Banca de QUALIFICAÇÃO: LUIZ FERNANDO MENESES CARVALHO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: LUIZ FERNANDO MENESES CARVALHO

DATA: 25/02/2011

HORA: 08:00

LOCAL: A confirmar

TÍTULO:

DESENVOLVIMENTO DE COMPÓSITO BIODEGRADÁVEL DE POLI (HIDRÓXIBUTIRATO) E FIBRAS DA CARNAÚBA [COPERNICIA PRUNÍFERA (MILLER) H. E. MOORE] COM DIFERENTES TRATAMENTOS


PALAVRAS-CHAVES:

Fibras da folha de carnaúba. Compósitos biodegradáveis. Poli(hidroxibutirato). Propriedades mecânicas


PÁGINAS: 100

GRANDE ÁREA: Engenharias

ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica

RESUMO:
O uso de matérias-primas de fonte renováveis para a produção de materiais vem sendo objeto de diversos estudos e pesquisas, devido ao seu potencial na substituição de derivados petroquímicos. O uso de fibras naturais reforçando polímeros, como os termoplásticos, representa uma alternativa na substituição parcial ou total de fibras de vidro em compósitos. A carnaúba é uma palmeira de grande porte com folhas recobertas por uma camada de pó (cera), que impede a transpiração excessiva e conseqüente perda de água, característico do período seco das regiões onde a planta é nativa, propriedade que lhe confere o maior valor econômico. O poli(hidroxibutirato) pertence à família dos poli(hidroxialcanoatos), um poliéster totalmente biodegradável e pode ser sintetizado quimicamente como substância de reserva de carbono e energia, por uma grande variedade de microorganismos. Neste trabalho, fibras da folha de carnaúba foram usadas na produção de compósitos biodegradáveis com matriz de poli(hidroxibutirato) (PHB). Para melhorar as propriedades interfaciais, foram estudados tratamentos químicos de alcalinização, acetilação, peróxido de hidrogênio e permanganato de potássio, para as fibras. As alterações morfológicas e estruturais das fibras tratadas foram investigadas por microscopia eletrônica de varredura e espectroscopia no infravermelho, além das propriedades térmicas e mecânicas, difração de raios-X e densidade, que também foram investigadas. O efeito dos diferentes tratamentos químicos nas propriedades morfológicas, físicas, químicas e resistência a tração das fibras e dos compósitos foram determinados. Os compósitos de poli (hidroxibutirato) reforçados com fibras da folha de carnaúba modificadas por peróxido de hidrogenio exibiram propriedades mecânicas superiores, quando comparada aos compósitos com fibras não tratadas.

MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1300987 - CARLOS ALBERTO PASKOCIMAS
Externo ao Programa - 2313421 - CARLOS ROBERTO OLIVEIRA SOUTO
Presidente - 1202134 - JOSE DANIEL DINIZ MELO
Notícia cadastrada em: 07/02/2011 13:19
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao