Banca de DEFESA: ROBERTA PEREIRA DA SILVA - (Retificação)

Uma banca de DEFESA foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: ROBERTA PEREIRA DA SILVA

DATA: 17/08/2010

HORA: 14:00

LOCAL: Auditorio do CCET

TÍTULO:

Remoção de metais pesados em efluentes sintéticos
utilizando vermiculita como adsorvente.


PALAVRAS-CHAVES:

Verniculita, Remoção de metais, Adsorção, Banho Finito


PÁGINAS: 100

GRANDE ÁREA: Engenharias

ÁREA: Engenharia de Materiais e Metalúrgica

RESUMO:

Os metais pesados são utilizados em muitos processos industriais e,
quando descartados ao meio ambiente, podem ocasionar efeitos
prejudiciais aos seres vivos, tornando-se um sério problema ambiental.
Muitos métodos usados para o tratamento de efluentes têm sido
apresentados na literatura, mas muitos deles possuem alto custo e
baixa eficiência. O processo de adsorção vem sendo utilizado como
eficaz para a remoção de íons metálicos. Neste trabalho são
apresentados estudos para avaliar a capacidade de adsorção da
vermiculita, como adsorvente para a remoção de metais pesados em
solução sintética. Realizou-se inicialmente a caracterização do
mineral vermiculita natural por diferentes técnicas: análise da área
específica superficial pelo método de BET, difração de raios-X,
Fluorescência de raiosX, Espectroscopia na região de infravermelho,
análise granulométrica a laser e densidade específica. As
características físicas apresentadas pelo material foram adequadas
para o estudo de adsorção. De posse das análises de caracterização
foram executados ensaios de adsorção, pelo método de banho finito para
soluções sintéticas dos metais cobre, níquel, cádmio, chumbo e zinco.
Os resultados demonstraram que a vermiculita possui elevado potencial
de adsorção, removendo praticamente 100% dos íons e apresentando
valores para a capacidade de  remoção, com cerca de 85 ppm de metal em
solução,  de 8,09 mg/g para o cádmio, 8,39 mg/g para o cobre, 8,40
mg/g para o chumbo, 8,26 mg/g para o Zinco e 8,38 mg/g de níquel. Os
pontos experimentais se ajustam aos modelos de Langmuir e Freundlich.
Os dados cinéticos mostraram melhor correlação com a equação de
velocidade de pseudo-segunda ordem. Paralelamente ao estudo da
capacidade de adsorção do mineral vermiculita foi realizado o estudo
da competição dos metais entre si, onde os resultados demonstraram que
a presença de vários metais em solução não influenciam na sua remoção
em baixas concentrações, removendo aproximadamente 100% de todos os
metais presentes nas soluções.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 349770 - DULCE MARIA DE ARAUJO MELO
Externo à Instituição - FRANCISCO KLEBSON GOMES DOS SANTOS - UFERSA
Externo à Instituição - JOANA MARIA DE FARIAS BARROS - UFCG
Presidente - 347420 - MARCUS ANTONIO DE FREITAS MELO
Externo à Instituição - PATRICIA MENDONCA PIMENTEL - UFRN
Notícia cadastrada em: 17/08/2010 07:49
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao