Banca de DEFESA: CLARA JÉSSICA DE MEDEIROS SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : CLARA JÉSSICA DE MEDEIROS SILVA
DATA : 30/10/2018
HORA: 08:30
LOCAL: Sala de aulas do PPGCEM
TÍTULO:

CARACTERIZAÇÃO DA RESINA ACRÍLICA ODONTOLÓGICA AUTOPOLIMERIZÁVEL EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES EM MASSA


PALAVRAS-CHAVES:

Resina acrílica odontológica autopolimerizável, PMMA, caracterizações físicas, caracterizações mecânicas, biodegradabilidade


PÁGINAS: 81
RESUMO:

A resina acrílica odontológica autopolimerizável é um dos materiais utilizados com maior frequência na aplicação de próteses, devido à sua fácil manipulação, além das suas propriedades físicas e mecânicas, estabilidade química e aparência estética, biocompatibilidade e baixo custo. O produto é comercializado em dois componentes: um sólido na forma de pó, que contém partículas pré-polimerizadas de poli(metacrilato de metila) (PMMA) e um líquido, que contém o monômero MMA. Devido às condições de trabalho dos locais onde a resina é manipulada, e erros do operador, mudanças entre a proporção de pó e líquido podem ocorrer, levando às modificações das propriedades físicas deste material. Por esse motivo, este presente estudo busca avaliar as mudanças das propriedades físicas da resina acrílica odontológica autopolimerizável, mudando-se as proporções de pó e líquido. Os materiais utilizados foram obtidos de três fabricantes diferentes, chamadas de AM1, AM2 e AM3, em três diferentes proporções: a recomendada pelo fabricante do material, uma composição com a mesma concentração de pó e monômero e outra composição com o dobro de pó do que monômero. Os materiais foram caracterizados por ensaios de: porosidade, absorção de água, ângulo de contato, microscopia de força atômica (AFM), dureza Shore D, impacto Izod, microscopia eletrônica de varredura (MEV), biodegradabilidade e viabilidade celular. Dentre as composições analisadas, a AM3 no grupo AM3- foi a que apresentou melhores propriedades, chegando a ser superior àquelas de acordo com as especificações padrões do fabricante. A vantagem dessa alteração é que a quantidade de material utilizado no processamento é menor, reduzindo os custos de compra. Assim, mesmo para composições já disponíveis no mercado, foi possível modificar e melhorar diversas propriedades para a resina. O ensaio de viabilidade celular também deixa claro, que o material apresenta caráter hidrofóbico, que é o recomendado para os materiais utilizados como próteses e provisórios dentários. Este trabalho mostrou-se eficiente na busca por novas rotas de síntese e também na obtenção de melhores propriedades e com redução de matéria-prima utilizada. Desta forma, concluiu que a amostra AM3 apresentou uma redução nos custos de síntese e  de obtenção, sendo economicamente mais viável entre os materiais avalidados.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1989838 - CAROLINE DANTAS VILAR WANDERLEY
Presidente - 1639676 - EDSON NORIYUKI ITO
Externo à Instituição - JOSÉ KAIO MAX ALVES DO RÊGO - UFS
Externo ao Programa - 2318723 - SERGIO ADRIANE BEZERRA DE MOURA
Notícia cadastrada em: 16/10/2018 08:18
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa28-producao.info.ufrn.br.sigaa28-producao