Banca de DEFESA: EDUARDO LUIZ GOMES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : EDUARDO LUIZ GOMES
DATA : 27/10/2020
HORA: 10:00
LOCAL: Google Meets
TÍTULO:

BPM2Microservices: Identificando microsserviços a partir de processos de negócio


PALAVRAS-CHAVES:

BPM, Gerenciamento de Processos de Negócio, Modelos, BPMN, SOA, Arquitetura Orientada a Serviços, Micro-serviços, DDD.


PÁGINAS: 127
RESUMO:

A arquitetura de microsserviço vem ganhando força nos últimos anos como uma forma particular de projetar sistemas. A identificação de microsserviços normalmente é realizada a partir da análise de sistemas existentes ou com base na experiência da equipe. Mesmo existindo um consenso de que estes devem ser criados e mantidos ao redor de uma capacidade de negócio específica, identificar corretamente os microsserviços torna-se um grande desafio. Esse desafio é denominado como o problema de identificação de microsserviços e apesar de já ter sido abordado em outras pesquisas, ainda faltam abordagens para identificação de microsserviço capazes de estabelecer limites adequados. Uma vez que os modelos de processos de negócio fornecem uma visão abrangente e de alto nível, estes permitem a identificação de microsserviços. No entanto, faltam abordagens para apoiar a identificação de microsserviços a partir de processos de negócio que considerem funções, capacidades e contextos de negócio que não se manifestam de forma clara. Dessa forma, esta pesquisa tem como objetivo propor a técnica BPM2Microservices, uma abordagem para apoiar a identificação de microsserviços capaz de descobrir funções, capacidades e contextos de negócio subjacentes. A técnica é utilizada para identificação de microsserviços a partir da analise de modelos de processos de negócio criados com a notação BPMN, já no início do processo de desenvolvimento. Esta técnica foi desenvolvida e aplicada no Processo de inclusão/remoção de ônibus durante um estudo de caso na Secretaria de Mobilidade Urbana da cidade do Natal (STTU). Para avaliar a técnica foram realizadas múltiplas aplicações por analistas de sistemas e arquitetos de software, utilizando o Processo de substituição de veículos de permissionário, além do desenvolvimento e entrega em produção dos microsserviços identificados. Os resultados demonstram que a técnica permite a descobertas de funções, capacidades de negócio e contextos limitados que viabilizam a implementação de microsserviços que se espelham o domínio da organização. Essa pesquisa foi aplicada no contexto de desenvolvimento dos novos sistemas da STTU durante os anos de 2019 e 2020.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1542998 - CARLOS EDUARDO DA SILVA
Interno - 2274774 - EIJI ADACHI MEDEIROS BARBOSA
Externo à Instituição - PAULO DE FIGUEIREDO PIRES - UFF
Notícia cadastrada em: 08/10/2020 08:23
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa20-producao.info.ufrn.br.sigaa20-producao