Banca de QUALIFICAÇÃO: MARKE GEISY DA SILVA DANTAS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARKE GEISY DA SILVA DANTAS
DATA : 06/07/2020
HORA: 15:00
LOCAL: VIDEOCONFERÊNCIA ( https://meet.google.com/eka-ejdy-jfg)
TÍTULO:

ENSAIOS SOBRE A PRESENÇA DE PÚBLICO E ESCOLHAS DOS TORCEDORES NO FUTEBOL BRASILEIRO


PALAVRAS-CHAVES:

Comparecimento; Novos Estádios; Liberação de Bebidas; Eficiência; Motivações. 


PÁGINAS: 81
RESUMO:

Este projeto de tese tem como tema central a influência de alguns fatores sobre a presença de público nos estádios de futebol no Brasil, assim como algumas escolhas dos torcedores deste esporte. O primeiro ensaio analisa o impacto de novas arenas sobre a média de público de vinte e seis clubes brasileiros. Resultados preliminares indicam que o valor da equipe, o rebaixamento para uma divisão menor e o ano de 2014, em que foi realizada a Copa do Mundo no Brasil, foram significativos para explicar o público nos estádios. Contudo, este não foi afetado de forma estatisticamente significativa pelas novas arenas. O segundo ensaio visa mensurar o impacto da liberação de bebidas alcoólicas sobre comportamentos antissociais dos torcedores durante as partidas de futebol das séries A e B do campeonato brasileiro, de 2013 a 2018. Aproveita-se do fato de alguns estados e municípios terem mantido a liberação de bebidas em estádios, seguindo o acordo específico para a Copa do Mundo de 2014, formalizado pela Lei da Copa, mesmo que contrariando Lei federal. Os comportamentos antissociais são identificados por jogo, a partir do que é definido como tal pela lei nº 11.671/03. Os resultados preliminares de alguns modelos de regressão logit sugerem alguma evidência de efeito significativo da liberação de bebidas sobre comportamentos antissociais. Pretende-se ainda, como complemento deste ensaio para a tese, verificar até que ponto os comportamentos antissociais nos estádios provocam ou não o comparecimento da torcida em jogos futuros. O terceiro ensaio da tese procura medir as eficiências de comparecimento e financeira dos clubes brasileiros de futebol e relacioná-las a algumas variáveis em um segundo estágio, entre elas a presença de novas arenas. Resultados preliminares mostram uma tendência de queda de eficiência média dos clubes nas duas divisões durante o período analisado, de 2013 a 2018. Na divisão de eficiência financeira, entre os dez primeiros clubes melhor ranqueados, seis deles construíram estádios ou passaram a jogar em estádios reformados para a Copa do Mundo de 2014; constatou-se ainda um efeito “honeymoon”, de empolgação com as novas arenas, na divisão de eficiência de comparecimento até o ano de 2016. O quarto ensaio da tese pretende analisar quais motivações influenciam as escolhas dos torcedores em ir ao estádio, sobretudo dadas as possibilidades de assistir as partidas pela televisão ou por canais da internet (por streaming).


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - FILIPE QUEVEDO PIRES DE OLIVEIRA E SILVA
Interno - 3220688 - ALEXANDRO BARBOSA
Presidente - 1510488 - LUCIANO MENEZES BEZERRA SAMPAIO
Notícia cadastrada em: 30/06/2020 16:05
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa17-producao.info.ufrn.br.sigaa17-producao