Banca de QUALIFICAÇÃO: ALINE ALENCAR EMERENCIANO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ALINE ALENCAR EMERENCIANO
DATA : 17/10/2019
HORA: 10:00
LOCAL: Sala de aulas do PPGCEM
TÍTULO:

Membranas MXenes: Novos Materiais 2D para Membranas de Separação de Alto Desempenho.


PALAVRAS-CHAVES:

MAX phases, MXenes, membranas de separação de gases, membranas de separação de líquidos, Ti3C2Tx.


PÁGINAS: 59
RESUMO:

Membranas com alta permeabilidade e alta seletividade são urgentemente necessárias devido uma maior demanda industrial. Desde a descoberta do Ti3C2 em 2011, os chamados MXenes, que consistem na família de carbonetos, carbonitretos e nitretos de metal de transição 2D, expandiram-se em termos de aplicações de armazenamento de energia, blindagem de interferência eletromagnética, reforço para compósitos, purificação de água e gás, biossensores, lubrificação e catálise (foto, eletro e química). Dentro desse campo de aplicação, as membranas de peneiramento para separação de gás e líquido têm sido evidenciadas devido à necessidade industrial de processos eficientes e ecologicamente corretos, os quais devem atuar como uma boa maneira seletiva de purificação de água e a possibilidade de separação de gases. Portanto, a fabricação de membranas lamelares com estruturas em nanocanais altamente ordenadas para peneiramento molecular rápido e preciso ainda é um desafio. Assim, o principal objetivo deste trabalho é produzir uma nova classe de membranas baseadas em MXenes, em particular no Ti3C2Tx, para operar como membrana de separação de líquidos para a pervaporação de H2O / H2O / EtOH, que tem grande interesse da indústria, purificação de água, removendo o sal e os compostos químicos da água do mar e de água contaminada (grande interesse da sociedade) e como membranas de separação de gases como N2 / CO2, CH4 / CO2 e H2 / CO2. Dessa forma, este trabalho propõe o desenvolvimento de uma rota de processamento reprodutível para a síntese de MXenes, com foco na pureza, qualidade e tamanho das partículas; processamento dos MXenes por diferentes métodos, incluindo filtragem a vácuo, revestimento por centrifugação e revestimento por imersão para controlar a espessura da membrana, espaço entre os flocos de MXene e substrato / membrana de adesão os quais serão testados em diferentes substratos cerâmicos e testar a membrana final sob condições industriais realistas, como pH diferente (do ácido ao básico), ambientes agressivos, altas temperaturas relativas e experimentos a longo prazo. A partir dos resultados futuros, espera-se o controle de pureza e tamanho de MXenes, membranas com boa espessura, boa adesão e permeabilidade, confiabilidade e, finalmente, durabilidade das mesmas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2042234 - ANA PAULA CYSNE BARBOSA
Interno - 1350249 - RUBENS MARIBONDO DO NASCIMENTO
Interno - 345842 - UILAME UMBELINO GOMES
Notícia cadastrada em: 07/10/2019 10:15
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao