Banca de QUALIFICAÇÃO: LUCAS RICARDO FERNANDES FIGUEIREDO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LUCAS RICARDO FERNANDES FIGUEIREDO
DATA : 16/12/2016
HORA: 15:30
LOCAL: Sala de Aula PPGCEM
TÍTULO:
EFEITO DA ADIÇÃO DE NANOWHISKERS DE CELULOSE NAS PROPRIEDADES ADESIVAS DE POLÍMEROS DERIVADOS DO GLICEROL

PALAVRAS-CHAVES:

adesivo verde, nanowhiskers, compositos


PÁGINAS: 85
RESUMO:
O uso de adesivos verdes vem sendo amplamente estudado para substituição das colas comerciais que, em geral, são tóxicas ou liberam substâncias tóxicas. Entretanto, os polímeros biodegradáveis apresentam limitações de suas propriedades adesivas em comparação aos polímeros sintéticos. Portanto, a incorporação de nanowhiskers de celulose (NWC), devido a sua combinação de rigidez e flexibilidade, apresenta-se como um potencial reforço em compósitos poliméricos, possibilitando assim melhoras nas suas propriedades adesivas. Além disto, trabalhos anteriores sugerem que a adição de nanowhiskers pode aumentar a resistência a degradação destes polímeros. No presente trabalho, novos polímeros biodegradáveis a base de glicerol e ácidos foram sintetizados por policondensação e reforçados com nanowhiskers de celulose (NWC) visando seu emprego como adesivos para madeira. Juntas coladas foram produzidas em corpos de prova de pinus (Pinus elliottii) e de Angelim (Hymenolobium petraeum) com os polímeros contendo 0, 5, 10 e 20% em massa de NWC e testadas em cisalhamento sob tração de acordo com a norma ASTM D906. Juntas coladas produzidas com colas à base de poli(acetato de vinila) (PVAc) e cianoacrilato foram também testadas nas mesmas condições para fins de comparação. Os polímeros foram analisados por DSC, TGA, DRX, FTIR, ângulo de contato e degradação por envelhecimento acelerado. Nas imagens de MEV após o cisalhamento sob tração ficaram evidentes as propriedades de rigidez e flexibilidade, característico de cada polímero de glicerol. As análises térmicas mostraram que os polímeros biodegradáveis a base de glicerol são estáveis até aproximadamente 300ºC. As medidas de adesão mostram que os adesivos “verdes” desenvolvidos a partir de polímeros de glicerol com adição de cargas de 10 e 20% de NWC apresentaram resistência ao cisalhamento superior ao adesivo comercial a base de PVAc.

MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2042234 - ANA PAULA CYSNE BARBOSA
Externo à Instituição - ELITON SOUTO DE MEDEIROS - UFPB
Presidente - 1202134 - JOSE DANIEL DINIZ MELO
Interno - 1755267 - MARIA CAROLINA BURGOS COSTA DO NASCIMENTO
Notícia cadastrada em: 05/12/2016 10:06
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2021 - UFRN - sigaa27-producao.info.ufrn.br.sigaa27-producao