Banca de QUALIFICAÇÃO: RINA LOURENA DA SILVA MEDEIROS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RINA LOURENA DA SILVA MEDEIROS
DATA: 24/02/2014
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do NUPPRAR
TÍTULO:

DESENVOLVIMENTO DE MÉTODO DE DETERMINAÇÃO DE CLORO EM AMOSTRAS DE INTERESSE AMBIENTAL POR ESPECTROMETRIA DE ABSORÇÃO MOLECULAR DE ALTA RESOLUÇÃO COM FONTE CONTÍNUA E FORNO DE GRAFITE.


PALAVRAS-CHAVES:

MAS; CLORO; AMOSTRAS AMBIENTAIS.


PÁGINAS: 94
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Analítica
ESPECIALIDADE: Instrumentação Analítica
RESUMO:

Até poucos anos atrás, a quantificação de elementos não-metálicos importantes no contexto analítico, como o cloro tinha ficado para trás a partir da AAS, devido à indisponibilidade de linhas de absorção atômica dentro da faixa espectral. No entanto, com a nova configuração, versão comercial, do espectrômetro de absorção atômica de alta resolução com fonte contínua surgiu novas possibilidades, devido ao uso de uma fonte de radiação bem intensa. Dessa maneira, métodos analíticos alternativos, como a espectrometria de absorção molecular (MAS - Molecular Absorption Spectrometry), estão sendo desenvolvidos para a determinação indireta de halogênios, por meio do controle da absorção de uma molécula contendo um haleto com o excesso de um elemento metálico. Em muitos casos o analito cloro é avaliado como contaminante, ou até mesmo impureza em diversas matérias-primas e produtos manufaturados. Em virtude da presença constante destes elementos em processos industriais e no meio ambiente, o presente trabalho é justificado pela inovação na determinação de cloro por MAS, através da molécula diatômica MgCl, para um controle de qualidade e um monitoramento mais rigoroso, o que inevitavelmente necessita de métodos analíticos mais confiáveis para a determinação destes. O objetivo principal deste trabalho é o desenvolvimento de um método para determinação de cloro em amostras de interesse ambiental por espectrometria de absorção molecular de alta resolução com fonte contínua e forno de grafite, utilizando a estequiometria de reação para a geração da molécula MgCl através de planejamento multivariado baseado nos experimento Box Behnken; A avaliação da estabilidade térmica da molécula foi comprovada após o uso do modificador químico Pd; A determinação e validação do método foi comprovada através da quantificação de amostras certificadas BCR 182 e NIST 8414. As temperaturas de pirólise e atomização foram otimizadas por meio de curva, obtendo valores de 500°C e 2100°C, respectivamente.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 348475 - DJALMA RIBEIRO DA SILVA
Externo à Instituição - RENNAN GEOVANNY OLIVEIRA ARAUJO - UFS
Externo ao Programa - 2045349 - TATIANE DE ANDRADE MARANHÃO
Notícia cadastrada em: 17/02/2014 08:52
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa22-producao.info.ufrn.br.sigaa22-producao