Banca de QUALIFICAÇÃO: BARTIRA PEREIRA AMORIM

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : BARTIRA PEREIRA AMORIM
DATA : 13/07/2020
HORA: 14:00
LOCAL: VIDEOCONFERÊNCIA (https://meet.google.com/qfo-nvbe-opa )
TÍTULO:

CAPACIDADES DINÂMICAS E VANTAGEM COMPETITIVA DE INTERNATIONAL NEW VENTURES


PALAVRAS-CHAVES:

 

Capacidades DinâmicasInternational New Ventures. Vantagem Competitiva. 


PÁGINAS: 94
RESUMO:

 

Esta tese possui dois temas centrais: capacidades dinâmicas e novos empreendimentos internacionais (international new ventures - INVS). As capacidades dinâmicas representam para as empresas mecanismos de resposta rápida às demandas do mercado, à medida que possibilitam que os gestores consigam sentir as oportunidades e ameaças do ambiente de negócios (detecção), capturar valor a partir da exploração das oportunidades (apreensão) e reconfigurar-se ao passo que novas demandas surgem (reconfiguração) (TEECE, 2007; AL-AALI; TEECE, 2014). Os INVs são empresas de pequeno e médio porte que começaram a atuar em mercados internacionais muito próximo de sua fundação ou com pouco tempo desde o início de suas atividades em seu mercado doméstico, e por isso contrastam com o padrão tradicional de empresas que operam no mercado interno por muitos anos e evoluem gradualmente para o comércio internacional, pois iniciam com uma visão global e desenvolvem capacidades necessárias para atingir seus objetivos internacionais (KNIGHT; CAVUSGIL, 2004). Neste trabalho considera-se que tais capacidades constituem-se de capacidades dinâmicas, as quais permitem que as empresas desenvolvam uma postura estratégica proativa no exterior, garantindo uma atuação de sucesso em relação aos concorrentes no novo mercado, fazendo-as alcançar vantagem competitiva. A presente tese pretende, portanto, avaliar essa relação, ou seja, pretende-se analisar a relação das capacidades dinâmicas com a vantagem competitiva de INVs em mercados internacionais. Para tanto, propõe-se um framework, elaborado com base nos resultados da revisão sistemática de Amorim et al. (2019), na qual foram identificadas variáveis de capacidades dinâmicas em INVs (características do empreendedor, redes [networks], orientação para o mercado, capacidades baseadas em conhecimento: capacidades de aprendizagem e de absorção, capacidade de inovação, capacidade de adaptação e capacidades de transformação e renovação). Logo, pretende-se analisar a relação destas variáveis com as capacidades de detecção, apreensão e reconfiguração, e consequentemente sua relação com a vantagem competitiva dos INVs. Trata-se de uma pesquisa descritiva com abordagem quantitativa, cujos construtos serão analisados a partir de uma abordagem de métodos mistos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 349782 - AFRANIO GALDINO DE ARAUJO
Interno - 2668551 - ANDRE MORAIS GURGEL
Externo à Instituição - IVAN LAPUENTE GARRIDO
Externo ao Programa - 1149626 - MAURO LEMUEL DE OLIVEIRA ALEXANDRE
Notícia cadastrada em: 10/07/2020 12:47
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao