PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de QUALIFICAÇÃO: IZANGELA MARCULINO DE ANDRADE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IZANGELA MARCULINO DE ANDRADE
DATA: 10/02/2012
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de Aula 3F1
TÍTULO:

Síntese pelo método Pechini e caracterização da zircônia dopada com cério e neodímio


PALAVRAS-CHAVES:

Estabilização da Zircônia; Método Pechini; Neodímio.


PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Físico-Química
ESPECIALIDADE: Química do Estado Condensado
RESUMO:

No presente trabalho foram sintetizadas cinco composições diferentes de zircônia variando as concentrações dos dopantes cério e neodímio para o sistemas Zr90Ce10-xNdx  nas composições para x=0,5, x=1, x=2, x=3 e x=4 com o uso do método Pechini. Os pós foram estudados por análise termogravimétrica, análise térmica diferencial, espectroscopia na região do infravermelho e difração de raios X, com a aplicação do refinamento de Rietveld nas temperaturas de calcinação de 350ºC/3h e 30 minutos a 900ºC/3h. Todas as composições estabilizaram com misturas de fases tetragonais e cúbicas da zircônia.  As amostras com as cinco composições foram prensadas m forma de barras e sinterizadas a 1500ºC/3h e 1500ºC/6h, sendo caracterizada por difração de raios X, com a aplicação do refinamento de Rietveld, densidade e porosidade usando o método de Arquimedes, microscopia eletrônica de varredura e resistência a flexão em três pontos. Para os resultados a 1500ºC/3h ocorreu à melhor resistência nas composições x=2 e x=4, devido a misturas aproximadamente equivales das fases tetragonais e cúbicas da zircônia com tamanho de cristalitos em escala nanométrica com densidades de 96,10 % e 97,62 % com porosidade de 1,04 % e 1,71 %, respectivamente. Nas micrografias mostram a presença de fraturas intraganulares, na qual contribuiu para melhor resistência mecânica. Para os resultados a 1500ºC/6h ocorreu à melhor resistência também nas composições x=2 e x=4. Para x=2 a formação da fase foi a cúbica com 92,56 % e para x=4 ocorreu uma misturas aproximadamente equivales das fases tetragonais e cúbicas da zircônia com tamanho de cristalitos em escala nanométrica com densidades de 96,86 % e 97,45 % com porosidade de 1,36 % e 1,32 %, respectivamente. Nas micrografias mostram a presença de fraturas intraganulares, na qual contribuiu para melhor resistência mecânica. A adição do íon neodímio na rede cristalina da zircônia apresentou um comportamento quase linear para o aumento da resistência mecânica da cerâmica.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 338292 - JOAO BOSCO LUCENA DE OLIVEIRA
Presidente - 1217152 - RICARDO SILVEIRA NASAR
Externo à Instituição - ULISANDRA RIBEIRO DE LIMA - UFRN
Externo ao Programa - 1149564 - WILSON ACCHAR
Notícia cadastrada em: 06/02/2012 16:50
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa24-producao.info.ufrn.br.sigaa24-producao