Banca de QUALIFICAÇÃO: RENATO CÉSAR DE MELO FREIRE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RENATO CÉSAR DE MELO FREIRE
DATA: 07/01/2016
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de Reuniões do Centro de Biociências
TÍTULO:

Estudo da fauna culicidiana na unidade de conservação Flona-Açu e investigação da presença de arbovírus


PALAVRAS-CHAVES:

Culicídeos, Arbovírus, Culex Flavivírus, Culex chidesteri


PÁGINAS: 70
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Parasitologia
SUBÁREA: Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores
RESUMO:

Introdução: Os culicídeos são peças fundamentais na transmissão de diversos patógenos como as espécies do gênero Plasmodium, causadores da malária e ainda vários arbovírus, como vírus da febre amarela (YEV), vírus Chikungunya (CHIKV), vírus Dengue (DENV-1,DENV-2,DENV-3,DENV-4), vírus Zyka (ZIKV) e muitos outros, o que faz dessa família de dípteros ter grande importância médica. Um ramo para o entendimento de como essas doenças podem ser controladas é o estudo dos vetores que as transmitem. Logo a importância da realização de estudos que tratem da investigação desses vetores em áreas ainda não exploradas, como unidades de conservação, que podem abrigar esses patógenos. O objetivo desse trabalho foi realizar um levantamento das espécies de culicídeos no domínio fitogeográfico Caatinga e a possível presença de arbovírus circulantes. Metodologia: A área de estudo foi a Floresta Nacional de Açu, situada no sertão do estado do Rio Grande do Norte, com áreas conservadas do domínio Caatinga. Foram realizadas coletas de mosquitos no período de setembro de 2011 a agosto de 2013 totalizando um período de dois anos de coletas. Foram usados três tipos de armadilhas de coleta Ovitrampa, Larvitrampa e Shannon trap, com o intuito de coletar as formas de ovo, larva e adultos respectivamente. Foram instaladas dez ovitrampas com uma distância de 300 m entre cada, cobrindo um raio de 3 km da floresta. Foram instaladas duas Larvitrampas em árvores com altura de 1,5 m do solo e 2 km de distância entre elas; instaladas duas Shannon trap simultaneamente das 17:00 às 20:00, em dois dias consecutivos.Os indivíduos coletados foram individualmente identificados, ainda vivos, usando as chaves morfológicas específicas. Os adultos coletados da Shannon trap, foram submetidos a identificação viral, através da extração do RNA viral, RT-PCR e sequenciamento dos vírus. Resultados e Discussão: Amostrou-se oito gêneros da família Culicidae: Aedes, Aedeomyia, Anopheles,Coquillettidia, Culex, Haemagogus, Mansonia e Ochlerotatus. As armadilhas para captura dos mosquitos imaturos (Ovitrampa e Larvitrampa) capturou A aegypti, A albopictus, Haemagogus spegazzini, Culex (Culex) sp, sendo mais positivas nos pontos que se aproximam da área urbana que circundam a Flona, dentre todas as espécies coletadas a mais abundante foi A. aegypti. Na Shannon trap identificou-se dezessete espécies e a mais abundante foi a Ochlerotatus scapularis envolvida na transmissão dos arbovírus Melon vírus, Ilhéus vírus, Rocio vírus e Encefalite Equina Venezuelana do Leste vírus. Foram encontrados cinco novos registros pertencentes a subfamíla Culicinae: Mansonia wilsoni, Mansonia pseudotitillans, Coquillettidia nigricans, Coquillettidia venezuelensis e Culex (culex) chidesteri. Esse último foi encontrado pela primeira vez com o vírus Culex Flavivirus (CxFv). O CxFv não tem importância médica, trata-se de um vírus específico do gênero Culex. Esses dados mostram o quão ainda têm-se a revelar sobre o domínio Caatinga do Rio Grande do Norte. Conclusão: Esse trabalho traz um alerta para a preservação das unidades de conservação, pois uma vez que esses ambientes são degradados podem acarretar na exposição de patógenos a vida das pessoas, já que existem diversos vetores mantidos na vida silvestre.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1715271 - RENATA ANTONACI GAMA
Interno - 1715230 - JOSELIO MARIA GALVAO DE ARAUJO
Externo à Instituição - MARCOS PAULO GOMES PINHEIRO - UFRN
Notícia cadastrada em: 24/12/2015 15:34
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao