Banca de QUALIFICAÇÃO: FERNANDO DA CRUZ LOPES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : FERNANDO DA CRUZ LOPES
DATA : 11/09/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO:

OpenData Manager: Uma ferramenta para gerenciar o processo de criação e monitoramento do Plano de Dados Abertos


PALAVRAS-CHAVES:

Dados Abertos, Plano de Dados, PDA


PÁGINAS: 74
RESUMO:

O acesso a informações públicas vem se mostrado de grande importância no estreitamento da relação sociedade e governo, possibilitando à sociedade uma maior interatividade nas ações públicas. O desenvolvimento de sistemas que utilizam essa informação a favor do bom uso dos recursos públicos é um dos vários exemplos que podemos utilizar para mostrar como é importante o acesso a esses dados. A partir do Decreto nº 8.777 que regulamentou a abertura dos dados públicos do Poder Executivo Federal, vários órgãos e entidades iniciaram suas atividades para disponibilizar seus dados. Todos os passos para a abertura desses dados são especificados no manual de   implementação da Política de Dados Abertos disponibilizado pela Controladoria Geral da União (CGU). Um dos passos para abertura dos dados é a escrita de todas as ações realizadas até a catalogação dos dados nas plataformas de dados abertos. O documento em que é registradas essas ações é chamado de Plano de Dados Abertos, ou PDA. A CGU considera que um órgão público tem seus dados abertos apenas quando o seu PDA é publicado seguindo a vários critérios de organização e qualidade. Atualmente, a CGU mantém um painel de monitoramento de dados abertos, onde é possível verificar quais entidades públicas tem seus dados disponibilizados seguindo esses critérios. Ao realizar uma consulta a esse painel, percebemos que menos da metade dos órgãos públicos tem um PDA publicado, onde, dos 221 órgãos do Poder Executivo Federal, apenas 67 tem um PDA em execução. Dos PDAs em execução, grande parte não disponibilizam um sistema de monitoramento das ações e metas definidas ao longo de sua elaboração, pois foram escritos em formato de texto simples, sem automatização alguma no processo de monitoramento, como a própria CGU sugere. Para resolver o problema de elaboração do Plano de Dados Abertos seguindo as recomendações da CGU de qualidade e o monitoramento durante e posteriormente a elaboração do PDA, neste trabalho será desenvolvida uma aplicação que irá abarcar todos os passos descritos nos manuais de desenvolvimento de um PDA, assim como irão monitorar todas as ações que precisam ser realizadas durante e depois da catalogação dos dados abertos. Para testar a aplicação, vamos usar informação do IFRN para reescrever seu PDA nos moldes exigidos pela CGU.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2510306 - FREDERICO ARAUJO DA SILVA LOPES
Interno - 2180207 - ITAMIR DE MORAIS BARROCA FILHO
Externo ao Programa - 1678918 - NELIO ALESSANDRO AZEVEDO CACHO
Externa à Instituição - ANDRÉ GUSTAVO DUARTE DE ALMEIDA - IFRN
Notícia cadastrada em: 27/08/2020 07:16
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa21-producao.info.ufrn.br.sigaa21-producao