Banca de QUALIFICAÇÃO: ARTHUR GABRIEL BEZERRA DE AZEVEDO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ARTHUR GABRIEL BEZERRA DE AZEVEDO
DATA : 18/12/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de aulas do PPGCEM
TÍTULO:

Funcionalização e incorporação de argila montmorilonítica em matriz epóxi para aplicação em revestimento hidrofóbico aeroespacial


PALAVRAS-CHAVES:

argila, epóxi, nanocompósito, hidrofobicidade.


PÁGINAS: 66
RESUMO:

Nanocompósitos de matriz polimérica termofixa e carga inorgânica nanoestruturada vêm apresentando maior demanda industrial nos últimos anos. As pesquisas recentes nesta área buscam incorporação de carga a baixas porcentagens de massa (inferiores a 5%) visando maximizar propriedades do nanocompósito sem prejudicar fatores como tenacidade. Neste trabalho, nanocompósitos polímero-argila foram produzidos a partir de resina epóxi e uma argila montmorilonítica. Um teor de 3% em massa de argila foi incorporado na resina através de dispersão em acetona, agitação mecânica e aplicação de vácuo. Os nanocompósitos obtidos foram depositados na forma de filmes, em placas de aço inox. A argila comercial foi tratada utilizando-se etilenoglicol para remoção de compostos interlamelares. O material foi funcionalizado com três diferentes agentes de acoplamento, denominados silanos, (3- Aminopropil)triethoxisilano(APTES), Trietoxivinilsilano, (TEVS) e 3- (Trimetoxisilil) propil metacrilato (MEMO). Os minerais modificados foram avaliados por intermédio de Difração de Raios-X, Espectroscopia de Infravermelho por Transformada de Fourier e Análise de Área Superficial Específica pelo método BET. As análises indicaram que os materiais obtidos apresentaram estrutura esfoliada antes da incorporação na resina, com os agentes silanos incorporados no espaço interlamelar do argilomineral, o que foi observado por meio do significativo aumento no espaçamento basal de sua estrutura e redução de área superficial. As análises de Microscopia de Força Atômica e Ângulo de Contato realizadas nos nanocompósitos obtidos indicaram que a presença dos agentes de acoplamento modificou superficialmente os nanocompósitos, variando sua rugosidade e obtendo-se um aumento de aproximadamente 45% no ângulo de contato para o nanocompósito contendo TEVS. Para o nanocompósito contendo APTES, as análises indicaram uma tendência ao aumento de hidrofilicidade.


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 1755267 - MARIA CAROLINA BURGOS COSTA DO NASCIMENTO
Presidente - 1883170 - MAURICIO ROBERTO BOMIO DELMONTE
Externo à Instituição - VINÍCIUS DANTAS DE ARAÚJO - UFRPE
Notícia cadastrada em: 04/12/2019 08:26
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa21-producao.info.ufrn.br.sigaa21-producao