Banca de QUALIFICAÇÃO: CARLIKELLY GLEICY DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : CARLIKELLY GLEICY DA SILVA
DATA : 23/02/2021
HORA: 08:30
LOCAL: Sala virtual
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DE CAPRINOS NATURALMENTE INFECTADOS POR PARASITOS GATRINTESTINAIS EM SISTEMA DE PRODUÇÃO INTENSIVA


PALAVRAS-CHAVES:

Caprinocultura; Endoparasitos; Manejo animal.


PÁGINAS: 55
RESUMO:

A caprinocultura é uma atividade difundida mundialmente e no Brasil possui importante papel na economia. Infelizmente, a produção desses animais vem sendo prejudicada por problemas associados a parasitos gastrintestinais que afetam o desenvolvimento do rebanho e consequentemente geram perdas econômicas. Como forma de controlar as infecções parasitárias, estratégias alternativas ao uso de antihelmínticos estão sendo pensadas para interferir na propagação dessas doenças para o rebanho. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho é avaliar a resposta de caprinos machos às infecções naturais por parasitos gastrintestinais quando mantidos em sistema de produção intensivo e alimentados com duas fontes de fibra dietética. Para isso 24 caprinos, sem padrão de raça definido, castrados e inteiros, alimentados com palma e bagaço de cana-de-açúcar e palma e feno de capim elefante, foram avaliados semanalmente, por um período de 120 dias, através da contagem de ovos (OPG) e oocistos (oOPG) por grama de fezes, peso, volume globular (VG) e coprocultura. Após esse período, três animais de cada tratamento foram aleatoriamente escolhidos, abatidos e necropsiados para coleta do trato gastrintestinal e recuperação dos parasitos adultos. Não houve diferença significativa (p>0,05) quanto ao OPG, oOPG. Os animais castrados e alimentados com bagaço de cana-de-açúcar obtiveram diferença significativa (p<0,05) para o VG (29,75%) e para o peso médio (18,0 kg). A contagem de células efetoras da resposta imune também não apresentou diferença significativa (p>0,05). Foram recuperados 1.251 parasitos adultos, havendo prevalência para o gênero Oesophagostomum spp. (1.210), seguido por Haemonchus spp. (30), Trichostrongylus spp. (7) e Trichuris spp (4). Os animais alimentados com palma e feno de capim elefante, independente de castrados ou inteiros, foram os que apresentaram maior carga parasitária, o que reforça a importância de compreender as variações no manejo animal e como este pode interferir na infecção por endoparasitos em caprinos.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1282620 - HENRIQUE ROCHA DE MEDEIROS
Presidente - 1714262 - LILIAN GIOTTO ZAROS DE MEDEIROS
Externa ao Programa - 2339534 - STELA ANTAS URBANO
Notícia cadastrada em: 03/02/2021 11:47
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao