quando analisamos a concentração [0,04] tiveram contaminação para as amostras analisadas para as biomassas do açafrão (rizoma), biomassa do açafrão casca +rizoma), biomassa do açafrão comercial presença coliformes totais (EC), Escherichia coli e sem alteração Salmonella shigella. Quando analisaram a análise bacteriológica em todas as concentrações mencionadas a biomassa do açafrão (casca) não mostraram nenhuma contaminação na sua característica para coliformes totais (EC), Escherichia coli e Salmonella shigella. Quando analisamos a concentração [0,04] houve contaminação para as amostras analisadas para as biomassas do açafrão (rizoma), biomassa do açafrão casca +rizoma), biomassa do açafrão comercial presença coliformes totais (EC), Escherichia coli e sem alteração Salmonella shigella. As informações serão colocadas no software Weka antes e após o tratamento como também o monitoramento remoto se encontram em fase desenvolvimento. Contudo, serão desenvolvidos novos testes para adequação do sistema água residual do biodiesel associado ao tratamento da biomassa para torna a água límpida e descartada no córrego ou rio, seguindo a legislação vigente como também a interação com o monitoramento remoto.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1753067 - EFRAIN PANTALEON MATAMOROS
Interno - 1282620 - HENRIQUE ROCHA DE MEDEIROS
Interno - 1943220 - ORIVALDO VIEIRA DE SANTANA JUNIOR
Externa à Instituição - MICHELLE SINARA GREGÓRIO DANTAS - IFRN
Notícia cadastrada em: 29/09/2022 16:49
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa21-producao.info.ufrn.br.sigaa21-producao