Banca de DEFESA: ANA KAROLINA BEZERRA DE SOUZA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: ANA KAROLINA BEZERRA DE SOUZA

DATA: 13/12/2010

HORA: 09:00

LOCAL: Auditório do CCET

TÍTULO:

Estudo da sinterização de eletrólitos sólidos de Céria-Európia para Aplicação em Células a Combustível de Temperaturas Intermediárias


PALAVRAS-CHAVES:

céria dopada com európia, eletrólito, sinterização, condutividade iônica


PÁGINAS: 100

GRANDE ÁREA: Engenharias

ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica

RESUMO:

Diante da preocupação ambiental com o aquecimento global que ocorre principalmente pelas emissões de CO2 resultante da queima de combustíveis derivados do petróleo, carvão e gás natural as pesquisas voltadas para formas alternativas e não poluentes de geração de energia vêm se intensificando. Entre essas, destacam-se as células a combustíveis de óxido sólido de temperatura intermediária (IT-SOFC). Para aplicação como eletrólito deste dispositivo as cerâmicas à base de CeO2 dopadas com íons de terras raras (TR+3) tem se mostrado bastante promissoras pelo fato de possuírem boa condutividade iônica e operarem em temperaturas relativamente baixas (500-800ºC). Neste trabalho, foram estudadas cerâmicas de céria dopada com európia, Ce1-xEuxO2-δ (x = 0,1; 0,2 e 0,3), sintetizadas pelo método dos precursores poliméricos para uso como eletrólito sólido. Estudou-se também as etapas de processamento desses pós (moagem, compactação e sinterização convencional e por sinterização em 2 etapas), visando a obtenção de produtos sinterizados de elevadas densidades, microestrutura homogênea e cristalina e altas condutividades iônicas. Os pós sintetizados foram caracterizados por difração de raios-X, análise termogravimétrica, distribuição granulométrica e MEV, já as amostras sinterizadas foram caracterizados por dilatometria, MEV, medidas de densidades, medidas de tamanho de grão e espectroscopia de impedância. Pela difração de raios-x constatou-se a formação de solução sólida para todas as composições e cristalitos na escala nanométrica constatou-se também que as duas rotas de sinterização foram eficientes para densificar os compactos cerâmicos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1298936 - ANTONIO EDUARDO MARTINELLI
Interno - 349770 - DULCE MARIA DE ARAUJO MELO
Externo à Instituição - MARCELO ORNAGHI ORLANDI - UNESP
Interno - 1350249 - RUBENS MARIBONDO DO NASCIMENTO
Notícia cadastrada em: 18/11/2010 16:09
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa26-producao.info.ufrn.br.sigaa26-producao