Banca de QUALIFICAÇÃO: EDLA FREIRE DE MELO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : EDLA FREIRE DE MELO
DATA : 16/11/2023
HORA: 10:00
LOCAL: videoconferência
TÍTULO:

Craqueamento catalítico do óleo da Pachira aquatica Aubl.: estudo de PY-GC/MS utilizando HZSM-5.


PALAVRAS-CHAVES:

óleo de Munguba; pirólise flash; bio-aromáticos; hidrocarbonetos renováveis


PÁGINAS: 70
RESUMO:

Em um contexto de transição energética, o investimento em energia renovável desempenha um papel crucial na mitigação das emissões de gases de efeito estufa, na redução da poluição do ar e na proteção contra os efeitos das mudanças climáticas. Nesse sentido, o óleo extraído das sementes do fruto da Pachira aquatica Aubl. (PAA), conhecida  como  Munguba  revela-se  uma  excelente  fonte  de  biomassa  para  a  produção  de  biocombustíveis  renováveis.  Sua  composição  apresenta  quantidades significativas de ácidos saturados, com destaque para o ácido palmítico (C16:0), juntamente com os ácidos insaturados oleico (C18:1) e linoleico (C18:2). O objetivo deste estudo é caracterizar a biomassa proveniente da PAA com foco na avaliação de seu potencial energético para a produção de biocombustíveis de segunda geração e produtos de valor para a indústria química. Os teores de cinzas, umidade, componentes voláteis e componentes lignocelulósicos se mostraram consistentes com estudos anteriores realizados em sementes da mesma espécie. Além disso, observou-se um rendimento satisfatório de óleo por meio de extração mecânica, juntamente com uma notável estabilidade térmica, suportando temperaturas de até 250 °C. Para avaliar a viabilidade do uso desse óleo na produção de biocombustíveis, foram realizadas análises abrangentes, incluindo as características de cinzas, densidade, viscosidade e determinação de índices como acidez, iodo, saponificação, peróxidos e refração. Durante a pirólise analítica convencional do óleo, houve predominantemente a formação de hidrocarbonetos alifáticos na faixa de C7-C18, e baixa quantidade de compostos oxigenados. Já na pirólise catalítica utilizando HZSM-5, observou-se uma significativa redução dos compostos oxigenados e a predominância de hidrocarbonetos alifáticos, abrangendo a faixa de C7-C14  a 300 °C, e a faixa de C4-C13  a 500 °C. Em ambas as temperaturas do leito catalítico, notou-se um elevado rendimento em compostos aromáticos, incluindo benzeno, tolueno, etilbenzeno e xileno (BTEX), que são produtos de grande interesse para a indústria química. O HZSM-5 é amplamente utilizado para esse fim pela sua capacidade de promover a descarbonização, descarbonilação, desoxigenação e aromatização das estruturas, devido às suas propriedades ácidas e à estrutura porosa. Esses resultados apontam para o significativo potencial de aplicação do óleo das sementes da PAA na obtenção de biocombustíveis e bioprodutos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 349770 - DULCE MARIA DE ARAUJO MELO
Externo à Instituição - JOSÉ LUIZ FRANCISCO ALVES - UFRN
Externa ao Programa - 1979301 - RENATA MARTINS BRAGA - nullInterna - 1569526 - RENATA MENDONÇA ARAUJO
Notícia cadastrada em: 01/11/2023 09:46
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao