Banca de DEFESA: MIRELLA MATOSO LETTIERI LEAL DAMASIO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MIRELLA MATOSO LETTIERI LEAL DAMASIO
DATA: 09/12/2015
HORA: 16:00
LOCAL: AUDITÓRIO A -CCHILA
TÍTULO:

O ENSINO DO FENÔMENO GRAMATICAL DA CONCORDÂNCIA VERBAL: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA DE INTERVENÇÃO


PALAVRAS-CHAVES:

Variação, concordância verbal, sociolinguística, prática de escrita.


PÁGINAS: 135
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Lingüística
SUBÁREA: Teoria e Análise Lingüística
RESUMO:

Considerando o fenômeno da concordância verbal um dos mais produtivos e mais complexos na ampliação da competência comunicativa dos alunos e um dos únicos fatores morfossintáticos que garante uma polarização entre falantes que são classificados socialmente, esta dissertação tem como objetivo geral sistematizar uma proposta didático-pedagógica para um ensino de gramática que considere a língua em uso. Nesse sentido, é relevante discutir sobre a necessidade de se estudar gramática na escola, entendida aqui como “o estudo das condições linguísticas de significação”, ou seja, por que as coisas são como são (FRANCCHI, 2006).  Para tanto, analisaremos, inicialmente, como esse fenômeno gramatical se manifesta nos textos escritos de alunos de uma turma do 9º ano do Ensino Fundamental de uma escola pública de Natal/RN, para o conhecimento real dos fatores que presidem à opção do aluno pela aplicação ou não da regra canônica de concordância verbal. No quadro deficitário da educação brasileira, é lugar-comum alarmar-se diante da fragilidade do desempenho verbal – especialmente, escrito – dos nossos alunos. Entretanto, poucas vezes se evolui com clareza a respeito do ensino-aprendizagem da língua materna em nosso país, passo que exige coerência teórica e rigor metodológico. Para desconstruir essas noções do senso comum, apresentam relevante contribuição os estudos sociolinguísticos de Willian Labov (2008) e Stella Maris Ricardo (2004, 2005);  e para encaminhamentos, diretrizes e sugestões sobre o ensino de gramática – considerada parte integrante do conteúdo programático de Língua Portuguesa – recorreu-se ao apoio de Franchi (2006), Vieira e Brandão (2011) e Faraco Bortoni (2008).  Análises preliminares apontam que os padrões de concordância verbal dos textos dos alunos refletem padrões gerais já sistematizados: a produtividade do cancelamento da marca de número é condicionada, sobretudo, por fatores de ordem estrutural. Dos elementos de caráter linguístico, mostram-se significativos a saliência fônica, o paralelismo nos níveis oracional e discursivo, e a posição do sujeito em relação ao verbo. A partir disso, objetiva-se propor encaminhamentos metodológicos que desenvolvam o raciocínio lógico-científico sobre a linguagem na esfera dessa estrutura morfossintática específica e promover o domínio do maior número possível de variantes linguísticas, colocadas à disposição do aluno para a construção do sentido.

.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1717429 - MARCO ANTONIO MARTINS
Interno - 1673309 - SULEMI FABIANO CAMPOS
Externo à Instituição - SILVIA RODRIGUES VIEIRA - UFRJ
Notícia cadastrada em: 27/10/2015 16:59
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2018 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao