PPGQ/CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA INSTITUTO DE QUÍMICA Telefone/Ramal: (84) 3342-2323/136 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgq

Banca de DEFESA: ELOIZA DOS SANTOS RAIMUNDO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ELOIZA DOS SANTOS RAIMUNDO
DATA : 14/10/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do química 3
TÍTULO:

MÉTODOS COMPARATIVOS DE EXTRAÇÃO DE LIPÍDIOS DE MICROALGAS ASSISTIDA POR ULTRASSOM E MICRO-ONDAS


PALAVRAS-CHAVES:

Microalga, Micro-ondas, Rompimento Celular


PÁGINAS: 75
RESUMO:

Atualmente, o mundo tem sido confrontado com uma crise energética, associada ao uso  do combustível fóssil. Problemas  como a liberação de gases do efeito estufa na atmosfera,  através  da  queima  do  combustível  e  reservas  decrescentes  de  petróleo  vem  causando alerta para a sociedade. Devido aos problemas existentes,  a procura por fontes alternativas de energia vem aumentando drasticamente, dentre eles, o  biodiesel, monoalquil éster de ácido  graxo,  derivado  de  matéria-prima  animal  e  vegetal,  faz  parte  desse  grupo  de energias renováveis. O biodiesel é altamente biodegradável e não-tóxico, e atualmente o mais comum produzido no mundo é derivado de oleaginosas, porém,  esta ainda  é incapaz de  atender toda a demanda mundial. Contudo, uma matéria-prima de terceira geração vem chamando atenção de pesquisadores, as  microalgas, estas  estão sendo estudadas, devido a  seu alto potencial de  produção de lipídios, além de necessitar de um curto tempo e menor área  para  seu  cultivo,  gerando  baixo  custo,  e  principalmente  por  não  concorrer diretamente na área alimentícia, como por exemplo, a soja, que atualmente é uma das matérias-primas mais exploradas na produção de biodiesel.  Neste trabalho a microalga de espécie  Monoraphidium  sp,  foi  estudada  a  fim  de  avaliar  o  rendimento  e  suas características. Foram empregados diferentes métodos de rompimento celular, tais como extração  assistida  via  ultrassom  e  micro-ondas,  analisando  o  extrato  e  a  eficiência  de extração, o qual o maior rendimento encontrado foi de 8,98% em extrato bruto, através do  método  de  rompimento  celular  via  micro-ondas/7  ciclos,  o  qual  durou aproximadamente 2 horas.  Através da técnica  de  Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV), as imagens indicaram melhores resultados para o rompimento da parede celular utilizando a técnica de micro-ondas.  Análise de  (CHN), contribuiu na  determinação da presença de  análise, hidrogênio e nitrogênio  na amostra. Análise  por  espectroscopia  no infravermelho (FTIR),  contribuiu para analisar  os métodos de rompimento empregados juntamente com a análise de cromatografia em coluna (CC) e cromatografia de camada delgada (CCD), sendo possível identificar os constituintes majoritários extraídos, dentre eles  lipídios.  Análise  por  termogravimetria  (TG)  foi  realizada  para  identificar  os compostos presentes na biomassa, bem como o material extraído e seu rendimento. Este trabalho indica um bom material de uso para a  produção de biodiesel  utilizando o óleo extraído da microalga Monoraphidium sp, com a técnica de micro-ondas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 350509 - ANTONIO SOUZA DE ARAUJO
Externo à Instituição - LUZIA PATRICIA FERNANDES DE CARVALHO GALVAO - UnP
Interno - 7350310 - MARIA DE FATIMA VITORIA DE MOURA
Notícia cadastrada em: 11/10/2016 17:32
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao