PROFLETRAS/CN PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS - PROFLETRAS CURRAIS NOVOS CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO SERIDÓ Telefone/Ramal: Não informado

Banca de DEFESA: LIZÂNDRA MEDEIROS DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LIZÂNDRA MEDEIROS DOS SANTOS
DATA : 09/12/2019
HORA: 09:00
LOCAL: UFRN - Campus de Currais Novos
TÍTULO:

DA LEITURA DE MEMÓRIAS AO REGISTRO: O DIÁRIO DE LEITURA COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO


PALAVRAS-CHAVES:

Leitura. Letramento literário. Memória Literária. Diários de leitura. 


PÁGINAS: 151
RESUMO:

Este trabalho tem como objetivo geral investigar a efetivação das ações de letramento literário no 8º ano do Ensino Fundamental II, a partir do uso de uma sequência didática básica com o gênero Memórias Literárias e o Diário de Leitura, promovendo, junto aos alunos, situações de leitura que ultrapassem os muros da escola. Como objetivos específicos, temos: analisar a aplicação da sequência didática básica, com o gênero Memória Literária, buscando promover  o contato do aluno com  a leitura literária; interpretar o desenvolvimento das práticas de leitura literária, a partir da análise da intervenção com  estudo de Memórias Literárias e do uso do Diário de Leitura; e, perceber o desenvolvimento da prática leitora dos alunos, a partir dos registros realizados no Diário de Leitura. Esta pesquisa é embasada em  questões relevantes para nosso estudo, como o conceitos de Letramento Literário, ancorando-nos nos pressupostos de Cosson (2014) e (2017), dentre outros estudiosos e pesquisas que refletem sobre esse assunto. Quanto ao trabalho com Memórias Literárias, utilizamos memórias premiadas na Olimpíada de Língua Portuguesa de 2016. Diante disso, para corroborar o que discutimos, apoiamo-nos no conceito de Memória Literária conforme o que afirmam Clara et al. (2010)).  No tocante ao uso do diário de leitura, esta pesquisa se baseia nos postulados de Buzzo (2010) e Machado (1998). No que se refere a aspectos metodológicos, este trabalho consiste em uma pesquisa-ação que tem como norte os estudos de Thiollent (1996); e, por se tratar de uma pesquisa baseada em uma intervenção, desenvolvida através de uma sequência didática básica, traremos à luz o que trata Cosson (2009). Na sequência didática básica, desenvolvemos aulas de leitura a partir de memórias literárias e solicitamos registros em diários de leitura. Estes serviram de instrumento para que analisássemos os resultados de nossa ação, que tinha como escopo formar leitores críticos. Desse modo, podemos afirmar que, embora não tenhamos recebido a quantidade de diários que esperávamos, os resultados alcançados a partir de nossa ação são positivos, visto que percebemos que nossos alunos deram um passo para a criticidade, para a reflexão, bem como, a partir de então, para que tenham um novo olhar para a leitura. Consideramos nossa intervenção como ato de grande importância para nós e para os alunos envolvidos, tendo em vista que a leitura não é uma ação escolar, mas para a vida.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2916579 - LUCELIO DANTAS DE AQUINO
Interna - 349683 - JOSILETE ALVES MOREIRA DE AZEVEDO
Interno - 1914095 - SEBASTIAO AUGUSTO RABELO
Externa à Instituição - MARIA EDILEUZA DA COSTA - UERN
Notícia cadastrada em: 26/11/2019 13:07
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao